Golpe de estado na Turquia: militares dizem ter tomado o poder

Tolga Bozoglu / EPA

Golpe de estado militar em curso na Turquia

Golpe de estado militar em curso na Turquia

O Exército turco afirmou, em nota de imprensa, que tomou o poder em todo o país. O presidente Erdogan garante que se trata de uma pequena facção militar e que os responsáveis pelo golpe serão punidos.

Forças de segurança turcas encerraram as duas pontes sobre o estreito do Bósforo, em Istambul, e foram ouvidos jatos militares voando baixo sobre Ancara, tendo o primeiro-ministro admitido que esteja em curso um golpe militar.

Os militares turcos declararam entretanto lei marcial e o recolher obrigatório, depois de terem anunciado que tinham tomado o poder no país.

O canal público de televisão divulgou um comunicado das “Forças Armadas turcas” a dar conta da proclamação da lei marcial e de o recolher obrigatório em todo o país.

Não vamos permitir que se degrade a ordem pública na Turquia. Um recolher obrigatório é imposto no país até nova ordem”, especifica o comunicado, assinado pelo “Conselho da paz do país”, que diz que tomou o poder.

“O Exército assumiu totalmente o poder para restaurar a democracia. Todos os nossos acordos internacionais estão em vigor. Esperamos manter as boas relações com todos os países”, refere, no comunicado, o Estado-Maior do Exército.

Todos os nossos acordos internacionais estão em vigor. Esperamos manter as boas relações com todos os países”, afirma o comunicado dos militares.

Segundo a agência Anadolu, o chefe de Estado-Maior, general Hulusi Akar, foi feito refém por um grupo de soldados.

Segundo a rede estatal de televisão TRT, “uma nova Constituição será preparada em breve”. A agência AFP noticia por sua vez ter havido “uma grande explosão” junto à sede da televisão turca.

Ainda segundo a TRT, tanques foram enviados para as proximidades do aeroporto internacional de Istambul, bloqueando a entrada para o terminal.

Erdogan já reagiu

O presidente turco, Recep Erdogan, disse esta noite que é “uma minoria dentro do exército” que está a protagonizar a tentativa de golpe de Estado e pediu aos turcos que resistam nas ruas.

O presidente, que falou por telefone para o canal de notícias CNN-Turk, disse estar absolutamente convencido de que o golpe fracassaria.

Segundo o canal televisivo, o presidente estaria de férias na cidade de Bodrum e encontra-se em segurança.

O primeiro-ministro Binali Yildirim disse por sua vez que “apenas um grupo de militares estaria por trás da tentativa de golpe”.

Segundo o governante turco, o governo estava a tomar controlo da situação, e “os responsáveis pela tentativa de golpe de estado serão punidos”.

Yildirim garante que o governo eleito ainda tem o poder do país.

Reacções internacionais

O chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, apelou a que se evitem “confrontos mortais” na Turquia, onde está em curso uma tentativa de golpe de Estado.

“Os problemas da Turquia devem ser resolvidos no respeito pela Constituição”, afirmou o responsável numa conferência de imprensa conjunta com o homologo norte-americano, John Kerry.

John Kerry disse esperar que na Turquia prevaleça a paz, a estabilidade e a “continuidade” do poder no Turquia.

O Governo português aconselhou hoje os cidadãos portugueses que se encontram na Turquia a permanecer nas suas residências ou hotéis, disse fonte da Secretaria de Estado das Comunidades.

Segundo a mesma fonte, encontram-se actualmente na Turquia cerca de 350 cidadãos portugueses, 270 dos quais em Istambul.

Os militares turcos anunciaram esta noite que tomaram o poder no país e declararam a lei marcial e o recolher obrigatório.

O português Ricardo Nunes, que chegou quinta-feira a Istambul, Turquia, disse à Lusa que na zona onde se encontra “não há nenhuma agitação militar” e que não foi ouvido um único tiro.

Aqui não há nenhuma agitação militar. Dizem que o aeroporto de Istambul está encerrado”, afirmou Ricardo Nunes, que se encontra em Istambul com a namorada para participar no casamento de um amigo turco.

Ricardo Nunes disse estar em segurança na “casa de uma amiga”, depois de não ter conseguido passar a ponte de Istambul para se dirigir para o local do seu alojamento.

ZAP / Lusa / DW / SN

PARTILHAR

RESPONDER

Os Simpsons podem ter previsto o surto do novo coronavírus da China

A série de televisão animada "Os Simpsons" é conhecida por ter feito profecias que, com o passar do tempo, se tornaram mesmo realidade. Agora, os fãs do programa parecem ter encontrado um episódio que prediz …

Identificada nova espécie de dinossauro que viveu há mais de 150 milhões de anos

Paleontólogos identificaram, nos Estados Unidos, uma nova espécie de dinossauro do género dos alossauros, que viveu há mais de 150 milhões de anos. A espécie, que tem o nome de Allosaurus jimmadseni, foi identificada a partir …

Escorpião com 436 milhões de anos foi dos primeiros animais a pisar a Terra

Cientistas descobriram um escorpião com 436 milhões de anos que terá sido um dos primeiros animais da Terra a migrar dos habitats aquáticos para os terrestres. Foram encontrados dois fósseis da espécie num antigo mar tropical …

Bruno de Carvalho disposto a liderar SAD do Sporting com Varandas

O ex-presidente do Sporting admitiu, esta sexta-feira, estar disposto a liderar a SAD do clube, mesmo com Frederico Varandas como presidente. No seu comentário semanal na Rádio Estádio, Bruno de Carvalho disse estar disposto a regressar …

A Inteligência Artificial teria resolvido o mistério da fuga de Alcatraz

Um programa de Inteligência Artificial (IA) poderia ter resolvido o mistério da fuga dos irmãos irmãos John e Clarence Anglin e Frank Morris da prisão de Alcatraz, que foi considerada uma das mais seguras dos …

Mais de 30 militares dos EUA ficaram com lesões cerebrais após ataque iraniano

Mais de 30 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque iraniano na base militar de Ain al-Assad, no Iraque. 34 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque levado …

Homem que torturou suspeitos de planear o 11 de setembro diz que o voltaria a fazer

James Mitchell torturou os cinco suspeitos de terem planeado o ataque de 11 de setembro de 2001. Em tribunal, disse que não tem remorsos e que o voltaria a fazer. James Mitchell foi o psicólogo responsável …

Belenenses e Belenenses SAD chegam a acordo para suspender ações judiciais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta sexta-feira, que foi alcançada uma suspensão das ações judiciais entre o Belenenses e a Belenenses SAD. Em comunicado publicado na sua página oficial, a FPF informou que o …

Amazon quer que os clientes paguem com as mãos

A gigante tecnológica Amazon quer que os  clientes comprem e efetuem o pagamento com um aceno da mão em vez de passar um cartão numa máquina. De acordo com o Wall Street Journal, que cita fontes …

59 autarcas constituídos arguidos na Operação Éter

O Ministério Público constituiu 74 arguidos, 59 dos quais autarcas e ex-autarcas de 47 câmaras do Norte e Centro, no processo da investigação às Lojas Interativas da Turismo do Porto e Norte, realizada no âmbito …