OMS declara pandemia de Covid-19

Wu Hong / EPA

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou, esta quarta-feira, o surto do novo coronavírus como pandemia.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acabou de declarar o surto do novo coronavírus como pandemia. Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, revelou que há mais de 118 mil casos em 114 países diferentes e 4291 mortos.

“Podemos esperar que o número de casos, mortes e países afetados aumente“, afirmou o diretor-geral, acrescentando que a declaração de pandemia se deve aos “níveis alarmantes de propagação e inação”.

“Os países podem ainda mudar o curso desta pandemia se detetarem, testarem, tratarem, isolarem, rastrearem e mobilizarem as pessoas na resposta”, ressalvou Tedros Adhanom Ghebreyesus, na sede da OMS, em Genebra, na Suíça.

Na segunda-feira, a organização já tinha referido esta possibilidade, depois de o número de casos ter superado os 100 mil contágios em mais de 100 países. Recorde-se que a OMS declarou a última pandemia global, em 2009, com a gripe A.

De acordo com o Diário de Notícias, que cita a Comissão Nacional de Saúde da China, o país registou, esta terça-feira, 24 novos casos de Covid-19, incluindo dez “importados”, ao mesmo tempo que morreram 22 pessoas.

Até à meia-noite de quarta-feira, a China continental contabilizava 80.778 infetados e 3158 mortos. Todas as mortes e 13 dos novos casos foram registados na província de Hubei, epicentro da epidemia, onde várias cidades permanecem em quarentena.

Também a Coreia do Sul anunciou, esta quarta-feira, um aumento do número de infetados, o que acontece pela primeira vez em cinco dias, ao registar mais 242 casos e seis mortos. Os dados avançados pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças elevam para 7755 o número total de pessoas infetadas e 60 vítimas mortais.

Na Indonésia, as autoridades reportaram a primeira morte, uma britânica com 53 anos, em Bali, que tinha sido 25.º caso confirmado no país, disse o diretor-geral de controlo e prevenção de doenças do Ministério da Saúde, Achmad Yurianto.

O número de casos na África do Sul subiu para 13, entre os quais um homem de 40 anos que regressou de Portugal, anunciou em comunicado o ministro da Saúde, Zweli Mhize.

A Turquia anunciou, hoje, o seu primeiro caso num homem regressado da Europa. Sem adiantar pormenores sobre o caso, o ministro da Saúde, Fahrettin Koca, disse que o paciente se encontra em isolamento, bem como familiares e outras pessoas que estiveram em contacto direto com o indivíduo.

No Panamá, a ministra da Saúde, Rosario Turner, confirmou a existência de oito casos, incluindo a ocorrência de uma morte.

O Irão anunciou a morte de mais 63 pessoas infetadas, elevando o total para 354 mortos. As autoridades iranianas também identificaram 958 novos casos, elevando o total para cerca de nove mil.

O Líbano registou uma segunda morte devido ao novo coronavírus, entre os 61 casos de contaminação já registados, anunciou o Ministério da Saúde.

Terça-feira foi o dia com mais mortes em Itália

Itália, o país da Europa mais atingido pelo coronavírus, aumentou o número de mortes para 631 e o número de casos para mais de dez mil. Esta terça-feira foi o dia mais mortal em território italiano, com 168 mortes e mais 977 novos casos.

No Reino Unido, soube-se que a Secretária de estado da Saúde, Nadine Dorries, está infetada. Nos últimos dias, a governante contactou com centenas de pessoas, incluindo o primeiro-ministro Boris Johnson. Na terça-feira, uma sexta pessoa morreu no país, que já tem um total de 382 casos.

A chanceler alemã, Angela Merkel, declarou que, segundo estimativas de especialistas, até 70% da população alemã pode ser infetada pelo coronavírus, insistindo na necessidade de medidas para retardar a sua propagação e para revitalizar a economia do país. As autoridades alemãs confirmaram três mortes e 1622 infeções.

Espanha registou, até esta quarta-feira, 47 mortos provocados pelo coronavírus e 2002 pessoas estão infetadas, a maior parte na região de Madrid, segundo a atualização dos números feita pelo Ministério da Saúde.

Na Bélgica, três pessoas morreram: Um paciente de 90 anos, um paciente de 73 anos e um paciente de 86 anos, dois em Bruxelas e um na região da Flandres.

Nos Estados Unidos, o famoso festival de música Coachella, um dos mais importantes do mundo, adiou a sua edição de abril para outubro como medida de prevenção face ao surto do novo coronavírus. O país já tem 1051 casos confirmados.

Nova Iorque colocou a National Guard em campo para ajudar a conter a propagação Covid-19. “É uma ação dramática, mas é a maior área metropolitana do país. É literalmente uma questão de vida ou de morte”, disse o governador Andrew Cuomo.

No desporto, há vários jogos de futebol cancelados ou à porta fechada e, atualmente, há a possibilidade de o Covid-19 ter chegado à Formula 1.Três elementos da McLaren e da Haas foram testados devido à suspeita de terem contraído Covid-19.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vacina russa chama-se "Sputnik V" e foi já pedida por 20 países

A vacina russa contra a covid-19, cujo registo foi esta terça-feira anunciado pelo Presidente, Vladimir Putin, chama-se "Sputnik V", vai começar a ser fabricada em setembro e já foi encomendada por 20 países. De acordo com …

Rui Pinto no Twitter: "Travessia do deserto” terminou mas a “luta continua”

Rui Pinto assumiu que a “árdua e longa ‘travessia do deserto’” chegou ao fim, aludindo à sua libertação, mas avisou que “a luta continua”, pois Portugal “continua um paraíso para a grande corrupção” e branqueamento …

PJ deteve suspeita de atear fogo florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher de 57 anos suspeita de atear um incêndio florestal registado em 4 de agosto no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no concelho de Terras de Bouro. Em …

Mais duas mortes e 120 novos casos. Lisboa com 60% dos novos infetados

Portugal regista esta segunda-feira mais duas mortes, 120 novos casos de infeção por covid-19 e 160 curados em relação a segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). O número de pessoas internadas é …

Encontrado cadáver com 30 anos em mansão abandonada em Paris

As obras de reforma numa mansão abandonada em Paris tiveram de ser suspensas inesperadamente depois de trabalhadores terem descoberto um cadáver a decompor-se na cave há 30 anos. De acordo com o jornal britânico The Guardian, …

Quase cem mil crianças contraíram a covid-19 em apenas duas semanas nos Estados Unidos

Noventa e sete mil crianças norte-americanas foram identificadas como infetadas com o novo coronavírus (covid-19) nas últimas semanas de julho. Os números relativos a estas duas semanas são avançados pela empresa norte-americana, que cita um relatório …

A1 terá novo acesso em Grijó no sentido sul/norte em 2021

A autoestrada A1 terá em 2021 um novo acesso em Grijó, concelho de Vila Nova de Gaia, no sentido sul/norte, revelou esta segunda-feira o presidente da autarquia que acredita que, com este projeto, o nó …

Tiros em frente à Casa Branca levam à retirada de Trump de conferência de imprensa

Um agente do Serviço Secreto retirou, esta segunda-feira, o Presidente norte-americano da sala na Casa Banca na qual estava a começar uma conferência de imprensa. O período em que Donald Trump esteve fora da sala foi …

Nani candidato a melhor jogador nos Estados Unidos

Internacional português e o colega João Moutinho (este para melhor jovem) estão na corrida para os prémios e também para o onze. Os futebolistas portugueses Nani e João Moutinho, ambos do Orlando City, estão entre os …

102 dias depois, coronavírus regressa à Nova Zelândia

A Nova Zelândia anunciou a sua primeira infeção por coronavírus transmitida localmente em 102 dias esta terça-feira, o que levou a primeira-ministra do país a emitir uma ordem de confinamento em Auckland, a maior cidade …