Depois do arresto, Isabel dos Santos escreveu uma carta a João Lourenço. Queria negociar

Manuel Araújo / Lusa

Isabel dos Santos

Depois de ver os seus bens arrestados, Isabel dos Santos escreveu uma carta de página e meia a João Lourenço pedindo negociações explícitas.

Isabel dos Santos pediu ao Presidente de Angola para negociar, pouco depois de os seus bens e contas terem sido arrestados pela Justiça angolana. A empresária terá escrito, segundo o Observador, uma carta de uma página e meia a João Lourenço, na qual fez um pedido explícito de negociações.

Num dos parágrafos, a mulher mais rica de África fundamenta o pedido com o estado da economia nacional e a responsabilidade social, propondo uma plataforma segura de cooperação. Ou seja, a abertura de conversações que poderiam levar à devolução dos 1,1 mil milhões de dólares que Isabel dos Santos deve, alegadamente, ao Estado angolano, em troca do levantamento do arresto.

Apesar do esforço, a missiva não teve o efeito esperado e João Lourenço deu essa garantia a 3 de fevereiro, numa entrevista concedida à Deutsche Welle. “Nós gostaríamos de deixar aqui garantias muito claras de que não se está a negociar. Mais do que isso, não se vai negociar, na medida em que houve tempo, houve oportunidade de o fazer. Portanto, as pessoas envolvidas neste tipo de atos de corrupção tiveram seis meses de período de graça para devolverem os recursos que indevidamente retiraram do país”, garantiu.

As declarações do Presidente angolano surgiram três dias depois de o Expresso ter avançado que as negociações estavam em curso, citando o procurador-geral da República. No entanto, Hélder Pitta Grós apressou-se a desmentir a notícia.

No entanto, quando questionada sobre se João Lourenço equacionou o caminho da negociação, fontes contactadas pelo Observador dividem-se: há quem admita que essa possibilidade esteve em cima da mesa e, em sentido contrário, há quem assegure que Lourenço excluiu à partida essa hipótese.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. João Lourenço é um grande sonso. A solução para Angola só pode ser a UNITA, principalmente agora que tem um jovem na sua liderança, uma pessoa muito bem formada que conhecemos daqui das ruas de Lisboa e que contrasta com o bronco, apatetado e vingativo João Lourenço que um dia ainda há-de ter de explicar a sua fortuna e a da sua mulher. Todos aqueles que cospem no prato onde comeram só têm uma classificação: ASQUEROSOS! Mas, infelizmente, a África tem muitos destes, gente sem valor que ascende a cargos políticos relevantes e depois só sabem matar, assassinar, perseguir. É a vergonha há que infelizmente se vem estando habituado.

RESPONDER

Desconfinamento não foi suficiente. Desemprego volta a subir em Espanha para valores de 2016

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego em Espanha voltou a aumentar em 5.107 pessoas em junho, uma desaceleração em relação a maio, atingindo um total de 3.862.883 espanhóis. De acordo com os …

Governo vai monitorizar discurso de ódio na Internet

O Governo vai monitorizar o discurso de ódio nas plataformas online, estando "em vias" de dar início à contratação pública de um projeto que deverá traduzir-se num barómetro mensal de acompanhamento e identificação de sites. Segundo …

Tribunal britânico decide que é Guaidó (e não Maduro) quem manda nas reservas de ouro da Venezuela

A justiça britânica decidiu esta quinta-feira que é o líder da oposição venezuelana Juan Guaidó e não o Presidente Nicolás Maduro quem tem autoridade sobre as reservas de ouro da Venezuela depositadas no Banco de …

Mistério resolvido. Cientistas descobriram como é que as cobras "voam"

Nem todas as cobras se movem arrastando-se discretamente pelo chão. Há uma cobra do género Chrysopelea que parece voar de árvore em árvore. Agora, os cientistas descobriram como é que estes animais se movem pelo …

Mais de 80 mil pessoas registaram-se na Segurança Social desde janeiro

O programa “Segurança Social na Hora”, criado em janeiro deste ano, abrangeu até ao momento 80.700 pessoas, de acordo com os dados divulgados pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS). Ana Mendes Godinho avançou …

Douro. Poluição regressa a valores anteriores ao estado de emergência

Os valores de contaminação do estuário do rio Douro, que durante o estado de emergência baixaram a níveis só vistos há mais de 30 anos, já regressaram aos valores pré-pandemia. As boas notícias "rapidamente se esfumaram". …

Reino Unido deixa cair pontes aéreas e prepara levantamento da quarentena para dezenas de países

O Reino Unido vai deixar cair o plano para a criação de pontes aéreas e prepara-se para substituir a medida pela isenção de quarentena para dezenas de países. Dezenas de países vão ficar isentos de restrições …

Medina clarifica críticas em público: eram para chefias regionais (e não para Temido)

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Media, veio esta quarta-feira a público esclarecer as duras críticas que vez relativamente à atuação das autoridades de saúde no combate à pandemia de covid-19. No seu habitual espaço …

Fraude nas viagens entre ilhas e continente. PJ desmantela mais uma rede criminosa

Esta quarta-feira, foi desmantelada mais uma rede criminosa que se aproveitava de forma fraudulenta do subsídio que financia as deslocações dos habitantes dos Açores e da Madeira ao continente. Existem fraudes nos subsídios das viagens entre …

Nova reviravolta. Livro polémico da sobrinha de Trump com luz verde para publicação

Um juiz do Tribunal de Recurso de Nova Iorque levantou na noite de quarta-feira uma proibição temporária de publicação de um livro escrito pela sobrinha do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, contendo revelações polémicas. Segundo …