Furto de Tancos pode ter sido manobra para justificar armas em falta

Paulo Novais / Lusa

Militares à entrada dos Paióis Nacionais do Polígono Militar de Tancos

Militares à entrada dos Paióis Nacionais do Polígono Militar de Tancos

O furto de armas e munições em Tancos poderá ter sido aproveitado para esconder a falta de outro material de guerra, cujas entradas e saídas deveriam ter sido registadas.

Está sob investigação, no âmbito dos inquéritos que decorrem relativos ao furto de armas em Tancos, a possibilidade de o assalto aos Paióis ter sido utilizado como manobra de “diversão” para esconder a falta de material, avança o Jornal de Notícias.

A ligação entre a falta de registo do armamento e o desaparecimento de material é uma pista que está a ser verificada, com particular destaque para o que diz respeito às averiguações de natureza disciplinar.

A questão tinha já sido avançada pelo militar português na reserva Vasco Lourenço, em análise feita na SIC Notícias, a propósito do furto: “Quem furtou o material ao longo do tempo provoca um assalto para justificar que o material não está lá. Outra, que também acontece muitas vezes: o material é usado em instrução e não é justificado”.

O capitão de Abril disse, na altura, que “tudo neste acontecimento continua a ser muito mal contado”, deixando no ar a ideia de que o assalto poderá ter sido inventado.

“Eu suspeito que isto é encenado”, disse Vasco Lourenço, acrescentando: “Não houve assalto. Continua a falar-se em assalto, mas se tivesse havido um assalto as rondas faziam a diferença. É preciso averiguar bem porque estiveram 20 horas sem fazer ronda, naturalmente para justificar a denúncia da falta de material. Na minha opinião, o material já não estava lá no dia em que foi denunciado”.

O presidente da Associação 25 de Abril avançou ainda com outro cenário: “Outra hipótese, quem quis promover um facto político para juntar à tragédia dos incêndios e fazer um ataque cerrado a este Governo“, alimentando que o furto poderá ter sido manobra da oposição.

Fontes militares referiram que é frequente não ser registada a totalidade do material gasto na instrução, aquando do regresso ao paiol. O que conduz a falhas, sem qualquer justificação, nos registos.

Ainda segundo o Jornal de Notícias, estaria a ser preparado para breve um levantamento do material em depósito, que deveria revelar as várias falhas no registo do paiol, justificando-se assim o ‘timing’ do assalto.

As hipóteses inicialmente especuladas por Vasco Lourenço encontram-se então agora sob investigação.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Será que já alguem se questionou, para que querem os terroristas ou outros granadas ofensivas que apenas fazem uma especie de sopro ? Uma rede profissional sabe ao que vai e nao comete enganos deste tipo.

  2. Incompetência!
    Não há controlo das armas existentes nos paióis? Porquê?
    Digam que tipo de armas desapareceram e a sua quantidade. Não procurem desvalorizar a situação.
    Não foi esta a “tropa” que eu servi no serviço militar obrigatório.

  3. Isto mais parece um bando de malfeitores que umas F Armadas. (Colégio Militar, Submarinos, mortes dos instruendos, Messes da F Aérea). Fora tudo o resto que se desconhece. Enfim…

RESPONDER

Cientistas criam tinta ultra-branca que ajuda a arrefecer as superfícies

Cientistas criaram uma nova tinta ultra-branca que pode refletir 95,5% da luz solar que chega à sua superfície. De acordo com o site IFLScience, esta propriedade permite que algo revestido com esta tinta ultra-branca, como, por …

Morreu Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos

O empresário Sindika Dokolo faleceu, nesta quinta-feira, no Dubai, aos 48 anos de idade, durante a prática de mergulho. A morte do empresário de origem congolesa já foi confirmada à Lusa por uma fonte ligada à …

Lagostins autoclonados invadiram (e conquistaram) um cemitério na Bélgica

Um cemitério na Bélgica foi completamente invadido por lagostins marmoreado. De acordo com o Instituto Flamengo para Pesquisa da Natureza e da Floresta (INBO), a espécie representa uma grande ameaça para a biodiversidade local. Segundo o …

Benfica 3-0 Standard Liège | “Águia” voa de forma imperial

A noite foi de festa no Estádio da Luz para os cerca de 4875 espectadores – 7,5% por cento da lotação – que se deslocaram ao reduto dos “encarnados” esta quinta-feira. O Benfica venceu por 3-0 …

Urnas abertas no Minecraft. Servem para ensinar os jovens a votar nas eleições

A organização não partidária e sem fins lucrativos Rock the Vote e a empresa criativa Sid Lee uniram-se para criar um servidor de "casa de votação" no popular jogo Minecraft antes das eleições presidenciais de …

Zorya Luhansk 0-2 Braga | “Nota artística” em triunfo minhoto

Dois jogos, duas vitórias para o Sporting de Braga no Grupo G da Liga Europa. Uma entrada de rompante em jogo, com dois golos espectaculares nos primeiros 11 minutos, permitiram aos “arsenalistas” controlar e lidar …

Amostra de ADN desvenda homicídio cometido há quatro décadas

Uma amostra de ADN, colhida de um norte-americano da Carolina do Sul após este ser detido por apontar uma arma, permitiu às autoridades desvendar um caso antigo, identificando-o como principal suspeito do homicídio de uma …

Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa. Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do …

Restam apenas dois rinocerontes brancos do norte (mas há uma esperança para salvar a espécie)

Com a morte do último macho em 2018, o rinoceronte branco do norte chegou ao ponto em que não pode ser salvo naturalmente. Com apenas duas fêmeas restantes, a subespécie é agora tida como oficialmente …

Há uma região na América do Norte sem qualquer caso de covid-19. Tem a dimensão do México

Nunavut, uma região localizada no norte do Canadá, continua sem registar nenhum caso de covid-19. A receita para o sucesso tem vários ingredientes, mas as caraterísticas especiais da região e as medidas rígidas tomadas logo …