Funcionários públicos podem não ter aumentos em 2021

António Pedro Santos / Lusa

Alexandra Leitão, ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública

Os funcionários públicos podem não ter aumentos em 2021, ao contrário do que está prometido no Orçamento de Estado deste ano.

Em entrevista ao jornal Público, a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, apontou como áreas prioritárias do investimento público para a retoma da economia a Saúde, a Educação e a Habitação.

Relativamente aos aumentos na função pública em 2021, a governante declara que, neste momento, com a pandemia de covid-19, não pode assegurar que estes vão ser possíveis.

“O que estava previsto era que em 2021 haveria um aumento em linha com a inflação de 2020, nunca inferior a 1%. Gostaria muito de conseguir assegurar que isso será possível em 2021. Não o posso responsavelmente fazer“, lamentou.

“Nestes últimos 45 dias temos uma situação completamente diferente da que tínhamos quando este compromisso foi assumido, diametralmente diferente, por circunstâncias que, da maneira mais dura possível, todos os portugueses veem”, continuou.

“O que posso dizer é que gostaria de manter o compromisso. Continuo com o compromisso da valorização dos trabalhadores da administração pública. Não posso, neste momento, assegurar que vai ser possível pagar aumentos de 1% em 2021.”

Questionada sobre como fica a descentralização, Alexandra Leitão confirmou que a transferência das competências nas áreas da Educação e Saúde, bem como da Ação Social, já não vão passar para as autarquias em 2021.

Não sei qual será a decisão. A crise tem um impacto em todas as matérias e também nesta. A decisão que está tomada e que não foi revertida ainda, não sei se será, é manter o bolo das competências com obrigatoriedade de aceitação em 2021 e prorrogar para 2022 a obrigatoriedade naquelas três áreas, que pelo seu peso financeiro e de recursos humanos já tinha sido, antes decidido”, disse a ministra.

No entanto, a governante considera importante “procurar que as autarquias que já aceitaram competências nas diversas áreas não venham agora a revertê-las. Quem já aceitou, quem já fez caminho, quem já trabalhou, neste momento não perdeu nada do que já fez”.

“A descentralização nas várias áreas não é ou deverá ser um peso para as autarquias. Do ponto de vista financeiro, está gizada como algo de neutro, aquilo que é gasto a mais por ter assumido a competência A, B ou C, é transferido do Orçamento do Estado para a autarquia para aquela área. Não é uma forma de aumentar o financiamento dos municípios, mas também não é uma forma de aumentar as despesas. Estamos a viver momento de muita incerteza, à partida, contudo, este é o plano gizado”, concluiu.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Love in on my side." The Black Mamba vencem o Festival da Canção

Love is on my side, dos The Black Mamba, vai representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção, em maio, nos Países Baixos. Este sábado, os The Black Mamba venceram a 55.ª edição do Festival da Canção, …

A Perseverance usa o processador dos iMac de 1998

A Perseverance, a sonda da NASA que pousou no dia 18 de fevereiro em Marte, é movida por um processador PowerPC 750, que foi usado no iMac Bondi Blue original da Apple em 1998. Muitos podem …

Idosos que dormem menos de 5 horas têm o dobro do risco de sofrer de demência

Os idosos que dormem menos de cinco horas por noite têm o dobro do risco de sofrer de demência, sugere uma nova investigação. Os resultados são de uma equipa de cientistas do Brigham and Women's …

ROUGHIE. Planador subaquático observa silenciosamente os mares (sem perturbar a vida selvagem)

Os veículos subaquáticos autónomos tornaram-se ferramentas versáteis para explorar os mares. Porém, estas ferramentas podem ser prejudiciais para o meio ambiente ou ter problemas em movimentar-se em espaços confinados. Uma equipa de investigadores da Purdue University, …

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …