Governo alarga salários a 100% a todo o lay-off. Medida terá despesa de 370 milhões

O Governo quer pôr fim, em janeiro do próximo ano, ao corte de salário nos regimes de lay-off e de apoio à retoma.

Em janeiro de 2021, o Governo deverá avançar com o alargamento do pagamento integral dos salários a todos os trabalhadores em regime de lay-off e de apoio à retoma. O Público avança ainda que o Executivo terá uma despesa adicional no valor de 370 milhões de euros.

Segundo uma fonte do Governo citada pelo matutino, o valor foi calculado com base numa estimativa de “seis meses adicionais de limitação significativa da atividade económica, com um custo adicional de cerca de 60 milhões de euros” por mês.

O Executivo responde assim a uma pretensão do PCP e das centrais sindicais, UGT e CGTP, de não penalizar o rendimento dos trabalhadores quando a empresa está a beneficiar de apoio público à manutenção do posto de trabalho. “Com esta medida, Portugal passará a ser o único país [da UE] em que os trabalhadores em lay-off mantêm integralmente os seus salários”, acrescenta a mesma fonte.

A medida, que consta de uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado entregue pelos socialistas, vai aplicar-se independentemente do regime de apoio que a empresa esteja a beneficiar: apoio à retoma, lay-off simplificado ou lay-off tradicional.

No entanto, o Governo ainda não decidiu a forma de repartição de custos entre as entidades empregadoras e o próprio Estado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Espanha vai administrar terceira dose da vacina

Espanha anunciou esta sexta-feira que será administrada uma terceira dose da vacina contra a covid-19, embora ainda não haja data prevista. Carolina Darias, ministra da Saúde espanhola, anunciou esta sexta-feira que será administrada uma terceira dose …

Portugal com mais 3.794 casos de covid-19 e 16 mortes

Portugal registou, esta sexta-feira, 3.794 novos casos e 16 mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o …

Deputada expulsa do parlamento britânico por chamar “mentiroso” a Boris Johnson

A deputada do Partido Trabalhista, Dawn Butler, foi esta quinta-feira expulsa da Câmara dos Comuns, a câmara baixa do Parlamento britânico, por chamar "mentiroso" ao primeiro-ministro, Boris Johnson. Butler foi expulsa pela presidente adjunta temporária, Judith …

UGT dispara contra o Governo. "Exemplo vem sempre de quem está no topo"

Numa carta aberta ao primeiro-ministro, a UGT criticou a atitude de vários ministros, a destruição de milhares de postos de trabalho durante a pandemia e alertou para a suspeita de existir cartelização entre os grandes …

Greve de fome de 470 pessoas em Bruxelas termina 60 dias depois

Em Bruxelas, mais de 470 pessoas deram por terminada uma greve de fome que durou dois meses. O governo belga disse que não pode ceder a chantagens e saudou a boa decisão. Nos últimos dois meses …

Estados Unidos anunciam novas sanções a Cuba. “É apenas o início”

Sanções dos Estados Unidos a Cuba têm como objetivo castigar “os indivíduos responsáveis pela opressão da população cubana”. Ministro dos Negócios Estrangeiros cubano, numa reação, fala em medidas "sem fundamento e caluniosas" e pede que …

Militantes do Chega acusados de agredir homossexual em Viseu

Militantes do Chega são acusados de terem agredido um homem homossexual no final da tarde de quarta-feira, na rua, em Viseu. Segundo informação avançada pelo Expresso, os agressores são afetos à candidatura do partido de …

Só Portugal e Lituânia é que ainda não têm 5G na União Europeia

Portugal e a Lituânia eram os dois países da União Europeia (UE) sem serviços de quinta geração (5G) no final de junho, de acordo com último relatório do Observatório Europeu para o 5G. "No final de …

Número três do Benfica suspeito de fraude fiscal

Os investigadores da Operação Saco Azul suspeitam que o Benfica desviou 1,4 milhões de euros, dos 1,8 milhões que pagou à empresa informática Questão Flexível. O semanário Expresso avança, na sua edição desta sexta-feira, que o …

OE2022: PCP já reuniu com o Governo, mas chuta discussões para pós-autárquicas. BE resgata propostas

O Governo já começa a apalpar terreno à esquerda para as negociações do Orçamento do Estado para 2022. O executivo reuniu com o PCP, mas o partido diz que só negoceia após as autárquicas. BE …