Exército vai encerrar Paióis de Tancos

Paulo Cunha / Lusa

Guarita abandonada no complexo militar de Tancos

O general Rovisco Duarte informou o primeiro-ministro e o ministro da Defesa de que o exército vai encerrar Tancos e está à procura de um local alternativo para os Paióis Nacionais.

Segundo a edição deste sábado do jornal Expresso, os Paióis Nacionais de Tancos, instalações de armazenamento do Exército de onde no fim do mês passado foram roubadas granadas de mão e outras armas de guerra, vão ser encerrados.

A decisão terá sido comunicada esta terça-feira ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Defesa, Azeredo Perdigão, pelo chefe do Estado-Maior do Exército, general Rovisco Duarte, que adiantou que o exército estava neste momento à procura de local alternativo para acolher os Paióis Nacionais.

Segundo revela o semanário, entre as razões que terão levado o exército a encerrar as instalações de Tancos estará a exposição do local à entrada de elementos exteriores e o “perigo de novos roubos“.

O Exército confirmou entretanto que “está a colaborar com a tutela na busca de soluções que permitam melhorar a situação no futuro”, declarou o seu porta-voz em declarações ao mesmo jornal.

No dia 29 de junho, o Exército revelou que granadas de mão ofensivas e munições de calibre 9 milímetros desapareceram de dois paiolins nas instalações militares dos Paióis Nacionais de Tancos, tendo sido detectada uma violação dos perímetros de segurança das instalações o arrombamento de dois paiolins.

Segundo comentou na ocasião o general Loureiro dos Santos, um roubo desta natureza e dimensão só pode ter acontecido devido a “uma falha de segurança, que nos deve preocupar a todos”. O General confirmou que o sistema de videovigilância da instalação militar está avariado há dois anos.

Os paióis tinham no seu interior mísseis Milan e TOW, que não foram roubados. Segundo o chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas, Artur Pina Monteiro, as granadas roubadas em Tancos eram obsoletas e valiam apenas 34 mil euros.

O incidente provocou a exoneração dos cinco comandantes das unidades responsáveis pela segurança dos paióis de Tancos e lançou o Exército na sua “maior crise de sempre“, com generais de costas voltadas.

ZAP //

6 COMENTÁRIOS

  1. Lol. Já estávamos à procura de um outro local…isso quer dizer o quê? Antes do roubo? Mais uma para falar o sol com a peneira. E a solução é saírem daí? Porquê? Enquanto não eram roubados e a vidiovigilancia não funcionava à 2 anos dava e agora já não dá mais? Então vao2 para um sitio tipo bunker, onde não é preciso vidiovililancia, e é só uma porta com um guarda onde é preciso 2 chaves especiais para abrir a porta?. Não sairá mais barato ao estado arranjar o sistema de videovigilancia e mais uns “arames farpados”…digo eu.

  2. Dizes tu e dizes bem! Mas ainda ninguém percebeu que eles arranjam sempre uma forma de esbanjar dinheiro e de fazer mais disparates!? Arranjar outro local para que?!!? Para ter mais gastos?!? Aquele não serve porque?! Mais uma maneira de gastar dinheiro.. Estes não acertam uma! Só disparates! lol…

  3. Finalmente uma boa decisão. Assim sim, já não haverá roubos no Paiol de Tancos…
    Faz lembrar a solução para acabar com o roubo das caixas de multibanco nos tribunais: desde que as proibiram nos tribunais, nunca mais houve assaltos a caixas multibanco nos tribunais. Se a moda pega…

  4. Quanto a mim a solução ideal é que cada militar leve para casa uma munição ou arma e deposite debaixo da cama, no dia seguinte leva-a de novo para o quartel e também poderá ficar debaixo da cama na caserna, sobretudo em casa ainda ficam com a vantagem de estarem armados contra os ladrões que proliferam pelo país.

RESPONDER

Adeus, Mr. Charles Bradley

Foi através das redes sociais de Charles Bradley que o mundo ficou a saber da morte do músico norte-americano, aos 68 anos. O dono da marcante voz do soul morreu, vítima de cancro no estômago. Há …

Relatório sobre Tancos é tão secreto que ninguém sabe quem o fez

O primeiro-ministro, António Costa, reiterou esta noite desconhecer o relatório noticiado pelo Expresso sobre o furto de armas em Tancos, sublinhando que o documento não pertence a "nenhum organismo oficial" do Estado. “Não sei a que …

Benfica vs P. Ferreira | Artilharia com excesso de pontaria

O Benfica regressou às vitórias, após três jogos sem vencer. A vítima foi o Paços de Ferreira, que perdeu por 2-0 no Estádio da Luz, perante uma “águia” a querer responder à “crise” com muito …

Moreirense vs Sporting | Machadada na série leonina

O Sporting perdeu os primeiros pontos no campeonato ao empatar, por 1-1, na deslocação ao terreno do Moreirense. Sem Acuña, a equipa “leonina” revelou grandes dificuldades durante toda a partida, acabando por marcar apenas num autogolo, …

México registou 4287 réplicas do sismo de dia 7

O Serviço Sismológico Nacional (SSN) do México registou 4.287 réplicas do terramoto de dia 07, que abanou o centro e sul do país, informou hoje a diretora do centro, Xyoli Pérez Campos. Em conferência de imprensa, …

Autocarro eléctrico fez 1772km com uma só carga

Para que a transição para os veículos eléctricos seja total é necessário demonstrar a sua viabilidade como alternativa para todo o tipo de veículos, e a Proterra acaba de demonstrar que a autonomia não é …

TAP cancela Londres/Porto por falta de tripulação

A TAP cancelou hoje um voo entre Londres e o Porto, por não ter tripulação suficiente, confirmou à Lusa fonte oficial da companhia aérea, após relatos de passageiros que não puderam voar. A empresa explicou que …

Vice-presidente angolano arrasa Portugal e deixa relações por um fio

A defesa de Manuel Vicente, vice-presidente cessante de Angola, atira-se ao Ministério Público português, acusando-o de mentir e de violar a Lei Internacional, no âmbito do processo em que o governante é acusado de corrupção. O …

Ministério Público abre inquérito ao “apagão” dos 10 mil milhões para offshores

O Ministério Público decidiu abrir um inquérito ao 'apagão' informático que entre 2011 e 2014 permitiu que quase 10.000 milhões de euros fossem transferidos para offshores sem passar pela Autoridade Tributária, embora os bancos tenham …

Exército cercou favela da Rocinha (e nem assim acaba a "guerra do Rio")

As Forças Armadas do Brasil cercaram a comunidade da Rocinha, uma grande favela do Rio de Janeiro onde vivem pelo menos 70 mil pessoas. A decisão foi tomada pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, com …