Impedir advogados de utilizar telemóveis “é inaceitável”

Manuel de Almeida / Lusa

O juiz Ivo Rosa

O Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados considera que a determinação do juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, viola a liberdade do exercício da profissão.

Através de um comunicado, o presidente do Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados indicou que a decisão do juiz Ivo Rosa de não permitir a utilização de telemóveis e outros equipamentos na última sessão da fase de instrução viola o exercício de liberdade da profissão.

O responsável garantiu ainda que o Conselho Regional tem “o firme propósito de intervir, sem hesitações, para salvaguarda e preservação de direitos dos advogados” e lembrou que o Estatuto dos Advogados prevê que “os advogados têm direito de requerer a intervenção da Ordem dos Advogados para defesa dos seus direitos ou dos legítimos interesses da classe”.

Citado pelo Diário de Notícias, o Conselho Regional admite que possa haver outras razões mas aponta que “publicamente, a conduta do senhor magistrado foi interpretada como uma atribuição de responsabilidade aos Advogados pelas fugas de informação do mencionado processo”.

“Ora, é inaceitável que sejam os advogados publicamente responsabilizados pelas fugas de informação de um processo que, desde o início, gira apelidado de ‘Operação Marquês’ e durante a fase de inquérito em que os advogados não tinham acesso ao processo, foi objeto de constantes violações do segredo de justiça e sistemáticos atropelos aos direitos de defesa dos arguidos nele visados”, lê-se no comunicado.

Além disso, o órgão recorda que, no âmbito deste processo, houve “detenções em direto” e reproduções televisivas de inquirições a arguidos e testemunhas, “sem que nada se passasse” e tudo “com pelo menos a complacência de quem tinha o dever de preservar o segredo de justiça, ao invés de permitir a sua completa devassa“.

Desta forma, “não pode por isso o Conselho Regional de Lisboa da Ordem dos Advogados deixar de rechaçar qualquer tipo de imputação que, direta ou indireta, sobre os advogados faça recair o odioso da mediatização de mais um processo judicial, ante a completa impotência dos seus titulares na fase de inquérito, quando tudo se iniciou, de impedir a sua escalada”.

A estrutura defende ainda que a prática da advocacia “não é dissociável do uso de equipamentos eletrónicos como telemóveis, tablets e outros equipamentos portáteis que constituem instrumentos de trabalho que permitem o registo e armazenamento de informação e o acesso a bases de dados de suporte à atividade dos advogados em tempo real”.

A privação destes equipamentos “viola a liberdade de exercício da profissão plasmada no art.º 69.º do Estatuto da Ordem dos Advogados”, aponta o Conselho Regional, citado pelo diário.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. aqui temos o “autoritarismo” das Entidades, ou seja, o Estado Marxista!
    O Sr. Juiz não tem “Provas” que os Advogados sejam o “culpados” da fuga de informação.
    Trata-se aqui do “Livre Arbitrio”, ou seja a “imaginação”, o desrespeito por tudo, incluindo o Estado de Direito.
    A “Democracia” portuguesa escreve-se “aicarcomeD”!

  2. Esta justiça está uma mísera, em qualquer outro país minimamente sério e justo, estes criminosos já estavam há muitos anos a apodrecer numa prisão e tinham-lhe sacado tudo! Aqui roubam o pobre povo, não são presos e ainda gozam na nossa cara com recursos e mais recursos, enquanto isso os contribuintes continuam a pagar, coloquem os olhos no Madof e vejam o que lhe aconteceu! Não se consta que anda a dar entrevistas a dizer que é inocente ou que recebeu heranças milionárias!

RESPONDER

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …

Roubar aos ricos para dar aos pobres. Misterioso grupo de hackers desviou dinheiro para doar à caridade

Um misterioso grupo de hackers, conhecidos como hackers Darkside, doou dinheiro a duas instituições de caridade - mas esse dinheiro foi roubado pelo mesmo grupo a grandes corporações através de um ataque de ransomware. Quase podia …

Desatualizados e com erros. IA vai vasculhar milhares de documentos da Casa Branca

O Escritório de Administração e Orçamento da Casa Branca (OMB) disse que as agências federais vão usar inteligência artificial (IA) para eliminar requisitos desatualizados, obsoletos e inconsistentes em dezenas de milhares de páginas de regulamentos …

EUA abre processo contra a Google por monopólio ilegal e anticoncorrência

O Departamento de Justiça norte-americano entrou esta terça-feira com uma ação judicial contra a Google por violar leis antitrust, alegando monopólio ilegal dos mercados de publicidade e de buscas na Internet, prejudicando consumidores e …

Rio acusa Governo de falhar preparação da 2.ª vaga (e alerta que a economia pode voltar a parar)

O presidente do PSD, Rui Rio, acusou esta quarta-feira o Governo de falhar na preparação da resposta à segunda vaga da pandemia da covid-19, alertando que a economia pode voltar a parar mesmo sem decisão …

Costa descarta confinamento ou cercas sanitárias em Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras

O primeiro-ministro, António Costa, disse esta quarta-feira que não estão em cima da mesa cercas sanitárias ou confinamentos em Paços de Ferreira, Lousada ou Felgueiras, concelhos do distrito do Porto onde o número de novas …

Espanha supera um milhão de infetados. França pondera estado de emergência até fevereiro

Espanha ultrapassou esta quarta-feira um milhão de infetados por covid-19, no mesmo dia em que o Governo francês admitiu estar a ponderar manter o estado de emergência até fevereiro e algumas medidas até abril. Espanha …