INEM não revela as horas a que prestou socorro às vítimas de Pedrógão

Paulo Cunha / Lusa

Incêndio em Pedrógão Grande

Os registos do INEM foram feitos à mão e, sete meses depois, ainda não foram informatizados. O instituto recusa o acesso aos documentos, por estarem alegadamente em “segredo de justiça”.

Devido à agitação que se gerou em torno do incêndio de Pedrógão Grande, com as grandes dificuldades que se fizeram sentir nos contactos – quer via rede telefónica, quer via Internet – os registos obrigatórios de cada meio de socorro do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) foram feitos à mão.

Esta sexta-feira, o Público avança que esta foi uma situação excecional. Contudo, sete meses depois da tragédia, estes registos ainda não foram atualizados no sistema informático, dificultando assim toda a investigação.

Questionado pelo jornal, o INEM confirmou que “todas as ocorrências devem e têm de ser registadas no sistema informático dos CODU – Centro de Orientação de Doentes Urgentes – do INEM”. No entanto, devido às condições particulares do que aconteceu em Pedrógão “os registos foram sendo feitos manualmente ou em sistemas complementares”.

O INEM justifica-se com o facto de os operacionais escolherem a forma que consome “menos tempo possível” no terreno, lembrando também as falhas que aconteceram na rede de comunicações.

Além disso, o INEM não revela a que horas ativou cada meio, admite não saber a hora exata a que alguns meios chegaram junto das vítimas e recusa o acesso a documentos que o poderiam comprovar, por estarem, alegadamente, em segredo de justiça.

“Em alguns casos, o INEM não dispõe de informação precisa sobre a hora exata a que os meios chegaram junto das vítimas”, refere o INEM ao jornal. Sobre este assunto, recorda ainda as dificuldades nas comunicações que acabaram por “condicionar negativamente”, impedindo o registo.

Depois do relatório do professor Domingos Xavier Viegas, em que foram identificadas situações em que o socorro às vítimas terá falhado, as queixas e dúvidas sobre o INEM aumentaram, levando o Ministério Público a alargar o âmbito da investigação.

A colaboração com o Ministério Público é assumida pelo INEM, que recusou ao Público a consulta de vários documentos por estarem em “segredo de justiça”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Procura mundial de petróleo pode alcançar o seu nível mais baixo numa década por causa do coronavírus

O surto de coronavírus afetará de forma "significativa" a procura global por petróleo, podendo esta atingir o seu nível de procura mais baixo numa década, alerta a Agência Internacional de Energia (IEA). Com a desaceleração da …

Vitória SC 1-2 Porto | “Dragão” cola-se à liderança

A Liga NOS está ao rubro. O FC Porto foi a Guimarães vencer o Vitória SC por 2-1 e está a apenas um ponto da liderança do campeonato, na sequência da derrota do Benfica no …

Ventura não faz "fretes". Chega não viabilizará Governo do PSD se não houver cedências

Para governar com a direita, o PSD precisa do recém-eleito Chega. No entanto, há características que separam os partidos: enquanto que os sociais-democratas se querem estabelecer ao centro, André Ventura estabelece linhas vermelhas e não …

Egito atinge 100 milhões de habitantes (mas não há grandes motivos para celebrar)

A população do Egito atingiu os 100 milhões de habitantes, tornando-se no país árabe mais populoso e o terceiro em África atrás da Etiópia e da Nigéria, anunciaram ontem as autoridades. O calculador eletrónico instalado no …

Coronavírus: Há mais dois casos suspeitos em Portugal

Há mais dois casos suspeitos de infeção por coronavírus em Portugal. Os doentes, que vieram da China, já foram encaminhados para o Hospital Curry Cabral, em Lisboa, e para o Hospital de São João, no …

Morreu o ator Tozé Martinho

O ator António José Bastos de Oliveira Martinho, mais conhecido como Tozé Martinho, morreu este domingo aos 72 anos. Tozé Martinho morreu este domingo, aos 72 anos. O ator foi levado para o Hospital de Cascais, …

NASA já tem um preço para a próxima alunagem

O responsável pelos voos tripulados da NASA, Doug Loverro, revelou esta semana que a agência espacial vai precisar de  35 mil milhões de dólares nos próximos quatro anos para conseguir voltar a pisar a Lua …

Covid-19: FMI admite que crescimento mundial desça para 3,1% este ano

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional admitiu este domingo que a previsão de 3,3% para o crescimento da economia mundial possa descer 0,1 ou 0,2 pontos percentuais devido à propagação do coronavírus. "Por enquanto, a nossa …

Próximo Orçamento tem de começar a ser apresentado em abril (mas Centeno não o fará)

As novas regras de desenho de orçamentos vão ser novamente adiadas, avança este domingo o semanário Expresso. A equipa das Finanças já está concentrada no próximo Orçamento do Estado. No entanto, apesar de haver uma lei …

Exército do Canadá quer saia da farda mais curta para atrair mulheres

Para aumentar o alistamento de mulheres, o exército do Canadá está a considerar fazer alterações à farda, encurtando as saias, e referir-se às medalhas como "bling", palavra em inglês usada para se referir acessórios caros …