Há um segundo delator de Trump. Diz ser testemunha direta no caso da Ucrânia

Peter Foley / EPA

O advogado que representa o denunciante que escreveu a queixa onde Donald Trump é acusado de chantagear a Ucrânia em troca de ajuda contra um rival político avançou este domingo que há uma segunda testemunha da chamada do Presidente dos EUA que já reportou o caso ao inspetor-geral dos EUA.

O novo denunciante diz ter testemunhado presencialmente algumas das alegações que são atribuídas a Donald Trump no queixa do primeiro denunciante, que elaborou o relatório baseando-se nos relatos de várias fontes dentro da Casa Branca e não esteve presente durante os casos que elenca.

A notícia foi dada à ABC News, de acordo com o Observador, por Mark Zaid, advogado que representou até agora o primeiro denunciante e que agora tem o segundo também como seu cliente.

Ambos os denunciantes permanecem anónimos. Ainda assim, o The New York Times escreveu que o primeiro denunciante é um funcionário da CIA especializado na Ucrânia e que foi destacado para a Casa Branca durante um período que já terá terminado.

O segundo denunciante será uma entre “mais de meia dúzia de pessoas” que, de acordo com o que o primeiro denunciante escreveu na queixa que apresentou contra Donald Trump, terão testemunhado os atos descritos naquele documento.

Na sexta-feira, o The New York Times já tinha escrito que um segundo denunciante se preparava para apresentar uma queixa formal contra Donald Trump a propósito do caso com a Ucrânia. Porém, à ABC News, o advogado Mark Zaid não confirmou se o segundo denunciante de que agora se sabe é a mesma pessoa que referia o jornal norte-americano.

Nancy Pelosi deveria ser “destituída por traição”

Numa publicação, Donald Trump sugere que a presidente da Câmara dos Representantes compactuou com mentiras ditas pelo democrata que lidera o processo de “impeachment”. Trump acusa ainda Adam Shiff, deputado democrata que lidera a investigação contra o Presidente, de proferir declarações falsas e de se reunir ilegalmente com o denunciante.

Donald Trump já tinha sugerido na semana passada que o congressista que supervisiona o processo para a sua destituição, Adam Schiff, devia ser “preso por traição”.

O Presidente norte-americano foi acusado de pressionar o homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, a investigar o seu rival político e ex-vice-Presidente Joe Biden.

Esta chamada, cuja transcrição foi revelada na última semana após a queixa de um denunciante, levou os democratas a darem início a um processo de impeachment presidencial. Na segunda-feira, o advogado pessoal de Trump, Rudy Giuliani, recebeu uma intimação relacionada com os seus contactos com as autoridades ucranianas.

Mais tarde, o Governo australiano confirmou que houve uma segunda chamada, em que Donald Trump pressionou o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, para que este o ajudasse a descredibilizar a investigação do procurador especial Robert Mueller. O governo australiano confirmou que a chamada aconteceu e que o primeiro-ministro concordou em ajudar.

A Casa Branca restringiu o acesso à transcrição da conversa telefónica entre o Presidente dos EUA e o primeiro-ministro da Austrália a um pequeno grupo de assessores. A decisão é invulgar mas semelhante à que foi tomada no caso da chamada com o Presidente da Ucrânia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Misteriosa cruz de mármore com 1.200 anos encontrada no Paquistão

Uma cruz de mármore foi recentemente descoberta no cimo das montanhas do Baltistão, no Paquistão. Os investigadores acreditam que tem cerca de 1.200 anos e que pode ser um sinal da presença de uma antiga …

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …

NASA cria dispositivo que o avisa para não tocar no rosto (e pode ser reproduzido em casa)

A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos. A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um …