Turquia prendeu 1.656 utilizadores por insultos nas redes sociais nos últimos 6 meses

Sedat Suna / EPA

Golpe de estado militar em curso na Turquia - população protesta contra o Golpe

O Ministério do Interior da turquia revelou este sábado que as autoridades prenderam 1.656 pessoas nos últimos seis meses por alegado apoio a organizações terroristas ou insultos nas redes sociais, estando a investigar pelo menos outras 10 mil pessoas.

Em comunicado, o ministério explicou que foram tomadas medidas legais contra 3.710 pessoas identificadas pela polícia, acrescentando que 1.203 pessoas foram libertadas em liberdade condicional, 767 foram libertadas e 84 ainda estão detidas.

Estão também em curso investigações e procedimentos legais contra mais 10 mil pessoas denunciadas ao Ministério Público, indica a agência Associated Press.

A Turquia reprime a dissidência depois de, em julho, uma alegada tentativa de golpe de Estado ter fracassado, originando milhares de detidos por supostas ligações a grupos proibidos.

As autoridades turcas restringem frequentemente o acesso às redes sociais para evitar a difusão de informação considerada prejudicial para a segurança pública.

Depois da tentativa falhada de golpe, a Turquia suspendeu a Convenção Europeia dos Direitos Humanos, e tem realizado uma “limpeza” em diversas áreas, com destaque nos media, administração pública e instituições policiais e militares.

Em agosto, o governo turco anunciou que iria libertar 38 mil presos para conseguir mais espaço nas cadeias, e em setembro foi anunciada a construção de 174 novas prisões para acolher as dezenas de milhares de detidos após o golpe frustrado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Uma ditadura com laivos de islamismo radical cresce junto á Europa. Nestes “novos “tempos” de governos musculados (Russia, Irão, China, etc e agora até os próprios EUA) tem caminho livre, qual erva daninha, para progredir e se implantar. Parece que a “Sublime Porta” está de volta.

RESPONDER

Portugal não aderiu a programa da UE criado de propósito após os incêndios de 2017

No ano passado, a União Europeia criou um programa de proteção civil devido aos incêndios de 2017 em Portugal. Contudo, o país não aderiu ao mecanismo. Em 2017, Portugal viveu momentos difíceis devido aos incêndios que …

Boris responsabiliza Irão por ataque a petrolífera saudita

Boris Johnson diz que o país atribui ao Irão, "com muito alto grau de probabilidade, os ataques à gigante petrolífera saudita". O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, acusou esta segunda-feira o Irão de ser, muito provavelmente, responsável …

41 países comprometem-se com iniciativa "Clima e Qualidade do Ar"

A iniciativa "Clima e Qualidade do Ar", apresentada na véspera da Cimeira da Ação Climática, propõe alcançar até 2030 uma qualidade do ar saudável e a harmonização das políticas de luta contra as alterações …

Reino Unido. Trabalhistas querem abolir ensino privado se forem Governo

O Partido Trabalhista britânico compromete-se a abolir o ensino privado no Reino Unido caso venha a formar Governo. O plano do partido liderado por Jeremy Corbyn implica nacionalizar e integrar no sistema educativo público todas …

Rio acusa PS de se comportar como "dono disto tudo" (e diz que também tem um "Centeno")

No último debate a dois antes das legislativas de 6 outubro, os líderes do PSD e PS trocaram esta segunda-feira críticas - em tom leve e cordial -, recordando telhados de vidro de cada força …

Em decisão histórica, partidos árabes recomendam Gantz como primeiro-ministro de Israel

O Presidente de Israel, Reuven Rivlin, iniciou este domingo as suas consultas para a formação de um novo Governo. A Lista Conjunta, uma coligação que reúne os principais partidos árabes do país (Balad, Hadash, Ta’al …

Tancos. Azeredo Lopes teve "exercício perverso" de funções públicas, diz Ministério Público

O Ministério Público (MP) já terá terminado a acusação do caso de Tancos, na qual sustenta que o antigo ministro da Defesa Azeredo Lopes soube de toda a encenação, tendo ainda tentado tirar louros políticos …

Salário de 273 mil euros brutos anuais para Varandas revolta accionistas do Sporting

Um grupo de acionistas do Sporting fez chegar ao presidente da Mesa da Assembleia Geral (AG) da Sporting SAD, Bernardo Ayala, um pedido em que exige a retirada da proposta de aumento salarial para o …

Eleições na Madeira. A noite em que quem perdeu ganhou e quem ganhou perdeu

Depois de 43 anos de poder absoluto, o PSD perdeu este domingo pela primeira vez a maioria do parlamento da Madeira. O PS, que atingiu um valor histórico na região, também reclamou louros de vitória. …

Jesus "nunca treinou um grande clube da Europa" e "nunca conquistou nada"

O treinador do Grémio, Renato Gaúcho, voltou a criticar Jorge Jesus, dizendo que o técnico português, aos 65 anos, nunca treinou um grande clube na Europa. "O Jorge Jesus ganhou 2/3 títulos portugueses. Saiu de Portugal …