Turquia vai construir 174 novas prisões devido ao aumento de detidos

Sedat Suna / EPA

Golpe de estado militar em curso na Turquia - população protesta contra o Golpe

Golpe de estado militar em curso na Turquia – população protesta contra o Golpe

A Turquia planeia construir 174 estabelecimentos prisionais nos próximos cinco anos para fazer face ao “aumento inesperado do número de reclusos”, anunciou o Ministério da Justiça turco em comunicado.

Segundo o diário Hürriyet Daily News, as prisões turcas estão sobrelotadas pelos milhares de pessoas detidas por suspeita de estarem ligadas às redes do líder religioso Fethullah Gülen, acusado de estar por detrás da tentativa de golpe de Estado de 15 de julho.

Os centros penitenciários planeados teriam, em conjunto, capacidade para mais de cem mil presos.

No dia 17 de agosto, o Governo turco abriu caminho, com um decreto ao abrigo do estado de emergência, para dar liberdade condicional a 38 mil detidos para abrir espaço para os mais de 23 mil detidos na limpeza efetuada sobretudo em instituições estatais.

Em muitos casos “foram metidos seis ou nove presos em celas de dez metros quadrados, pensadas para apenas um recluso”, assegurou na altura à Efe um advogados dos acusados, Efkan Albayrak.

Muitos outros estão amontoados em polidesportivos, dependências policiais e até estábulos, segundo foi denunciado pela Amnistia Internacional.

Antes do golpe falhado e da grande onda de detenções que se seguiu, o Partido Republicano do Povo (CHP), da oposição, já havia denunciado a saturação das prisões turcas e o enorme aumento da população prisional.

Desde 2000, altura em que havia 49.500 presos, a população prisional cresceu até aos 179.600, contabilizados em janeiro deste ano, enquanto a população da Turquia só cresceu 24% no mesmo período, disseram à Efe deputados do CHP.

Depois do golpe falhado, além das detenções, o Governo expurgou milhares de funcionários públicos por suspeita de estarem ligados à irmandade de Fethullah Gülen, radicado nos Estados Unidos.

Ancara pediu formalmente a Washington a detenção e extradição de Gülen.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …

Quatro mortos em manifestações na Bolívia. São 23 desde o final de outubro

Comissão Interamericana de Direitos Humanos registou pelo menos 122 feridos desde sexta-feira. Já houve 23 vítimas mortais desde o final de Outubro, início da crise social e política na Bolívia. Quatro pessoas morreram no sábado em …

UE acusada de pagar aos próprios traficantes para travar imigração

A União Europeia conta com um processo no Tribunal Penal Internacional interposto por Omer Shatz e Juan Branco. A UE é acusado de pagar aos próprios traficantes para parar a imigração. Omer Shatz, advogado e professor …

Governo quer ter a primeira refinaria de lítio da Europa

O Governo quer abrir a primeira refinaria de lítio no continente europeu. No entanto, João Galamba refere que tudo depende dos resultados do estudo de impacto ambiental das minas. Sem confirmar que venha a haver minas …

Cientistas desvendam novas pistas sobre o maior macaco que já existiu

O mítico "Bigfoot" é uma criatura lendária mas, durante milhões de anos, o verdadeiro — um símio com o dobro do tamanho de um ser humano adulto — percorreu as florestas do Sudeste Asiático, antes …

Preço do tabaco pode aumentar. Decisão cabe ao Governo

Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um aumento do preço do tabaco, e a decisão depende agora do Governo. Os responsáveis do Programa Nacional para a Prevenção do Tabagismo propuseram um …

Derrocada em Borba. Um ano depois, ainda é uma ferida aberta e problemas continuam

Um ano depois do acidente na pedreira de Borba, o sindicato que representa os trabalhadores garante que os perigos persistem, enquanto a associação Assimagra salienta que foi um caso “isolado” e está a avançar com …

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …

Cientistas identificaram neurónios específicos que mapeiam memórias

Neurocientistas descobriram um aspeto curioso de como a nossa memória funciona: Quando o cérebro precisa de recuperar informação relacionada com um lugar específico, neurónios individuais podem atingir memórias específicas. De acordo com o estudo publicado na …