Há quase 30 anos que não morria tanta gente na Suécia

jameslosey / Flickr

Palácio de Drottningholm, em Estocolmo, na Suécia

Há quase três décadas que não morriam tantas pessoas na Suécia. As autoridades de saúde suecas registaram mais mortes em abril desde ano do que qualquer outro mês desde o final de 1993.

De acordo com a TSF, em abril, a Suécia registou cerca de 10.500 óbitos. Este é o número mais alto em quase 30 anos. Só em dezembro de 1993 foi mais alto: o país registou 11 mil mortes.

Segundo o Instituto de Estatística sueco, se as contas tiverem em conta o tamanho da população, em abril deste ano morreram 101 pessoas por cada 100 mil habitantes.

Em 1993 e em 2000 registaram-se, na Suécia, surtos do vírus Influenza.

A Suécia optou por medidas menos restritivas de combate à pandemia de covid-19. Em vez de restringir as deslocações da população, confiou que esta manteria a distância social. Ginásios, escolas, restaurantes e lojas permaneceram abertas durante a propagação da pandemia.

Assim, ao contrário da maior parte dos países, a Suécia, começou por combater a pandemia com uma estratégia que visava a imunidade de grupo, não aplicando grandes restrições para combater a pandemia – confiou no “dever cívico” dos seus cidadãos.

Em abril, Stefan Löfven, primeiro-ministro da Suécia, admitiu falhas no combate ao novo coronavírus, dizendo que é “evidente, em vários aspetos” que o país não estava suficientemente preparado para lidar com uma pandemia.

Na semana passada, a Suécia anunciou que vai alterar a estratégia de combate à covid-19 devido ao recente disparo do número de mortes entre os cidadãos idosos, reforçando a proteção a esta população.

Segundo os analistas, embora a Suécia tenha optado por evitar um confinamento oficial, é pouco provável que consiga evitar as consequências económicas da pandemia.

A Suécia registou mais de 3.500 mortes por coronavírus, número pouco elevado quando comparado com as dezenas de milhares de mortes nos Estados Unidos. No entanto, a população da Suécia é de 10 milhões, o que torna a taxa de mortalidade do país uma das mais altas.

ZAP //

 

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. O artigo é tendencioso e leva à conclusão que a Suécia está entre os países com mais mortes por milhão de habitantes. Suécia está em 8º lugar, acima dela estão França, UK, Italia, Espanha e Bélgica.
    Suécia: 371 mortos/milhão hab.
    França: 433 mortos/milhão hab.
    Bélgica: 786 mortos/milhão hab.
    E foi a Suécia que falhou?

    • Os nossos media têm praticado este tendenciosismo sistemático.
      Por isso é que, se perguntar a qualquer consumidor de media portugueses, ele vai responder que os EUA “é o caso mais grave do mundo”.

    • Se a Suécia tem cerca de 10 milhões de habitantes e morreram cerda de 10.500 pessoas de COVID-19 até a agora, o número de mortes por milhão seria de 1.050 mortos/milhão hab. e não 371/milhão had., colocando a Suécia acima da maioria dos países europeus (incluindo os citados). Acho que deve ter usado alguma informação desatualizada sem querer…

      • Os dados que usei estão correctos, já tinha respondido mas a resposta teima em não aparecer, possivelmente porque tinha enviado um link com os dados, assim, tento novamente, mas sem link, que de resto será fácil de encontrar.
        O valor que é indicado no artigo de 10.500 mortes é a mortalidade total, de todas as causas. O total de mortes atribuídas ao COVID19, últimos números, na Suécia são de 3.831.

  2. A campanha de desinformação da DGS e dos Media, fez com que neste momento tenhamos 1,5 milhões de trabalhadores desempregados e quase 5 milhões de pessoas com problemas financeiros, nomeadamente para pagarem os seus compromissos.
    E já agora o que mudou de tão significativo desde meados de Março para este momento, para toda a gente andar na rua?
    Em Março os Portugueses de 2ª. continuaram a trabalhar para os Portugueses de 1ª. estarem em casa sem fazerem nada (não contando com os que estavam em tele-trabalho). Estes Portugueses de 2ª. não fazia mal serem infetados?
    Enfim, politicas feitas por pessoas sem visão de futuro, e com problemas de pouca inteligência (ex: DGS).

    • O teu é que é bem revelador da tua ausência de neurónios. Se não percebes os comentários anteriores… fica-te pela bola

  3. excelentes comentários, felizmente que há gente ainda a pensar racionalmente.

    é que olhando para a propaganda diária de MSM e politiqueiros do burgo, tudo bem expremido só dá uma frase, “MEDO, tenham muito MEDO”.

  4. No tratamento noticioso da Pandemia a Comunicação Social parece estar sempre do lado do “aperto” das medidas, assumindo muitas vezes até o papel de denunciante sempre que uma nova regra não está sendo cumprida.
    Alguns canais de TV querem parecer tão responsáveis que fazem lembrar uma ditadura……A tal ditadura do medo.
    Haja bom senso, Liberdade e Civismo .

RESPONDER

"Podemos chegar a 1.000 novos casos por dia". Costa pede cautela

No final da reunião de emergência com o gabinete de crise para o acompanhamento da evolução da covid-19 em Portugal, Costa deixou conselhos e pediu cautela. A reunião, convocada na quinta-feira por António Costa, surgiu …

13 de Outubro em Fátima "sim, mas sem peregrinos". Delegada de Saúde espera que a Igreja se "porte bem"

A delegada de Saúde Pública do Médio Tejo defende que as cerimónias religiosas do 13 de Outubro no Santuário de Fátima decorram "sem peregrinos", esperando que a Igreja se porte "tão bem" como aquando do …

Espanha acusa hackers chineses de roubarem informações de vacina contra coronavírus

O Centro Nacional de Inteligência (CNI) espanhol argumenta que hackers chineses terão, alegadamente, acedido a informações confidenciais sobre o desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus. A diretora do CNI, Paz Esteban, alerta para um aumento …

Tribunal de Loures. António Joaquim vai manter-se em liberdade

O Tribunal de Loures decidiu esta sexta-feira manter a medida de coação de termo de identidade e residência a António Joaquim, condenado pelo Tribunal da Relação pelo homicídio do triatleta Luís Grilo, após um pedido …

Mesmo com o aumento de infetados, diminuir a quarentena para 10 dias é uma hipótese

A DGS deverá decidir em breve se o período de quarentena pode ser reduzido de 14 dias para apenas 10 dias, mas não para todos os casos. Para ficar menos tempo isolado é necessário cumprir …

Porfírio Silva vê “papel positivo” na candidatura de Ana Gomes, mas critica farpas a Costa

O dirigente socialista Porfírio Silva considera que a candidatura presidencial de Ana Gomes pode ser positiva se não cair na "armadilha" de se centrar no ataque a António Costa e se não "atropelar" o Estado …

Operação Lex. Três juízes acusados de corrupção. Luís Filipe Vieira vai ser julgado por um crime

Os juízes Rui Rangel, Fátima Galante e Vaz das Neves e o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, estão entre os 17 acusados da Operação Lex. Em causa estão crimes de corrupção, abuso de poder, …

Em tempos difíceis, Von der Leyen diz que “sempre vi em Portugal um forte aliado"

Numa entrevista, Ursula von der Leyen disse que Portugal terá “a tarefa de liderar” com a recuperação da pandemia quando chegar à presidência do Conselho da UE em 2021. E promete uma proposta “mais humana …

Caso Eurofin. Salgado recebe coima de 4 milhões de euros do Banco de Portugal

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES, foi condenado pelo Banco de Portugal a pagar mais uma coima, no valor de quatro milhões de euros, no processo sobre o veículo suíço Eurofin e por operações que lesaram …

"Último recurso". Governo britânico admite novo confinamento no Reino Unido

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, admitiu esta sexta-feira que o Governo conservador não descarta decretar um segundo confinamento nacional para conter a pandemia de covid-19, embora considere esta opção um "último recurso" “Faremos …