Governo propõe aumentos para a função pública entre 5 e 35 euros

d.r. partidosocialista / Flickr

O ministro das Finanças, Mário Centeno

As propostas iniciais que o Governo apresentou para aumentar os salários da função pública variam entre cinco e 35 euros, dependendo do número de trabalhadores abrangidos.

Os aumentos para os funcionários públicos estão a ser negociados entre o Governo, BE, PCP e PEV no âmbito do Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), não existindo ainda uma decisão final sobre esta questão.

Ainda assim, para o arranque das negociações, o Governo colocou em cima da mesa três cenários possíveis, sendo que um dos quais passava por um aumento de cinco euros para todos os funcionários públicos.

O valor que está a ser discutido deverá ser fixo – ou seja, não percentual – subindo à medida que o universo de trabalhadores abrangido encolhe, dando prioridade aos salários mais baixos, podendo atingir um aumento de cerca de 35 euros.

Alguns detalhes sobre as propostas do Governo foram avançados na sexta-feira à noite, na SIC, pelo antigo líder bloquista Francisco Louçã e confirmados pela Lusa. O fundador do BE considerou “esplêndido” o facto de o Governo ter mudado de posição, ao admitir aumentos em 2019 no Estado, mas sublinhou que as propostas são insuficientes, uma vez que os funcionários públicos não são aumentados há uma década.

“O problema é que as três propostas que o Governo fez até agora são muito reduzidas: cinco euros para cada funcionário público, só um pequeníssimo aumento para um terço deles, até 835 euros, ou só para um grupo ainda mais pequeno”, afirmou.

As negociações com os partidos ainda não estão fechadas e, na quinta-feira, o Ministério das Finanças recebe os três sindicatos da administração pública para mais uma ronda negocial sobre orçamento. Os sindicatos exigem aumentos salariais entre 3% e 4% para o próximo ano para todos os trabalhadores.

Na quinta-feira, o líder parlamentar do PS afirmou estar em estudo a possibilidade de o OE2019 contemplar um aumento do salário dos trabalhadores da administração pública, “pelo menos” nos níveis remuneratórios mais baixos.

“Pensamos que é possível trabalhar – e estamos a trabalhar – para ver se há também um aumento da remuneração base, pelo menos até a um determinado nível salarial”, disse o presidente do grupo parlamentar do PS.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …

Entre os boletins de voto dos emigrantes, também há cheques e contas da luz

Para exercer o seu direito de voto, os eleitores portugueses residentes no estrangeiro deveriam enviar de volta para Portugal a documentação que receberam em casa – um envelope verde com o boletim de voto, dentro …