Trump pressionou primeiro-ministro australiano para tentar descredibilizar investigação de Mueller

O Presidente dos EUA, Donald Trump, pressionou recentemente o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, para que este o ajudasse a descredibilizar a investigação do procurador especial Robert Mueller.

A informação foi avançada esta segunda-feira pelo jornal norte-americano The New York Times, que cita duas fontes familiarizadas com a chamada telefónica.

O Governo australiano confirmou que a chamada aconteceu e que o primeiro-ministro concordou em ajudar. Trata-se do segundo telefonema com um líder estrangeiro a comprometer Trump nos últimos dias. Na sequência do outro, o Presidente norte-americano foi acusado de pressionar o homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, a investigar o seu rival político e ex-vice-Presidente Joe Biden.

Esta chamada, cuja transcrição foi revelada na última semana após a queixa de um denunciante, levou os democratas a darem início a um processo de impeachment presidencial. Na segunda-feira, o advogado pessoal de Trump, Rudy Giuliani, recebeu uma intimação relacionada com os seus contactos com as autoridades ucranianas.

A Casa Branca restringiu o acesso à transcrição da conversa telefónica entre o Presidente dos EUA e o primeiro-ministro da Austrália a um pequeno grupo de assessores. A decisão é invulgar mas semelhante à que foi tomada no caso da chamada com o Presidente da Ucrânia.

Num comunicado divulgado esta terça-feira, e citado pela ABC, o Governo australiano referiu que “sempre esteve disponível para cooperar com esforços que ajudem a esclarecer melhor as questões sob investigação”. “O primeiro-ministro confirmou novamente essa disponibilidade”, acrescentou a nota.

A equipa de Mueller revelou que a sua investigação não permitiu concluir que a campanha de Trump conspirara criminalmente com a Rússia para influenciar as eleições de 2016. No entanto, a investigação também não ilibou o Presidente de conluio, tendo delineado um extenso caso de obstrução à justiça contra Trump.

Em maio, após a divulgação das conclusões da investigação, que definiu sempre como uma “caça às bruxas”, o Presidente dos EUA anunciou que o seu procurador-geral, William Barr, analisaria o modo como a investigação teve início. Pouco tempo depois, o embaixador da Austrália em Washington, Joe Hockey, escreveu à Casa Branca oferecendo ajuda, revela a imprensa australiana.

O líder conservador da Austrália conta-se entre os aliados internacionais mais próximos de Trump e foi recebido na Casa Branca com um jantar de Estado na semana passada. Segundo o NYT, a chamada telefónica aconteceu pouco antes da visita de Morrison.

De acordo com o Washington Post, William Barr teve reuniões privadas com agentes das secretas de vários países, incluindo do Reino Unido e de Itália, para pedir ajuda para a investigação ao inquérito Mueller.

Uma porta-voz do Departamento da Justiça, Kerri Kupec, confirmou que o procurador encarregado do caso, John Durham, “está a reunir informação de várias fontes, incluindo alguns países estrangeiros”. Confirmou que, “a pedido do procurador-geral Barr”, o Presidente “contactou outros países para pedir-lhes que apresentem o procurador-geral e o senhor Durham aos responsáveis apropriados”.

A investigação ao eventual conluio entre Trump e o Kremlin foi parcialmente desencadeada após autoridades australianas terem comunicado ao FBI as preocupações de um diplomata destacado. Alexander Downer, então alto comissário da Austrália no Reino Unido, revelou que George Papadopoulos, antigo conselheiro de Trump, lhe havia dito em maio de 2016 que Moscovo tinha informações incriminatórias sobre Hillary Clinton.

Porém, Papadopoulos nega alguma vez ter discutido o assunto. Em 2018, cumpriu uma pena de prisão de duas semanas depois de se declarar culpado de mentir ao FBI sobre encontros que manteve com alegados intermediários da Rússia.

ZAP //

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Portugal tem o segundo melhor ataque do Euro. E a terceira pior defesa

Fechada a segunda jornada da fase de Grupos do Euro 2020, a seleção nacional tem o segundo melhor ataque da prova, com 5 golos marcados, atrás apenas da Itália. Mas tem também a terceira pior …

Espanha 1-1 Itália | Hino ao desperdício trama La Roja

A Polónia, comandada pelo treinador português Paulo Sousa, empatou hoje a um golo com a Espanha, em Sevilha, em encontro da segunda jornada do Grupo E do Euro2020, mantendo-se ambas sem vitórias. A formação espanhola, que …

Já pode ajudar a NASA a batizar o manequim que vai até à Lua

A agência espacial norte-americana está a pedir ajuda para batizar o "Moonikin", o manequim que vai a bordo da nave Orion, durante a missão lunar Artemis I, ainda este ano. Quando a nave espacial Orion, da …

Portugal em Europeus: as últimas três derrotas foram (todas) contra a Alemanha

Em 90 minutos, Portugal não era derrotado numa fase final de um Europeu desde a estreia no Europeu 2012. Recorde as seleções que bateram Portugal, até agora. "Já não posso ver os franceses à frente". Esta …

Spotify lança Greenroom (e abre concorrência ao Clubhouse)

O Spotify lançou na quarta-feira, dia 16 de junho, uma app de conversas por áudio em direto chamada Greenroom, uma resposta do gigante sueco de streaming de música à popular plataforma Clubhouse. O Greenroom permite que …

"Médicos de árvores" em Singapura ajudam a preservar os seus pacientes gigantes

Arboristas como Eric Ong são responsáveis pelo bem-estar das milhares de árvores em Singapura. O seu trabalho é essencial para a preservação da natureza. A Singapura é uma cidade-estado insular situada ao sul da Malásia, com …

Novo primeiro-ministro de Israel dá 14 dias a Netanyahu para deixar residência oficial

O novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Benet, deu duas semanas ao antecessor Benjamin Netanyahu para abandonar a residência oficial do chefe de Governo, em Jerusalém, segundo adianta hoje a imprensa local. Benet terá enviado na sexta-feira …

Ponte inca com mais de 500 anos é reconstruída após cair durante a pandemia

Peruanos da comunidade Huinchiri, localizada na região de Cusco, estão a reconstruir uma ponte inca com 500 anos. Esta foi feita a partir de técnicas tradicionais de tecelagem para criar uma passagem sob o Rio …

Portugal 2-4 Alemanha | Reality check ao plano do engenheiro

A seleção portuguesa de futebol, campeã em título, caiu hoje para o terceiro lugar do Grupo F do Euro2020, ao perder por 4-2 com a Alemanha, em encontro da segunda jornada, disputado no Allianz Arena, …

Pandemia mostrou “falta de proteção das mulheres”

A pandemia de covid-19 mostrou “a vulnerabilidade e a falta de proteção das mulheres e quão pouco as sociedades se preocupam realmente em proteger elementos-chave em matéria de segurança”, considera Edit Schlaffer, diretora-executiva da Women …