Ilhas brasileiras reabrem para os turistas (mas só entra quem já teve covid-19)

Um dos destinos turísticos mais famosos do Brasil, o paradisíaco arquipélago de Fernando de Noronha, anunciou que vai reabrir para turistas – mas só para aqueles que já tenham tido covid-19.

Os turistas foram banidos do arquipélago de Fernando de Noronha, que é Património Mundial da Unesco, desde o final de março, quando a pandemia forçou muitas partes do Brasil ao encerramento parcial.

Desde então, mais de 120 mil pessoas morreram, sendo o Brasil o país com o segundo maior número de mortos do mundo. O Presidente Jair Bolsonaro enfrenta acusações de administrar catastroficamente a crise ao minar as medidas de contenção.

Porém, a partir de terça-feira, já será possível aos visitantes entrar em Fernando de Noronha, a 339 quilómetros da costa nordeste do Brasil, se provarem que já estiveram infetados com covid-19 e já recuperaram.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, os resultados de dois tipos de testes – testes de PCR para vírus e testes de anticorpos IgG – serão aceites se realizados pelo menos 20 dias antes da chegada.

Guilherme Rocha, administrador do arquipélago, disse que, “mesta primeira fase de reabertura, só serão autorizados os turistas que já tiveram covid e estão recuperados e imunes à doença [porque] não podem transmiti-la, nem infetar-se novamente”.

Na semana passada, um homem em Hong Kong foi diagnosticado com covid-19 foi identificado como o primeiro caso de reinfecção confirmado em laboratório, sugerindo que a imunidade pode ter vida curta.

Por outro lado, Rocha afirmou que a decisão de reabrir foi baseada na ciência. “O que vimos é que esses casos de reinfecção são muito raros e muito discutíveis. Há dúvidas”, disse. “O entendimento atual é que quem já teve essa doença está imune. Portanto, este é o protocolo que estamos a seguir”.

Fernando de Noronha, uma cadeia de 21 ilhas, ilhotas e afloramentos vulcânicos no Oceano Atlântico, recebe cerca de 100 mil turistas por ano, que devem pagar uma taxa diária para apoiar os esforços de conservação.

O arquipélago, cuja única ilha habitada tem cerca de 3.500 residentes, foi fechado para turistas em 21 de março. Em abril, os ilhéus que tinham partido para o continente também foram barrados. Os moradores foram autorizados a voltar no final de junho, depois de os casos de transmissão na comunidade terem sido eliminados.

Rocha reconheceu que a reabertura não é totalmente isenta de riscos. “Mas o nosso objetivo é o menor risco possível. E qual é o menor risco possível agora? Qual é a maneira mais segura? Reabrir o turismo na ilha apenas para pessoas que já tiveram covid.”

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista descobre espécie extinta de ganso através de uma pintura egípcia

Uma famosa pintura que estava originalmente no túmulo do príncipe egípcio Nefermaat levou um cientista a descobrir uma espécie de ganso já extinta. A cena "gansos de Meidum", originalmente pintada no túmulo do príncipe Nefermaat, encontra-se …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA, criou um algoritmo de Inteligência Artificial que pode provar que a realidade é, na verdade, uma simulação. O algoritmo …

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Em Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, no comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. A notícia …