França impede ataque terrorista de célula feminina do Estado Islâmico

As autoridades francesas impediram um atentado de três mulheres radicalizadas que estavam a ser instruídas pelo grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico a partir da Síria, anunciou esta sexta-feira o procurador antiterrorista do ministério público francês.

“Uma célula terrorista formada por mulheres jovens totalmente recetivas à ideologia sangrenta do Daesh (acrónimo árabe do grupo extremista EI) foi desmantelada”, disse François Molins em conferência de imprensa.

As três mulheres, lideradas por Ines Madani, de 19 anos, foram detidas na quinta-feira a sul de Paris.

Elas estavam “determinadas a lançar um ataque“, frisou Molins.

O veículo com botijas de gás encontrado abandonado perto da catedral de Notre Dame, em Paris, no domingo, pertencia ao pai de Madani e as chaves foram encontradas em sua posse.

Claras ligações surgiram também hoje entre as mulheres detidas e os atentados ‘jihadistas’ ocorridos em França este verão.

Os investigadores descobriram que uma das mulheres sob custódia era a noiva de Larossi Abballa, que matou um oficial de polícia e a mulher na residência deles, num subúrbio de Paris, em junho, antes de ele mesmo ser morto a tiro, indicou Molins.

A mulher, identificada apenas como Sarah H., ficou depois noiva de Adel Kermiche, um dos dois ‘jihadistas’ que degolaram um sacerdote idoso em julho, perto da cidade de Rouen, no norte de França, prosseguiu o procurador.

Estas informações surgiram depois de o proprietário do veículo abandonado ter sido identificado pelo selo do seguro que continuava no vidro dianteiro, apesar de as placas de matrícula terem sido removidas.

A equipa de investigadores localizou na quinta-feira Madani e as suas duas cúmplices que estavam escondidas num apartamento no subúrbio parisiense de Boussy-Saint-Antoine.

Madani já era conhecida dos serviços secretos, depois de ter tentado por diversas vezes viajar para a Síria, referiu o procurador do ministério público.

A polícia encontrou na sua carteira uma carta em que ela jurava lealdade ao EI.

Na quinta-feira, a mulher identificada como Sarah H., de 23 anos, esfaqueou no ombro um polícia que estava a vigiá-las a partir de uma viatura não identificada perto do apartamento, segundo o investigador.

Equipas da polícia avançaram para as mulheres e, na luta, Madani foi ferida a tiro na anca e num tornozelo.

A filha de 15 anos de Amel S., de 39, a terceira mulher da célula terrorista, foi também detida e há mais três pessoas sob custódia policial.

O ministério público disse haver provas de tentativas para incendiar as botijas de gás encontradas no veículo junto a Notre Dame, no coração do turístico bairro de Paris.

“Um cigarro meio fumado” e um pedaço de tecido ensopado num líquido inflamável encontrados na bagageira da viatura tinham sido usados para tentar pegar fogo a uma das botijas de gás.

Segundo Molins, se a tentativa de atear fogo tivesse sido bem-sucedida, “isso teria levado, num lapso de minutos, à explosão de pelo menos uma das botijas, o que desencadearia a total destruição do veículo”.

Desconhece-se, até agora, quais eram os outros alvos das mulheres.

A França está em alerta elevado depois de o EI ter apelado aos seus seguidores que ataquem o país, em retaliação contra os ataques aéreos às bases do grupo na Síria e no Iraque.

Molins disse que o atentado frustrado mostra que embora o EI outrora confinasse as mulheres a tarefas domésticas, agora via-as como “combatentes”.

“A organização terrorista usa não só mulheres, como raparigas que os conhecem e desenvolvem os seus planos de atentados à distância”, declarou.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A França está a transformar-se num barril de pólvora com esta gente e no caso sobretudo de mulheres já há muitas europeias a casar com árabes o que alarga ainda o leque de perigo iminente, contatei com alguns franceses este verão aqui em Portugal onde me transmitiram o receio de sair à porta e de cada vez que passam por um muçulmano.

    • É bem verdade, hoje em dia qualquer mulher solteira ou divorciada numa rede social é constantemente “filrtada” por Arabes na internet.
      Assim que alguma lhes diz “olá” eles começam logo a falar em casamento e a trata-las por “minha esposa” principalmente se forem de países tipo França ou Inglaterra, mas também Bélgica e Suécia.
      Aqui a Portugal não é tanto, mas nesses países as feministas conseguiram que tudo seja considerado assedio, tanto que os homens já têm medo de falar com as mulheres.
      Veja só este exemplo: https://twitter.com/C_C_Gill/status/768852755712802820
      Muitos homens na Europa já desistiram das mulheres, chamam-lhe o “sexodus” os homens trocaram as mulheres por jogos de computador a afim, por isso é que estes Arabes conseguem casamento com tanta facilidade.

      Daqui a 50 anos is vai ser a Eurabia.

RESPONDER

China encontra traços do coronavírus em asas de frango importadas do Brasil

Traços do novo coronavírus foram encontrados em asas de frango importadas do Brasil, na cidade de Shenzhen, no sul da China, noticiou, esta quinta-feira, um jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). Os traços foram detetados …

Denúncia de Rui Pinto leva a congelamento de conta bancária da Doyen

Oito milhões de euros que estavam numa conta bancária do fundo de investimento Doyen foram congelados pelas autoridades portuguesas. Uma denúncia do whistleblower português Rui Pinto levou o fundo a ser investigado por suspeitas de fraude …

Preocupado com a Bielorrúsia, Macron ligou a Putin (e aproveitaram para falar da vacina russa)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, manifestou esta quarta-feira ao seu homólogo russo, Vladimir Putin, "uma preocupação muito grande" quanto à situação na Bielorrússia após a reeleição do chefe de Estado autoritário bielorrusso, Alexander Lukashenko. Segundo indicou …

Obras do Hospital Militar de Belém custaram mais do triplo do valor estimado

As obras no Hospital Militar de Belém, em Lisboa, custaram mais do valor inicialmente estimado, avançou o Diário de Notícias esta quarta-feira. De acordo com o jornal, estava inicialmente previsto que a reabilitação de três …

Autópsia a Valentina revela descolamento do crânio

A autópsia a Valentina, a menina de 9 anos encontrada morta na serra D’el Rei, em Peniche, distrito de Leiria, em meados de maio, revela descolamento do crânio, avança esta quinta-feira o Correio da Manhã. …

Rio pede "coerência" na lotação do Avante e faz comparação com estádios

O líder do PSD pronunciou-se sobre a lotação da festa do Avante, lembrando que, se for reduzida para metade, isso é o mesmo que os estádios do FC Porto ou do Sporting estarem cheios. Na sua …

Juiz Carlos Alexandre desiste de queixa contra Rui Pinto

A proposta do Ministério Público (MP) para que o pirata informático não continuasse a ser investigado dependia da autorização do "super-juiz", avança o Correio da Manhã. De acordo com o Correio da Manhã, o juiz Carlos …

Surto na Nova Zelândia faz 17 novas infeções (e não se sabe de onde veio)

Após 102 dias sem casos de covid-19, a Nova Zelândia registou um novo surto na sua maior cidade, Auckland. O número de infeções subiu para 17, mas não se sabe de onde veio. De acordo com …

Ameaças de morte a deputadas. Bloco vai fazer queixa ao Ministério Público

O Bloco de Esquerda vai apresentar duas queixas ao Ministério Público, uma por cada deputada ameaçada no e-mail enviado à SOS Racismo. A Polícia Judiciária está a investigar um e-mail enviado a um grupo de dez …

Siza Vieira garante que subida do salário mínimo não foi discutida à Esquerda

O ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, garantiu, em entrevista ao Observador, que uma eventual subida do Salário Mínimo Nacional (SMN) não foi discutida com os partidos de Esquerda. "O …