Finlândia reabre fronteiras a mais 12 países da Europa. Portugal excluído

Mahmoud Khaled / EPA

A Finlândia anunciou esta terça-feira que, a partir de 13 de julho, reabre as suas fronteiras a mais 12 países europeus com baixo índice de contágios de covid-19, usando um critério que deixa de fora Portugal e Espanha, entre outros.

A decisão do Governo finlandês, que já abrira antes as suas fronteiras à Noruega, Dinamarca e às três repúblicas bálticas – Estónia, Letónia e Lituânia -, tem por base o número máximo de oito contágios por cada 100 mil habitantes durante os últimos 14 dias, critério que, além dos países mencionados, só 12 outros europeus cumprem.

Alemanha, Áustria, Eslováquia, Eslovénia, Grécia, Hungria, Itália, Liechtenstein e Suíça, no espaço Schengen, mais a Croácia, Chipre e Irlanda, fora dele, são os países aos quais as autoridades de Helsínquia vão reabrir as suas fronteiras.

Tantos os turistas procedentes desses países como os finlandeses que regressem deles poderão entrar livremente no país sem que se lhes peça que cumpram uma quarentena de 14 dias, recomendação que continuará, porém, em vigor para os restantes Estados de todo o mundo.

O Governo finlandês aclarou que irá atualizar a lista a 10 de julho, pelo que, a partir de então, poderão ser incluídos outros países que cumpram o critério exigido por Helsínquia.

Até agora, a Finlândia, que conta com cerca de 5,5 milhões de habitantes, contabilizou 327 mortes entre os 7.155 casos de contaminação com o novo coronavírus, embora o ritmo de contágios tenha descido significativamente nas últimas semanas, restando apenas 23 pessoas internadas, duas apenas nos cuidados intensivos.

Em Portugal, com cerca de 10,28 milhões de habitantes, morreram 1.540 pessoas (mais seis desde segunda-feira) das 39.737 confirmadas (mais 345 nas últimas 24 horas).

A 20 deste mês, numa entrevista à agência Lusa, o ministro dos Negócios estrangeiros português, Augusto Santos Silva, ao reagir às decisões de alguns países nórdicos e bálticos, considerou ser “legítimo pensar-se” que a imposição de restrições aos voos entre países da União Europeia se deva a uma concorrência por mercados turísticos, dada a grave crise do setor em toda a UE.

Um dos vários indicadores

Santos Silva insistiu que o critério usado, por exemplo, pela Dinamarca – um número de infeções inferior a 20 por cada 100.000 habitantes -, é apenas um de vários indicadores e Portugal “contesta que se utilize só um indicador” e que, “a utilizar um indicador, seja este”. Refutando as restrições, Santos Silva insistiu que se baseiam em dados que não refletem a complexidade da situação epidemiológica.

O que é que é mais credível? Um país que já teve mais de 500 casos por dia e de um momento para o outro parece que deixou de ter, ou um país como a Alemanha, que teve sempre muitos casos, sempre conseguiu responder bem do ponto de vista do seu sistema de saúde, como aliás Portugal também, e que, volta meia volta, encontra novos surtos?”.

O ministro assegurou compreender que a reabertura de fronteiras na Europa “não é incondicional” e “que cada Estado-membro possa tomar as medidas que entender para garantir a máxima segurança em matéria sanitária dos seus cidadãos, residentes e visitantes”. “Não contestamos que países como a Dinamarca ou a República Checa tenham essa preocupação, o que contestamos é que utilizem apenas um indicador e um indicador inadequado”, explicou na ocasião.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 472 mil mortos e infetou mais de 9,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência AFP.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

CDS pede ao Governo "um plano de desconfinamento controlado, à inglesa"

Francisco Rodrigues dos Santos quer que o Executivo apresente um plano de desconfinamento que permita a retoma da atividade de alguns setores. Esta sexta-feira, o presidente do CDS-PP insistiu na necessidade de o Governo apresentar um …

Para os idosos que estão em lares, visitar a família sem isolamento poderá acontecer em maio

A CNIS estima que, com todos os idosos residentes em lares vacinados, maio possa ser o mês da libertação depois de mais de um ano de pandemia, confinamentos e restrições apertadas. DGS diz que orientações …

UE retalia e declara chefe da missão venezuelana "persona non grata"

A União Europeia (UE) decidiu, esta quinta-feira, declarar a chefe da missão venezuelana em Bruxelas persona non grata, respondendo ao anúncio feito por Caracas de dar 72 horas à embaixadora comunitária para abandonar o país. "Por …

Novo problema num Boeing 777 leva a aterragem de emergência na Rússia

Um Boeing 777 da companhia aérea russa Rossiya fez uma aterragem de emergência em Moscovo, esta sexta-feira, devido a um problema de motor, uma semana depois de um incidente semelhante com um aparelho do mesmo …

Covid-19. Mais 1.027 casos e 58 mortes em Portugal

Portugal registou hoje 58 mortes e 1.027 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico desta sexta-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de 1.027 novos …

Costa anuncia "passaporte sanitário" para circulação na UE (e aposta em novos modelos económicos)

O primeiro-ministro António Costa anunciou esta sexta-feira que a Comissão Europeia vai preparar um documento para facilitar a circulação entre países da União Europeia (UE). Segundo avançou o Correio da Manhã, este "passaporte sanitário", que estará …

Vírus já circulava "de forma silenciosa" em Portugal em fevereiro (e veio principalmente do Reino Unido)

O Reino Unido, com mais casos, e a Itália, com mais peso na transmissão comunitária, foram os países com maior impacto no início da pandemia de covid-19 em Portugal, revela esta sexta-feira um estudo do …

Morreu Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto

Alfredo Quintana, guarda-redes de andebol do FC Porto, faleceu esta sexta-feira, aos 32 anos. O internacional português sofreu uma paragem cardiorrespiratória no treino de segunda-feira. Alfredo Quintana, guarda-redes da equipa de andebol do FC Porto e …

Rainha de Inglaterra encoraja população a ser vacinada. Processo é "inofensivo"

A rainha de Inglaterra, Isabel II, encorajou esta sexta-feira as pessoas a serem vacinadas contra a covid-19, garantindo que a injeção é rápida, inofensiva e vai ajudar a proteger todos os cidadãos contra a doença. Numa …

Oposição interna do BE critica direção e "perda de influência política" (e prepara moção)

O Movimento Convergência, uma fação informal do Bloco de Esquerda, está a preparar uma moção para levar a debate na XII Convenção Nacional do partido.  Em causa estão, de acordo com o jornal Público, a insatisfação …