Governo estuda novo confinamento total nas duas primeiras semanas de dezembro

Mário Cruz / Lusa

O Governo está a ponderar decretar um novo confinamento total da população portuguesa nas duas primeiras semanas de dezembro.

A notícia foi avançada esta sexta-feira pela TVI e, entretanto, confirmada por outros órgãos de informação. O confinamento no início de dezembro aconteceria à imagem dos meses de março e abril.

“Na opinião do primeiro-ministro, se for o caso, essa medida procura antecipar ou prever aquilo que poderá ser um impacto enorme ao nível do Natal, fazendo com que as pessoas fiquem mais consciencializadas e reduzam os contactos. É preciso que se chegue ao Natal com a possibilidade de juntar a família”, disse o líder do PAN, André Silva, após se ter reunido com António Costa.

O que significa este confinamento total? Estará tudo fechado, incluindo comércio, restauração, cinemas – à exceção das escolas. O teletrabalho passa novamente a ser obrigatório, à exceção dos trabalhadores essenciais. O objetivo deste novo confinamento será “salvar” o Natal, apurou o Observador junto de várias fontes que estiveram presentes nas reuniões com o primeiro-ministro.

O facto de haver dois feriados nas duas primeiras semanas de dezembro levou o Governo a tomar medidas preventivas, já que muitos optam por fazer as chamadas “pontes”.

Este sábado, no Conselho de Ministros extraordinário, serão afinadas as medidas a tomar para a próxima quinzena. O recolher obrigatório, presumivelmente entre as 23h e as 6h da manhã, é uma das hipóteses em cima da mesa.

O ministro da Educação reafirmou hoje no parlamento a continuidade do ensino presencial, lembrando que as escolas “não são focos privilegiados” de transmissão de covid-19.

“Podemos ser confrontados com uma necessidade de podermos ter de transitar, no espaço de tempo mais curto possível e no espaço territorial menos alargado possível, a termos ensino misto ou à distância”, admitiu o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, durante o debate na especialidade da proposta de lei do Orçamento do Estado para 2021 (OE2021).

No entanto, o governante voltou a sublinhar que a primeira opção é sempre o ensino presencial: “A prioridade do Governo é manter a escola presencial”, até porque “as escolas não são focos privilegiados da doença”.

O Governo está também a ponderar alargar a outros concelhos especialmente atingidos pela pandemia de covid-19 as medidas restritivas aplicadas a Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira. A fasquia que decide os concelhos englobados é a taxa de incidência de 240 contágios por cem mil habitantes.

Na manhã desta sexta-feira, o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, já tinha revelado que o Governo está a avaliar avançar com o recolher obrigatório.

  ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Ganha juízo, oh Costa !
    Confinamento total com as escolas abertas e as empresas a trabalhar ?!?
    Os transportes as funcionar.
    A quem queres enganar ?
    Confessa… não tens soluções para esta pandemia. Resta-te … fingir !! Ou guterrar…

  2. Os nossos governantes ainda não conseguiram destruir suficientemente o país, por isso estão a inventar novas táticas, ou táticas antigas aplicadas de novo.
    Sabemos que político é sinónimo de mentiroso mas fazer passar o povo todo por otário já é demais.
    Os transportes públicos não são agentes de contágio, mas as escolas são, qualquer coisinha serve para as fechar.
    Para ir à farmácia, aos correios e até ao posto médico, os utentes têm que ficar na rua como “cães sarnosos”, ainda vou ver o povo a correr atrás do autocarro para evitar contaminações.
    Os maiores contágios dão-se nos mais jovens mas quem morre (para as estatísticas) são os mais velhos.
    Deixem de matar os idosos, deixem que vivam com alguma dignidade o pouco tempo que lhes resta.
    Querem enganar quem?
    Não chega já o que já destruíram no país?
    Não chega já o terror e o pânico que infligiram no povo?
    Façam um intervalo e deixem de destruir a civilização, o vírus não é tão destrutivo como os políticos e decisores.
    Basta…

RESPONDER

Pessoas a andar na rua em Viena, Áustria

Em caso de apagão geral, Áustria é o primeiro país europeu a ter um Plano B(lackout)

E se houvesse um apagão que afetasse todo o continente europeu? O cenário é o argumento que o Ministério da Defesa austríaco tem usado para enviar um aviso à população desde o início deste mês. A …

Só um terço das empresas em Portugal têm gestores com um curso superior

O estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos refere que este valor é negativo para o país já que a formação superior dos gestores está associada à produtividade e há maior probabilidade da empresa começar …

Governo avança com desconto de 10 cêntimos por litro nos combustíveis para as famílias

O Governo vai criar um desconto de dez cêntimos por litro nos combustíveis para todas as famílias, até 50 litros por mês. Uma medida que estará em vigor entre novembro deste ano e março do …

Inês Sousa Real, porta-voz do PAN

PAN já enviou memorando de entendimento ao Governo

O partido Pessoas–Animais–Natureza enviou ao Governo, esta sexta-feira, o memorando de entendimento com cerca de 60 propostas, no âmbito do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "O PAN fez chegar ao Governo um memorando do qual …

Alterações ao Orçamento de 2021 custaram, afinal, muito mais do que o estimado pelo Governo

Apenas duas das 291 medidas adicionadas representaram um impacto anual de 88 milhões de euros, com o Governo a calcular, durante a especialidade, que a totalidade custaria 3,2 milhões de euros. As alterações feitas ao Orçamento …

Entre a pandemia e os preços da energia, Marcelo alerta que chumbo do OE criaria "mais um problema"

O Presidente da República reiterou, esta sexta-feira, que deseja evitar uma crise política criada por um eventual chumbo do Orçamento de Estado, porque "só juntaria um problema" à pandemia e à subida dos preços dos …

França dá a partir de dezembro "cheque-combustível" de 100 euros

França vai dar a partir de dezembro um “cheque-combustível” único de 100 euros a cerca de 36 milhões de condutores que ganham menos de 2.000 euros por mês devido à escalada dos preços do gasóleo …

Parlamento aprova extinção do SEF

A extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Assembleia da República, esta sexta-feira, com os votos a favor do PS, BE e da deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira. O texto final apresentado …

Mais oito mortes e 930 novos casos de covid-19. Incidência sobe

Portugal registou, esta sexta-feira, mais oito mortes e 930 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 930 novos …

A ministra da Cultura, Graça Fonseca.

De "propaganda" a "manipulação populista". Tweets polémicos do Ministério da Cultura causam alvoroço nas redes sociais

O Ministério da Cultura, tutelado por Graça Fonseca, usou a conta oficial no Twitter para enaltecer os investimentos do Governo PS no setor, e foi mais longe, comparando-os aos do Governo PSD/CDS. Na terça-feira, foram publicados …