França impede ataque terrorista de célula feminina do Estado Islâmico

As autoridades francesas impediram um atentado de três mulheres radicalizadas que estavam a ser instruídas pelo grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico a partir da Síria, anunciou esta sexta-feira o procurador antiterrorista do ministério público francês.

“Uma célula terrorista formada por mulheres jovens totalmente recetivas à ideologia sangrenta do Daesh (acrónimo árabe do grupo extremista EI) foi desmantelada”, disse François Molins em conferência de imprensa.

As três mulheres, lideradas por Ines Madani, de 19 anos, foram detidas na quinta-feira a sul de Paris.

Elas estavam “determinadas a lançar um ataque“, frisou Molins.

O veículo com botijas de gás encontrado abandonado perto da catedral de Notre Dame, em Paris, no domingo, pertencia ao pai de Madani e as chaves foram encontradas em sua posse.

Claras ligações surgiram também hoje entre as mulheres detidas e os atentados ‘jihadistas’ ocorridos em França este verão.

Os investigadores descobriram que uma das mulheres sob custódia era a noiva de Larossi Abballa, que matou um oficial de polícia e a mulher na residência deles, num subúrbio de Paris, em junho, antes de ele mesmo ser morto a tiro, indicou Molins.

A mulher, identificada apenas como Sarah H., ficou depois noiva de Adel Kermiche, um dos dois ‘jihadistas’ que degolaram um sacerdote idoso em julho, perto da cidade de Rouen, no norte de França, prosseguiu o procurador.

Estas informações surgiram depois de o proprietário do veículo abandonado ter sido identificado pelo selo do seguro que continuava no vidro dianteiro, apesar de as placas de matrícula terem sido removidas.

A equipa de investigadores localizou na quinta-feira Madani e as suas duas cúmplices que estavam escondidas num apartamento no subúrbio parisiense de Boussy-Saint-Antoine.

Madani já era conhecida dos serviços secretos, depois de ter tentado por diversas vezes viajar para a Síria, referiu o procurador do ministério público.

A polícia encontrou na sua carteira uma carta em que ela jurava lealdade ao EI.

Na quinta-feira, a mulher identificada como Sarah H., de 23 anos, esfaqueou no ombro um polícia que estava a vigiá-las a partir de uma viatura não identificada perto do apartamento, segundo o investigador.

Equipas da polícia avançaram para as mulheres e, na luta, Madani foi ferida a tiro na anca e num tornozelo.

A filha de 15 anos de Amel S., de 39, a terceira mulher da célula terrorista, foi também detida e há mais três pessoas sob custódia policial.

O ministério público disse haver provas de tentativas para incendiar as botijas de gás encontradas no veículo junto a Notre Dame, no coração do turístico bairro de Paris.

“Um cigarro meio fumado” e um pedaço de tecido ensopado num líquido inflamável encontrados na bagageira da viatura tinham sido usados para tentar pegar fogo a uma das botijas de gás.

Segundo Molins, se a tentativa de atear fogo tivesse sido bem-sucedida, “isso teria levado, num lapso de minutos, à explosão de pelo menos uma das botijas, o que desencadearia a total destruição do veículo”.

Desconhece-se, até agora, quais eram os outros alvos das mulheres.

A França está em alerta elevado depois de o EI ter apelado aos seus seguidores que ataquem o país, em retaliação contra os ataques aéreos às bases do grupo na Síria e no Iraque.

Molins disse que o atentado frustrado mostra que embora o EI outrora confinasse as mulheres a tarefas domésticas, agora via-as como “combatentes”.

“A organização terrorista usa não só mulheres, como raparigas que os conhecem e desenvolvem os seus planos de atentados à distância”, declarou.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A França está a transformar-se num barril de pólvora com esta gente e no caso sobretudo de mulheres já há muitas europeias a casar com árabes o que alarga ainda o leque de perigo iminente, contatei com alguns franceses este verão aqui em Portugal onde me transmitiram o receio de sair à porta e de cada vez que passam por um muçulmano.

    • É bem verdade, hoje em dia qualquer mulher solteira ou divorciada numa rede social é constantemente “filrtada” por Arabes na internet.
      Assim que alguma lhes diz “olá” eles começam logo a falar em casamento e a trata-las por “minha esposa” principalmente se forem de países tipo França ou Inglaterra, mas também Bélgica e Suécia.
      Aqui a Portugal não é tanto, mas nesses países as feministas conseguiram que tudo seja considerado assedio, tanto que os homens já têm medo de falar com as mulheres.
      Veja só este exemplo: https://twitter.com/C_C_Gill/status/768852755712802820
      Muitos homens na Europa já desistiram das mulheres, chamam-lhe o “sexodus” os homens trocaram as mulheres por jogos de computador a afim, por isso é que estes Arabes conseguem casamento com tanta facilidade.

      Daqui a 50 anos is vai ser a Eurabia.

"Alto risco". África do Sul proíbe entrada de turistas de Portugal

Os turistas oriundos de Portugal não vão ser autorizados a entrar na África do Sul, quando o país africano reabrir as fronteiras internacionais na quinta-feira, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior sul-africano. Portugal consta de …

Descoberta rara. Encontrado vapor de água salgada em torno de duas estrelas bebé gigantes

Uma equipa de investigadores descobriu um par de estrelas bebé massivas rodeadas por vapor de água e sal de cozinha, de acordo com um novo estudo. As duas estrelas bebé têm uma massa combinada 25 vezes …

Sonda da NASA deteta nanojatos na coroa solar (e desmistifica a sua extrema temperatura)

Uma equipa de cientistas, liderada pelas Universidades de Northumbria e St. Andrews, em cooperação com a NASA, descobriu um novo tipo de atividade dentro da atmosfera do Sol que poderia explicar como é que a …

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …