Atentado em Paris com múltiplas explosões e tiroteios faz dezenas de mortos

Yoan Valat / EPA

Agentes da polícia francesa num dos locais dos tiroteios

Agentes da polícia francesa num dos locais dos tiroteios

Várias explosões e tiroteios com armas automáticas foram registadas esta noite, próximo do Estádio de França, em Paris.

Os incidentes ocorreram praticamente em simultâneo, em pelo menos 6 locais distintos, e causaram pelo menos 60 mortos e vários feridos, segundo fontes policiais.

Testemunhas referem que num dos tiroteios houve disparos a partir de um carro, com recurso a uma metralhadora de fabrico russo ‘kalachnikov’.

O presidente François Hollande encontrava-se na altura no Estádio de França, nos arredores de Paris, a assistir a um jogo particular entre as selecções de futebol da França e da Alemanha.

O presidente francês foi evacuado do estádio de helicóptero, e encontra-se em segurança no Ministério do Interior.

Nas imediações do estádio registaram-se pelo menos duas explosões de granadas, havendo relatos de pelo menos um morto, que, segundo o jornal Le Figaro, se encontrava “completamente desmembrado no chão”.

Os jogadores das duas equipas aperceberam-se das explosões, mas o jogo não foi interrompido.

Após o fim do encontro, a polícia activou medidas de emergência para evacuar os espectadores, tendo sido parte deles temporariamente levados para o relvado do estádio.

A polícia francesa avançou ainda que há entre 60 e 100 reféns na sala de espectáculos Bataclan, na avenida Voltaire, no XI bairro de Paris.

Segundo alguns testemunhos, haverá dois indivíduos fortemente armados no interior da sala de espectáculos, tendo-se registado diversos tiroteios com a polícia.

A sala tem lotação para cerca de 1.500 pessoas, e encontrava-se lotada com espectadores que assistiam a um concerto de uma banda de heavy metal californiana.

A capital francesa está dividida em 20 bairros, tendo os incidentes ocorrido nos bairros X, XI e XII.

A polícia estabeleceu um perímetro de segurança nestes bairros, e accionou o Plano Vermelho Alfa contra “múltiplos ataques”, que coloca todo o país em estado de alerta máximo.

A Câmara Municipal de Paris pediu à população que não saia de casa esta noite,

Este é já o mais grave atentado de sempre na capital francesa, que ainda recentemente foi abalada pelo violento ataque à redacção do jornal satírico Charlie Hebdo.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Aí esta o multi culturalismo no seu melhor. Estão á espera de quê com estes milhões de muçulmanos na Europa? Isto faz parte de uma estratégia para subjugar os europeus pelo medo. Ainda nos vão querer que viremos todos o cu para o ar. Deixem entrar todos os coitadinhos deixem e vao ver o que o futuro vos reserva.

  2. Vivo em Paris e estou a ouvir as informaçoes em directo na radio, estou também a seguir as informaçoes em directo de um jornal na internet. Ja tive varios telefonemas de amigos (aqui ja é meia-noite) a informarem-se se estou bem….
    Tudo isto me recorda Janeiro deste ano…
    Penso que a França, nao sera mais a mesma com esta série de atentados (fala-se de mais de 40 mortos)….

    • Depois de umas bombas na Síria e tal, acordam para realidade…
      É pena ser sempre o “povo” a pagar a factura!…
      e nunca a escumalha que governa a França, a Europa, etc!…

RESPONDER

Hotelaria pressiona Governo. Quer que turistas com estadias marcadas possam circular entre concelhos

A proibição de deslocação entre concelhos entre dia 30 de outubro e 3 de novembro de modo a evitar contágios agradou a alguns, mas não ao setor hoteleiro, que quer ser deixado de fora da …

Ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa suspensa a partir de hoje (e durante 45 dias)

A Transtejo tinha informado que a ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa estaria suspensa a partir desta segunda-feira, por 45 dias, devido a obras, mas será assegurado transporte rodoviário até ao terminal de Almada. “A …

Nagorno-Karabakh. Arménia e Azerbaijão acusam-se mutuamente de violação de novo cessar-fogo

A Arménia e o Azerbaijão trocaram esta segunda-feira acusações pela violação de um novo cessar-fogo acordado no domingo para pôr fim às hostilidades no enclave de Nagorno-Karabakh, que deveria ter entrado hoje em vigor. A Arménia …

Venezuela testou molécula que "anula a 100%" o novo coronavírus

O Presidente da Venezuela anunciou, este domingo, que o Instituto Venezuelano de Investigações Científicas (IVIC) testou com sucesso uma molécula, a DR10, que "anula 100%" o novo coronavírus. "O IVIC testou uma molécula usada para tratar …

Com a bancarrota a caminho, Governo Sócrates vendeu quase 80% dos imóveis públicos

Numa altura em que o país já estava em situação complicada, com o cenário de bancarrota no horizonte, o último Governo de José Sócrates vendeu quase 80% do património imobiliário público em apenas dois anos. Estes …

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, houve centenas de festas ilegais e álcool na rua

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, foram muitos os que ignoraram as restrições. A polícia espanhola foi obrigada a intervir em centenas de festas ilegais e numa festa ao ar livre com mais …

Casa Branca admite que EUA não poderão controlar pandemia. Biden acusa Trump de ter desistido

A Casa Branca admitiu este domingo que os EUA não poderão controlar a pandemia por ser tão contagiosa, numa mudança à postura de minimização da gravidade da crise, numa altura em que há novos recordes …

GNR obrigada a intervir no GP de Fórmula 1. Bastonário diz que evento foi um "insulto" aos profissionais de saúde

O circuito de Portimão teve de fechar algumas bancadas para garantir o distanciamento dos 27.500 espetadores autorizados pela Direção-Geral de Saúde (DGS). Pelo menos em duas foi necessária a intervenção da GNR. Em comunicado, a GNR …

Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é "incompreensível"

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que "o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda" para aprovar o Orçamento do …

Chilenos votam de forma esmagadora para substituir Constituição de Pinochet

Os chilenos votaram de forma esmagadora, este domingo, a favor de uma nova Constituição para substituir a herdada da era do ditador Pinochet, num referendo realizado um ano após uma revolta popular contra a desigualdade …