Governo quer acabar com penhoras de casas para pagar dívidas ao Fisco

Tiago Petinga / Lusa

A medida deve ser discutida ainda até ao final de 2018

O executivo de António Costa quer acabar com a penhora de casas de primeira habitação como forma de pagamento de dívidas ao Fisco e à Segurança Social. A medida do governo conta com o apoio do Bloco, PCP e Verdes.

O Partido Socialista vai avançar com esta medida no âmbito do projeto de Lei de Bases da Habitação, que está a ser preparado pela deputada Helena Roseta. A discussão da nova legislação deverá ir ao Parlamento ainda até ao final de 2018, revela o Correio da Manhã nesta segunda-feira.

No artigo 11.º do projeto de Lei de Bases da Habitação, que diz respeito à proteção e acompanhamento no despejo, os socialistas propõem, como garantia de proteção, “a impenhorabilidade da casa de família para satisfação de créditos fiscais ou contributivos”.

BE, PCP e Verdes concordam com a extinção da penhora da casa de família para pagar dívidas fiscais e contributivas.

De acordo com Helena Roseta, “quando a Constituição diz que a habitação tem de ser protegida tem de se ver como isso é transposto para a lei”. A socialista frisou ainda que a mesma recomendação vem do Conselho da Europa.

Entre janeiro e outubro de 2017, quase 19 mil famílias foram impedidas de ser despejadas das suas casas pela nova lei que impede o Fisco de vender imóveis de habitação própria e permanente. A lei, em vigor desde maio de 2016, permite a penhora do imóvel mas impede a sua venda, recorda o CM.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Com Governantes destes vai o resto, o que resta é a responsabilidade de o cidadão viver dentro dos seus rendimentos incluindo as responsabilidades assumidas.
    Esta proposta, vai possibilitar que o cidadão em vez de honrar os seus compromissos vá passar umas boas férias “o que é justo”, pois sabe que a casa não vai à penhora.
    Pode ir o carro (a), mas no dia seguinte vai à garagem e trás o carro (b)
    Lá mesmo no fundo, no fundo, se temos n políticos que não pagaram os empréstimos que contraíram, e nada lhes aconteceu, nem vai acontecer, na verdade em democracia devemos ter direitos iguais.

  2. Já ouvi um alerta por parte de entidade dos senhorios caso o inclino não pague não poderá vir a ser posto na rua, corroboro a opinião do Boaventura Marrafa e acrescento ainda que perante uma situação destas o melhor e mais socializante que o senhorio terá a fazer é chegar junto do inclino e dizer-lhe, a partir de agora e uma vez que não tem dinheiro para pagar a renda a casa é sua.

  3. Finalmente a revogação de uma lei injusta e desumana, “fabricada” e implementada pelo governo de triste memória do Coelho e do Irrevogável. Tenho é pena que alguns obtusos não compreendam o que está em causa, não vejam além da sua redutora miopia, coitados.

  4. Eu que sou fiador, e já tive problemas por falta de pagamento dos respectivos mortuários, fico um pouco mais
    aliviado, só que desconheço se
    na falta de pagamento vêm novamente chamar-me à
    responsabilidade!!!!

Seis enfermeiros infetados e cirurgias canceladas no hospital de Beja

O hospital de Beja detetou esta quinta-feira seis enfermeiros do bloco operatório infetados com Covid-19 e cancelou algumas cirurgias programadas por questões de segurança, disse à agência Lusa a presidente da Unidade Local de Saúde …

Reformas na função pública subiram para 43% (e um quinto são professores)

Mais de 6.500 trabalhadores das administrações públicas aposentaram-se na primeira metade deste ano, o que representa um crescimento de 43% face ao mesmo período de 2019. A maioria das saídas deriva de áreas como a …

“Arma de diagnóstico”. Teste que distingue covid-19 de outras infeções respiratórias chega a Portugal

A Unilabs vai disponibilizar um teste que permite “diferenciar o novo coronavírus de outros tipos de infeções respiratórias sazonais”, auxiliando os clínicos a realizarem diagnósticos mais precisos. “A ideia era tentarmos ter uma ferramenta de diagnóstico …

Jovem de 23 anos morre baleada em ação da PSP. Polícias vão alegar legítima defesa

Uma jovem de 23 anos morreu, na madrugada de quinta-feira, na sequência de ferimentos causados por uma arma de fogo, após uma intervenção policial em São João da Madeira. A mulher, de 23 anos, morreu na …

PS recua nas petições e propõe 7.500 assinaturas para ultrapassar veto de Marcelo

O PS vai avançar com uma proposta de alteração que coloca nos 7.500 o número de assinaturas necessário para que uma petição seja discutida na Assembleia da República.  O objetivo do PS é contornar o veto …

Rui Rangel endividava-se, teve execuções fiscais e contas penhoradas

Rui Rangel teve vários processos de execução fiscal por falta de pagamentos de impostos e até contas penhoradas. Era o seu alegado testa-de-ferro que o ajudava a regularizar os pagamentos. Era comum o ex-juiz Rui Rangel …

Todos os dias, 500 famílias pedem à EDP para pagarem a luz em prestações

Desde o início da pandemia até ao fim de agosto, 500 famílias pediram diariamente ajuda à EDP para pagarem a fatura da luz em prestações. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …

Nem a DGS nem a Segurança Social sabem o número real de infetados em lares

O Governo tem vindo a dizer que os lares de idosos são uma “prioridade total” em plena pandemia, mas não conhece o problema em detalhe. A DGS conta que sejam mais de 4.700 infetados, mas …

Quatro feridos com arma branca junto à antiga redação do Charlie Hebdo

Quatro pessoas foram esta sexta-feira feridas, duas das quais com gravidade, com armas brancas em Paris, junto ao edifício da antiga redação do jornal satírico Charlie Hebdo, anunciou a polícia da capital de França. Dois dos …

Das 2.500 camas prometidas para universitários, só 300 estão disponíveis

Apesar das garantias dadas pelo Governo, há menos de 300 novas camas em residências estudantis para o ano letivo que arranca agora. No início do ano passado, o Governo anunciou o Plano Nacional para o Alojamento …