Lei de Bases da Saúde. Governo conta com PSD e PCP para avançar

Clara Azevedo / Portugal.gov.pt

O primeiro-ministro António Costa

Após o desentendimento com o Bloco de Esquerda, que exigia o fim das Parcerias Público-Privadas (PPP) na saúde, o Governo de António Costa conta agora como o PSD e o PCP para ver a Lei de Bases da Saúde aprovada.

De acordo com o Público, que ouviu um responsável governativo, o Executivo quer que o texto seja “aprovado com o maior consenso possível”, de forma a “perdurar por várias legislaturas”. A votação na especialidade, recorde-se, deverá realizar-se esta semana.

Segundo adiantou a mesma fonte, foi também por querer que a Lei de Bases da Saúde perdure que o “o primeiro-ministro mudou de posição sobre as Parcerias-Público-Privadas durante as negociações com o BE, o PCP e o PS”.

O líder do PSD, Rui Rio, mostrou-se favorável ao acordo. “Se o PS se aproximar de nós, nós votamos favoravelmente“, reiterou em declarações aos jornalistas no final das comemorações do 25 de Abril.

Também o PCP se mostrou disponível para consenso e, segundo apurou o diário, terá mesmo sugerido que as suas propostas sejam votadas primeiro na especialidade para que, caso venham a ser chumbadas, possam avaliar as propostas finais do PS.

Já o parecer favorável do Bloco parece pouco provável. Catarina Martins chegou a anunciar o fim das PPP na Saúde, tendo depois sido contrariada pelo primeiro-ministro. Para o Governo, a atitude da líder bloquista foi “uma tentativa de constranger, condicionar e forçar o primeiro-ministro”, adianta o mesmo responsável à publicação.

Isto porque o que estava a ser negociado “era a tentativa de chegar a uma proposta comum ao PS, PCP e BE de alteração à Lei de Bases que o Governo enviou para a Assembleia, eram propostas de trabalho e não uma redação final de artigos”, garante a mesma fonte em declarações ao Público.

“Houve uma tentativa do Governo de ir ao encontro das propostas do BE, mas cedo percebeu não ser possível”, reconheceu.

O documento da Lei da Bases, que deverá ir a votação esta semana na especialidade, não se centra apenas na questão das PPP, já que o fim absoluto destas “é impossível até porque o Estado não tem capacidade financeira para isso”.

A nova lei procura “afirmar o papel do Serviço Nacional de Saúde como central, acabar com o princípio da concorrência entre público e privado, colocando a saúde privada como complementar ao Estado e também aumentar as possibilidades das taxas moderadoras”, completou o mesmo governante ao jornal.

O jornal Público nota ainda que a mudança de posição do Governo de António Costa relativamente às PPP foi fruto da pressão do próprio Governo, do PS, bem como do próprio Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que, segundo foi noticiado, preparava-se para vetar o documento.

 

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Bases? qual Bases?
    Ao longo dos anos os miseráveis a quem se deram o nome de governantes deram cabo disto tudo.
    País Governado por capachos que nunca trabalharam na vida e que nem a sua casa sabem governar

RESPONDER

Mourinho e jogadores do Tottenham apanhados a quebrar regras de isolamento

O técnico português José Mourinho e três jogadores do Tottenham foram apanhados a quebrar as regras de isolamento social decretadas no Reino Unido, segundo avança o diário britânico The Guardian. De acordo com fotografias e vídeos …

Infetados que furem quarentena podem arriscar prisão preventiva

Em Portugal, o crime de propagação de doença tem uma moldura penal que pode ir até oito anos de prisão, admitindo ainda medidas de coação privativas da liberdade, como é o caso da prisão preventiva. Assim, …

Conquistadores espanhóis usaram técnicas indígenas para construir as suas armas

Um novo estudo concluiu que os invasores espanhóis foram obrigados a aprender com os indígenas da Mesoamérica sobre a produção de cobre. Descobertas arqueológicas em El Manchón, no México, apoiam a ideia de que invasores espanhóis, desesperados …

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …

Restos de bombas atómicas revelam longa vida dos tubarões-baleia

Cientistas estão a determinar a esperança de vida do maior peixe dos oceanos com a ajuda de testes de bombas atómicas realizados durante a Guerra Fria, entre os anos 50 e 60. Em perigo de extinção, …

Telescópio russo apanha o despertar de um buraco negro

O telescópio russo ART-XC do observatório espacial Spektr-RG detetou uma fonte brilhante de raios-X no centro da Via Láctea, que acabou por revelar ser o "despertar" do buraco negro 4U 1755-338. A descoberta ocorreu no passado …