Encerramento das escolas deve ser avaliado “caso a caso”

Manuel de Almeida / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido, com a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas

A diretora-geral da Saúde anunciou, esta quarta-feira, em conferência de imprensa, que o encerramento das escolas deverá ser avaliado “caso a caso”.

Quase seis horas depois de reunião, a ministra da Saúde, Marta Temido, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, e Jorge Torgal, membro do Conselho Nacional de Saúde Pública, realizaram uma conferência de imprensa, no Ministério da Saúde, para fazer um novo balanço sobre o coronavírus.

O Conselho Nacional de Saúde Pública recomendou que não se encerrem todas as escolas, nem os museus e outros equipamentos culturais a não ser por determinação das autoridades de saúde, bastando, para já, a limitação de visitas.

“Só se justifica o encerramento total de estabelecimentos de ensino por determinação expressa das autoridades de saúde”, declarou Jorge Torgal aos jornalistas.

A diretora-geral da Saúde esclareceu que o encerramento das escolas deverá ser avaliado “caso a caso”, considerando que “não podemos estar antecipadamente a criar medidas desproporcionadas”.

Antes, em Berlim, o primeiro-ministro, António Costa, tinha garantido que “esta noite não vai seguramente ser decretado nada porque haverá a decisão do Conselho Nacional da Saúde Pública”.

“Amanhã haverá uma reunião do Conselho de Ministros e, nessa altura, serão adotadas as orientações que tivermos de adotar”, acrescentou.

Na quinta-feira, o chefe do Executivo vai reunir com todos os partidos para informá-los sobre as medidas tomadas por causa do coronavírus.

Sobre a declaração de pandemia por parte da Organização Mundial de Saúde (OMS), Graça Freitas diz que é normal e que “se limitou a formalizar uma situação que já existia, que era conhecida”.

Questionada sobre as enchentes nas praias, esta quarta-feira, a ministra da Saúde relembrou que “não estamos em contexto de férias escolares“. “Cada um de nós tem de ser responsável. Há regras claras e é preciso respeitar as medidas de isolamento social”.

DGS admite que já há mais casos confirmados

A DGS confirmou, esta manhã, que foram diagnosticados 59 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus. Este número representa um salto de 18 novos casos comparativamente ao boletim epidemiológico de ontem.

Esta noite, Graça Freitas admitiu que estes números já estão desatualizados e que “a esta hora já há mais casos confirmados“, no entanto, para não haver duplicação de casos, a responsável anunciou que ficou decidido que a DGS só vai dar números uma vez por dia.

Destes novos casos, não se sabe ainda se “três ou quatro” pertencem às seis cadeias de contágio já identificadas.

O semanário Expresso noticiou que o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, descobriu dois casos de Covid-19 entre doentes internados já há vários dias. Trata-se de dois homens, com mais de 60 anos, que estavam hospitalizados com um diagnóstico de pneumonia mas só agora foi descoberta a origem da infeção.

O jornal observou que o objetivo passa por travar a propagação da doença no interior da unidade hospitalar, recordando que foi assim que o surto em Itália teve início. Porém, de acordo com o Diário de Notícias, a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) acusou o Hospital de Santa Maria de “não colocar em isolamento os profissionais de saúde que tiveram contacto direto” com os doentes infetados.

Questionada sobre estes dois casos, a diretora-geral da Saúde confirmou que estes casos surgiram depois de já estarem internados. “Os hospitais foram pesquisar doentes que tinham internados”. E apelou: “Temos de ter confiança nas autoridades de saúde”.

Em relação às acusações da FNAM, a responsável disse que os “hospitais cumprem os protocolos e protegem os seus profissionais”.

Sobre a informação que circulou durante a tarde, nas redes sociais, de uma eventual morte, a diretora-geral da Saúde garantiu que essa informação não é verdadeira. “Não vamos esconder a informação nem esperar pela hora do Telejornal”.

O Centro Hospital e Universitário de Coimbra (CHUC) também confirmou o seu primeiro caso, o que levou ao encerramento do serviço de infeciologia.

A agência Lusa também avançou que um comandante da White Airways, que realizou na terça-feira um voo pela TAP, de Madrid para o Porto, também está infetado e internado no Hospital de São João.

A ministra da Saúde, Marta Temido, disse, hoje, numa audição no Parlamento que o número de casos tinha aumentado, sem quantificar o valor exato. A governante reconheceu não será possível conter o contágio de infeções por Covid-19 por muito mais tempo. “É inevitável que entremos na fase de mitigação dentro de horas ou dias” porque “a evolução da situação está a ser muito rápida”.

Hoje, o Conselho Superior de Magistratura (CSM) anunciou que os tribunais vão estar parados e só vão realizar processos e diligências urgentes, “nos quais estejam em causa direitos fundamentais”.

Itália fecha todos os estabelecimentos não essenciais

As autoridades italianas ordenaram o encerramento de todos os estabelecimentos comerciais à exceção dos de primeira necessidade, como supermercados ou farmácias, para conter a propagação do novo coronavírus.

“Itália será sempre uma zona única, uma zona protegida. Dispomo-nos encerrar toda a atividade comercial, com exceção dos negócios de primeira necessidade e farmácias”, anunciou o primeiro-ministro, Giuseppe Conte, em conferência de imprensa.

Segundo Conte, “não é necessário sair a correr do supermercado depois de fazer as compras” e, portanto, se todos respeitarem estas regras, “o país sairá rapidamente [do estado] de emergência” desencadeado pela doença Covid-19.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. fechar as escolas para prevenir a propagação do virus e depois os estudantes vao todos para a praia, rssss
    que rica medida de prevençao

    • Mesmo, mal ou bem enquanto não houverem casos suspeitos nas escolas os miúdos estão melhor lá q nos centros comerciais ou em espaços lotados de gente q não se sabe por onde andou.

  2. Pobre Gracinha que não conseguiu ficar a cuidar das netas.

    As escolas já deviam ter fechado há muito por uma questão de controlo da epidemia.
    Só mesmo num país de mentecaptos que se estão pouco marimbando para a saúde dos outros é que isso não acontece.

RESPONDER

França investe oito mil milhões de euros para aumentar profissionais de saúde

O Governo francês anunciou, esta segunda-feira, que vai disponibilizar quase oito milhões de euros para que os profissionais de saúde possam ter aumentos salariais.  De acordo com a rádio Renascença, a medida foi anunciada pelo novo …

Máscaras e luvas usadas para proteger contra covid-19 enchem rios europeus

Os principais rios da Europa estão cheios de máscaras cirúrgicas e luvas médicas descartadas por pessoas que utilizaram estes equipamentos para se protegem contra o novo coronavírus, denunciaram cientistas. Segundo noticiou na segunda-feira a agência AFP, …

Dez milhões de crianças "podem nunca voltar à escola" após coronavírus

A pandemia de coronavírus causou uma "emergência educacional sem precedentes", com 9,7 milhões de crianças afetadas pelo encerramento de escolas em risco de nunca voltar às aulas, alertou na segunda-feira a Organização Não Governamental (ONG) …

Nos Estados Unidos, há uma máquina obsoleta a dificultar a resposta à pandemia. Chama-se fax

O facto de vários departamentos de saúde pública norte-americanos ainda utilizarem o fax para trocarem informação com hospitais, centros de saúde e laboratórios que realizam testes de deteção do novo coronavírus é um grande problema …

Uber passa a estar disponível em todo o país

A plataforma de transporte pode, a partir desta terça-feira, ter operadores em todo o território nacional, considerando ser um passo importante num contexto em que o turismo interno ganha relevância, no âmbito da pandemia da …

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …