Falsa vítima dos atentados de Paris condenada a pena de prisão

Ian Langsdon / EPA

Agentes da polícia francesa após o atentado terrorista em Paris que vitimou dois polícias

Alexandra Damien, parisiense de 33 anos, que se fez passar por uma das vítimas do atentado de radicais islâmicos no dia 13 de novembro de 2015, em Paris, foi condenada por extorsão e falso testemunho.

A sentença ditou que a mulher vai ter de cumprir seis meses de prisão efetiva e 18 meses de “liberdade vigiada”. Alexandra Damien que prestou falso testemunho, ao alegar na altura dos factos que tinha sido vítima do atentado, foi também condenada por extorsão de 20 mil euros provenientes dos fundos destinados às vítimas de terrorismo.

Durante a audiência no tribunal, Damien chorou ao pedir desculpas pelas suas ações. A parisense explicou que era uma cliente regular do Le Carillon –  um dos restaurante que foi alvo dos atentados – e que planeava ir ao estabelecimento na noite dos ataques, mas acabou por mudar de ideias, e não esyava no local no momento do ataque.

Alexandra Damien disse ainda ter pedido conhecidos no ataque terrorista, tendo depois sentido-se culpada, questionando-se se os poderia ter salvado.

Após os ataques, a francesa partilhou nas redes sociais imagens do que disse ser uma cicatriz resultante de um fuzil Kalashnikov de um dos terroristas. Damien também tatuou o lema da cidade de Paris: Fluctuat nec mergitur – uma frase em latim que significa “É sacudida pelas ondas, mas não afunda”.

“Na minha mentira, na minha estupidez, na minha dor, entrei num círculo vicioso e mantive os dois pés lá dentro”, disse, de acordo o jornal francês Le Figaro. Damien defendeu-se das acusações de que terá agido por ganância.

Os ataques de Paris de 2015 foram uma série de atentados terroristas com tiroteios em massa e explosões em vários locais, incluindo o estádio Stade de France – onde decorria um jogo de futebol entre a França e a Alemanha – e a casa de espetáculos Bataclan, onde os terroristas invadiram o espetáculo da banda americana Eagles of Death Metal.

Os atentados foram reivindicados pelo autoproclamado Estado Islâmico.

ZAP // Lusa / Deutsche Welle

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …