“Quando estou irritada, ouço o hino da CGTP”. Marta Temido confessa-se e atira-se ao Bloco

Hugo Delgado / Lusa

A ministra da Saúde Marta Temido

Ouve o hino da CGTP aos berros quando está “muito irritada” e chora quando as acusações são duras, como quando disseram que “limpou” doentes das listas de espera. Confissões da ministra da Saúde, Marta Temido, que se define “esquerdista” e lamenta a “ingenuidade” nas negociações com o Bloco.

Numa longa entrevista na Notícias Magazine que é lançada com o Jornal de Notícias de domingo, a ministra fala do processo de negociações da nova Lei de Bases da Saúde que abalou a “geringonça”, especificamente devido às Parcerias Público-Privadas (PPP).

Marta Temido garante que aprendeu a lição e que não voltará “a cometer certas ingenuidades“, referindo-se concretamente às conversações com o Bloco de Esquerda.

Os bloquistas anunciaram um alegado acordo com o Governo para o fim das PPP na Saúde, mas o Executivo apressou-se a negar essa versão. Marta Temido reforça a ideia, notando que houve apenas uma “troca de documentos” que foram tornados públicos.

“Eu não enviei nenhuma proposta ao BE. Eu e este gabinete não enviámos nenhuma proposta ao BE. Houve troca de documentos entre vários actores do processo, mas a ministra da Saúde nunca enviou uma proposta ao BE“, assegura Marta Temido.

A ministra nota que o documento divulgado pelo BE era “uma opção de redacção que estava a ser tentada” para “aproximação de posições”. Marta Temido diz que, de resto, houve várias versões diferentes no sentido de chegar a um acordo que agradasse às partes.

Assim, deixa implícita a crítica de deslealdade aos bloquistas e nota que o processo lhe serviu de “aprendizagem” e que da próxima vez vai “desconfiar”. “Não voltarei a ter a ingenuidade de acreditar que todas as pessoas têm o mesmo ponto de vista sobre a forma como devemos relacionar-nos uns com os outros”, frisa.

De qualquer modo, Marta Temido acredita que “há muito mais identificação do que divergência” no seio dos parceiros da “geringonça” e reforça que o Governo também defende, preferencialmente, que “a gestão dos hospitais seja pública“. “O que não sei é quando lá conseguiremos chegar”, nota.

Marta Temido descarta, desde logo, acabar com as PPP “por decreto e sem acautelar que são internalizadas pelo menos com igual qualidade à que neste momento é prestada”.

Num tom mais pessoal, a ministra define-se como “afável” e “empática”, mas diz que “não suporta” que lhe “pisem os calos”.

Quando estou muito irritada, costumo ouvir o hino da CGTP-IN (Internacional Socialista). Cá está, esta é daquelas que não devia dizer, mas é a verdade”, confessa também, assumindo que está “numa linha mais à esquerda” do Governo. “Aliás, esquerdista é subtítulo que não me ofende”, realça.

A ministra da Saúde também revela que chora quando se sente especialmente ofendida, como aconteceu com o caso das acusações de que “limpou” doentes das listas de espera para consultas ou cirurgias, para ocultar os números, quando era presidente da Administração Central do Sistema de Saúde. Primeiro chora, mas “depois passa”, conclui.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Ora aí está.
    A ditadura de esquerda a comandar. Invasões de instalações quando não se está de acordo, amordaçar que aperta etc, etc.

  2. Esta ministra é uma anedota ou um erro de casting.
    Troca-nos as voltas para não se perceber a piada.
    ” irritada ouve o hino da Cgtp e atira-se ao bloco”
    … descodificando…
    “parte caniço com toda a gana e agarra-se ao toro”

  3. … os nossos políticos principalmente esta Temido tem cá “uma quebra de personalidade de pensamento que é de espantar”. Se fosse só este caso que sorte tinham os portugueses, que sorte, mas não infelizmente.

Ciência explica porque é que alguns cheiros desencadeiam memórias fortes

O cheirinho de pão acabado de sair do forno pode, por exemplo, funcionar como um portal do tempo, levando-nos de volta àquele pequeno café em Paris que visitámos há alguns anos. Os cheiros têm a capacidade …

Quase 40% dos americanos com dificuldades financeiras. Doar sangue é a sua maior receita

A economia dos Estados Unidos (EUA), considerada uma das maiores do mundo, permitiu avanços sociais e tecnológicos inestimáveis. Contudo, atualmente, cerca de 40% dos norte-americanos afirmam ter dificuldade em pagar por comida, por habitação, por …

"Políticos devem ser colocados contra a parede". Greta pede desculpa

A ativista do clima Greta Thunberg pediu desculpa por ter dito que os políticos devem ser colocados “contra a parede”, após diversas pessoas terem considerado que a jovem estava a defender a violência. A sueca de …

Carnaval belga retirado da lista de Património Imaterial da UNESCO após queixas de antissemitismo

As festas da cidade de Aalst, na Bélgica, foram retirada da lista do Património Imaterial da Humanidade, depois de a UNESCO ter sancionado a presença de carros carnavalescos contendo imagens antissemitas. O presidente da Câmara …

Conselho de Ministros aprova proposta de OE2020 (e foram quase 10 horas de reunião)

O Conselho de Ministros aprovou hoje a proposta de Orçamento do Estado para 2020, dez horas depois de a reunião extraordinária ter começado, anunciou hoje o primeiro-ministro na sua página na rede social Twitter. "O Conselho …

Nova espécie de baleia mostra como este animal evoluiu para conseguir nadar

Cientistas descobriram uma nova espécie de baleia, que existiu há 35 milhões de anos, que pode dar novas pistas sobre como as baleias evoluíram para conseguir nadar. De acordo com a revista Newsweek, os investigadores analisaram …

Casal separado após sobreviver a Auschwitz reencontra-se 72 anos depois em Nova Iorque

Em 1944, David Wisnia e Helen "Zippi" Spitzer eram dois prisioneiros judeus e secretamente namorados que, miraculosamente, conseguiram sobreviver ao campo de concentração nazi Auschwitz, na Polónia. Porém, no final da guerra, foram separados depois de …

Benfica 4-0 Famalicão | Pizzi entrega saco cheio de Natal

O Benfica terminou o seu ano de Liga NOS com mais uma vitória, de novo por 4-0, tal como havia acontecido na anterior partida no Estádio da Luz, ante o Marítimo. Desta vez frente ao …

Morreu o ator Danny Aiello

Morreu esta quinta-feira, em Nova Jérsia, o ator Danny Aiello, que recordamos pelos seus muitos êxitos dos anos 80. Tinha 86 anos. "É com profunda dor que comunicamos que Danny Aiello, amado marido, pai, avô, ator …

Videojogo chinês incita jogadores a atacar os "traidores" em Hong Kong

Há um novo videojogo que está a ganhar popularidade na China. Chama-se "Fight the Traitors Together" e permite que os jogadores ataquem manifestantes de Hong Kong. No jogo, os jogadores podem bater nos manifestantes pró-democracia, sendo …