Golpe falhado na Turquia fez 200 mortos. Mais de 3000 militares rebeldes presos

Sedat Suna / EPA

População protesta contra o golpe de estado militar na Turquia

População protesta contra o golpe de estado militar na Turquia

O presidente turco Recep Erdogan deu a tentativa de golpe de estado no país como “falhada”. O balanço mais recente dá conta de 90 mortos e de 1.150 feridos.

O ministro do interior da Turquia, Efkan Ala, declarou esta manhã que a tentativa de golpe de estado no país foi repelida pelas forças leais ao presidente Recep Erdogan e ao primeiro-ministro Binali Yildirim.

De acordo com Ala, os líderes da revolta foram presos e a situação “está largamente sob controle”.

Segundo a agência estatal turca Anadolu, mais 200 militares sublevados renderam-se às autoridades, elevando para mais de 3000 o número de militares detidos.

Ao início da noite desta sexta-feira, uma facção de militares turcos avançou com tanques e aeronaves sobre Istambul e Ancara, fechou a ponte sobre o Bósforo (que liga a Europa e Ásia) e tomou a televisão estatal TRT.

Segundo a Organização Nacional de Inteligência da Turquia, a tentativa de golpe na Turquia foi lançada pelo comando da Aeronáutica e da Polícia Militar.

​O golpe do Estado terá sido encabeçado pelo coronel Muharrem Kose, oficial turco afastado das suas funções em maio de 2016 devido devido à sua ligação ao clérigo oposicionista Fethulalh Gulen.

Os militares revoltosos declararam a lei marcial e o recolher obrigatório, depois de terem anunciado que tinham tomado o poder no país.

Os revoltosos acusaram o presidente Recep Erdogan, que é islamista, de ser um “traidor” e de ter estabelecido um regime autoritário baseado no medo.

Os golpistas atacaram diversas instalações em Ancara, incluindo o edifício do Estado Maior do Exército, comandos da polícia, instalações do ministério do Interior e a sede do Parlamento.

Na sequência de um destes ataques, 17 agentes das forças especiais da Polícia morreram.

Tolga Bozoglu / EPA

Populares turcos manifestam-se em cima de um tanque tomado aos militares rebeldes

Populares turcos manifestam-se em cima de um tanque tomado aos militares rebeldes

O presidente turco, Recep Erdogan, encontrava-se de férias na cidade de Bodrum, no sul do país, e reagiu prontamente ao golpe com uma declaração a uma cadeia de televisão feita por telemóvel.

Na declaração, transmitida através do Facetime e divulgada pela CNN Turk, Erdogan apelou ao povo que saísse à rua e resistisse ao golpe.

Em resposta ao apelo do presidente, e após uma vaga de fundo largamente alimentada pelas redes sociais, milhares de turcos saíram às ruas para afrontar os militares rebeldes.

Notícias não confirmadas deram conta de que um grupo de civis não armados terá tomado a sede da televisão estatal turca TRT, que se encontrava então sob controlo de militares revoltosos.

Numa reviravolta do golpe em curso, um caça F-16 da Força Aérea da Turquia derrubou um helicóptero que transportava os líderes revoltosos.

Os militares golpistas começaram a entregar-se às autoridades.

Ao início da madrugada, o presidente Erdogan aterrou no aeroporto de Istambul, onde foi recebido por uma multidão de apoiantes.

O presidente turco culpou pelo golpe os apoiantes do imã Fethullah Gülen, exilado há anos nos Estados Unidos.

Segundo o presidente, os responsáveis pela tentativa de golpe serão punidos, independentemente da instituição a que pertençam.

Erdogan garante que não vai abandonar o poder, e que o golpe de estado, contra um governo eleito, foi promovido “por uma minoria do Exército turco”.

A tentativa de golpe de Estado é como um presente de Deus, que permitirá limpar o Exército”, disse Erdogan.

ZAP / Lusa / ABr / SN

PARTILHAR

RESPONDER

Apesar do apuramento na Champions, Nápoles demite Carlo Ancelotti

O Nápoles anunciou ter demitido, esta terça-feira, o treinador italiano Carlo Ancelotti, apesar deste ter qualificado o clube para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões. "O Nápoles decidiu retirar o cargo de treinador da primeira equipa …

BE quer regular as relações laborais na advocacia para acabar com a precariedade

O parlamento discute esta quarta-feira um projeto de lei do BE para regular as relações laborais na advocacia uma vez que, argumenta o deputado bloquista José Manuel Pureza, a “grande maioria” dos advogados está em …

"Pé de guerra". Quatro ministros exigem mais verbas a Centeno

Há quatro ministros em "pé de guerra" com Mário Centeno, exigindo ao responsável pela pastas das Finanças mais verbas no Orçamento de Estado para 2020 (OE2020) para os ministérios que tutelam, escreve o Correio da …

Trump formalmente acusado de abuso de poder e obstrução ao Congresso

Ao fim de vários audições, a Câmara dos Representantes decidiu formalmente acusar Donald Trump de abuso de poder e obstrução ao Congresso. O presidente norte-americano, Donald Trump, vai ser formalmente acusado de abuso de poder e …

EDP: Variar IVA em função do consumo de energia é "justo" e "lógico"

O presidente executivo da EDP, António Mexia, considerou esta terça-feira em Madrid "lógica" e "socialmente mais justa" a intenção do Governo de permitir a variação da taxa de IVA sobre a energia em função dos …

Protestos prosseguem em França na véspera da apresentação da reforma do sistema de pensões

Ao sexto dia consecutivo de greve geral em França, centenas de milhares de pessoas voltaram hoje a protestar nas ruas contra a revisão do sistema de pensões, com o Governo e os sindicatos a anunciaram …

Após o ataque a Alcochete, Bruno Fernandes ficou "mais nervoso" e com "mais ansiedade"

O futebolista disse, esta terça-feira, ter ficado "mais nervoso" e com "mais ansiedade" depois do ataque à academia do Sporting, no qual viu agressões a Rui Patrício, William Carvalho, Acuña e Bataglia. Bruno Fernandes foi ouvido, …

"Abusei da amizade". Santos Silva confessa que pediu ajuda a Sócrates num concurso público

O empresário Carlos Santos Silva confessou no primeiro dia de interrogatório com Ivo Rosa que chegou a sugerir ao antigo primeiro-ministro José Sócrates que o ajudasse num concurso público em que o Grupo Lena participou. De …

O Nepal proibiu, mas mulheres continuam a ser forçadas a dormir em "cabanas menstruais"

"Chaupadi" é uma tradição hindu, característica do Nepal, que força as mulheres a dormirem num abrigo quando estão menstruadas por serem consideradas impuras. Segundo o IFLScience, uma nova investigação mostra que 77% das raparigas que vivem …

O golo "doloroso" de Ansu Fati que fez dele o mais jovem jogador a marcar na Champions

Ansu Fati, avançado do Barcelona, tornou-se no mais jovem jogador de sempre a marcar um golo na Liga dos Campeões. Com 17 anos e 40 dias de idade, o espanhol faz mais uma vez história …