França enviou o porta-aviões Charles de Gaulle e um submarino nuclear para combater Estado Islâmico

Taylor M. DiMartino, US Navy / Wikimedia

O porta-aviões Charles de Gaulle (em primeiro plano) é o navio almirante da marinha francesa

A França enviou para o leste do Mar Mediterrâneo o seu porta-aviões Charles de Gaulle, com uma frota de escolta de pelo menos sete navios e um submarino nuclear, para lutar contra o Estado Islâmico na Síria, informou esta quinta-feira o jornal francês La Provence.

O porta-aviões francês Charles-de-Gaulle, com 26 aviões de combate a bordo, zarpou na quarta-feira do porto de Toulon, no sudeste da França, em direção ao leste do Mediterrâneol, onde vai participar no combate ao grupo Estado Islâmico.

Segundo o La Provence, entre os navios que acompanham o porta-aviões encontram-se o contra-torpedeiro La Motte-Piquet, o navio de reabastecimento Marne, a fragata Aquitaine, e um submarino nuclear, cuja classe não foi revelada.

Além dos navios da marinha francesa, a frota de escolta do porta-aviões inclui ainda o contra-torpedeiro britânico HMS Defender e uma fragata australiana.

Após os mortíferos atentados de sexta-feira, “o Presidente francês François Hollande decidiu envolver o grupo aeronaval no Mediterrâneo oriental, antes de o reunir, se necessário, no golfo arábico-persa”, indicou o almirante René-Jean Crignola, comandante do grupo aeronaval, citado pela AFP.

O Charles-de-Gaulle e os seus 26 caças – 18 Rafale e oito Super-Etandard – deverão chegar a esta região dentro de pouco dias, e estacionar ao largo da Síria ou do Líbano, quando se previa cerca de um mês para alcançar o golfo arábico-persa, a sua missão inicial.

“A chegada ao teatro de guerra dos caças do grupo aéreo embarcado vai triplicar a capacidade atualde ação da França”, sublinhou Crignola, que comanda a totalidade da Task Force 476.

Esta força naval inclui, para além do grupo aeronaval francês, diversos navios estrangeiros, onde se incluem uma fragata britânica e outra belga, a Leopoldo I.

O porta-aviões francês Charles de Gaulle, navio almirante da marinha francesa, cumpre a sua terceira missão nesta zona nos últimos dois anos.

Dois dias após os ataques de Paris e Saint-Denis, a aviação francesa bombardeou intensamente, na noite de domingo, a cidade de Raqa, a capital que o EI estabeleceu no norte da Síria.

Num ‘raide’ com uma amplitude sem precedentes desde os primeiros ataques franceses na Síria no início de setembro, dois caças-bombardeiros lançaram 20 bombas sobre um posto de comando e um centro de treinos do EI.

“Prosseguiremos os ataques durante as próximas semanas. Não haverá qualquer abrandamento nem qualquer trégua”, disse François Hollande perante os deputados.

A França está em guerra. Estamos em guerra contra o terrorismo jihadista, que ameaça o mundo inteiro”, acrescentou o presidente francês.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …

"Não há vagas". Ambulâncias fazem fila à porta dos hospitais (até parece Itália em Março)

Os engarrafamentos de ambulâncias à entrada das urgências dos Hospitais de Torres Vedras e de Santa Maria, em Lisboa, ilustram a gravidade do que está a acontecer no Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o …

PSD prepara reforma do sistema político e quer "conquistar" PS

Até maio, o PSD vai lançar um processo de debate, interno e externo, para preparar uma série de reformas no sistema político, na Justiça e para a revisão constitucional. O PSD vai preparar um pacote de …

Arranca na Índia a "maior campanha de vacinação do mundo"

Começou este sábado, na Índia, aquela que é considerada a "maior campanha de vacinação do mundo" pelo Governo de Narendra Modi. Depois de ter registado 175 mortes e 15.158 novos casos nas últimas 24 horas, a …

Entre críticas e um mea culpa, Marcelo não quer "sistema manco" e deixa recados à direita e esquerda

Marcelo Rebelo de Sousa deixa algumas críticas ao Governo e aos partidos políticos pela forma como tem sido alinhada a resposta à pandemia de covid-19, mas também faz um mea culpa quanto ao alívio das …

PS consegue o seu melhor resultado desde as legislativas. Chega ultrapassa CDU

O PS consegue o seu melhor resultado desde as legislativas de 2019, com 39%, num estudo da Eurosondagem em que o Chega ultrapassa a CDU nas intenções de voto. Na sondagem, para o Porto Canal e …

ACT não tem carros suficientes para fiscalizar teletrabalho

Apesar de a falta de viaturas ser um problema antigo, o regresso ao teletrabalho obrigatório aumenta as preocupações da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), que está sem carros suficientes para garantir a fiscalização. Os …

Livros, vestuário e brinquedos. Supermercados proíbem venda de artigos não essenciais a partir de segunda-feira

A partir de segunda-feira, os supermercados estão proibidos de vender produtos que não sejam essenciais ou de primeira necessidade. O decreto que regulamenta o novo estado de emergência prevê a possibilidade de o Governo limitar as …