Operação Marquês. Ex-administrador do Grupo Lena nega “luvas” a Sócrates

António Cotrim / Lusa

O ex-administrador do Grupo Lena e atual presidente da Comissão Executiva do Grupo NOV, Joaquim Paulo Conceição

O ex-administrador do Grupo Lena Joaquim da Conceição foi esta quinta-feira inquirido, como testemunha, e disse que o grupo de Leiria nunca subornou o antigo primeiro-ministro José Sócrates, o principal arguido da Operação Marquês, revelou fonte ligada ao processo à agência Lusa.

O antigo representante negou também a tese do Ministério Público, que sustenta que o Grupo Lena terá entregue seis milhões de euros ao antigo primeiro-ministro socialista. Na prática, avança a SIC Notícias, a testemunha repetiu ao juiz o que já tinha dito ao MP: do Grupo Lena nunca saíram “luvas” para José Sócrates.

Joaquim Paulo da Conceição, que chegou a ser arguido da Operação Marquês, foi chamado a depor na fase de instrução pelo advogado do ex-administrador do grupo Lena Joaquim Barroca e das empresas do grupo arguidas neste processo, que considerou essencial o seu depoimento após o antigo primeiro-ministro ter sido interrogado nessa fase.

Para o advogado Castanheira Neves, o depoimento de Joaquim Paulo era importante “para esclarecer toda a factualidade inerente às sociedades [do grupo Lena]”.

O advogado disse que chamou Joaquim Paulo a depor depois de terem sido “projetados para o processo todos os factos que estavam por esclarecer”. Joaquim Paulo da Conceição era o representante legal do grupo leiriense, mas acabou por não ser visado no processo.

Já a empresa que liderava e outras subsidiárias (Lena SGPS, Lena Engenharia e Construções SA e Lena Engenharia e Construção SGPS) são acusadas de corrupção ativa, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada.

Entendeu o Ministério Público que “nunca se percebeu, a não ser para melhor assegurar a sua defesa enquanto cidadão e profissional, a razão da constituição como arguido de Joaquim Paulo da Conceição, que na altura dos pretensos factos nem sequer exercia funções na ‘holding’ do Grupo Lena”.

O ex-administrador do grupo Lena Joaquim Barroca, será o último arguido do processo a ser interrogado, a seu pedido, nesta fase, a 18 de fevereiro.

Joaquim Barroca está acusado de corrupção ativa de titular de cargo político, corrupção ativa, branqueamento de capitais, falsificação de documento e fraude fiscal qualificada consta de um despacho do juiz de instrução Ivo Rosa, que reservou também o dia seguinte, caso a diligência se prolongue.

O debate instrutório está marcado para os dias 4, 5, 6 e 9 de março, podendo prolongar-se para 11, 12 e 13 do mesmo mês. O processo Operação Marquês tem 28 arguidos – 19 pessoas e nove empresas – pela prática de 188 de crimes económico-financeiros.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Preços das casas não subiam tanto há mais de dois anos

Os preços da habitação registaram uma subida de 2,5% em relação ao mês anterior. Não subiam tanto há mais de dois anos. O preço de venda das casas em Portugal Continental registou um aumento de 2,5% …

Tragédia de Pedrógão pode "repetir-se em vários locais deste país"

Após quatro anos do grande incêndio que vitimou 66 pessoas, a região de Pedrógão Grande está de novo em ponto de combustão. A 17 de junho de 2017 o incêndio de Pedrógão Grande matou 66 …

"Apocalipse dos insetos". Novos dados associam queda de população a barragens

A população de insetos está em declínio, naquilo a que chamam de "Apocalipse dos insetos". Um novo estudo associa este problema às barragens. Os insetos são o grupo de animais mais numeroso do planeta. Existem cerca …

PS com o pior resultado desde março de 2020. Direita rejubila

Na nova sondagem da Intercampus, realizada para o Jornal de Negócios e o CM/CMTV, todos sobem nas intenções de voto menos o PS. A mais recente sondagem da Intercampus, realizada para o Jornal de Negócios e …

Nova tabela de preços da ADSE adiada para setembro

A nova tabela de preços da ADSE sofreu mais um adiamento e só entrará em vigor em setembro, revelou a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão. A nova tabela de preços …

Vacinação da faixa etária 20-29 começa a "meio de julho"

No habitual espaço de comentário na SIC, este domingo à noite, Luís Marques Mendes anunciou que a vacinação dos jovens entre os 20 e os 29 anos vai, afinal, começar a "meio de julho". A vacinação …

Cientistas descobrem compostos promissores para tratar cancro do fígado mortal

Investigadores descobriram algumas classes de terapêuticos que destroem as células tumorais fibrolamelares que crescem em ratos e testaram-nas em células humanas extraídas de tumores. As opções de tratamento para o cancro do fígado mortal, chamado carcinoma …

Governo sueco na corda bamba. Moção de censura pode fazê-lo cair

Depois de, neste domingo, ter falhado a tentativa de acordo parlamentar, o Governo sueco enfrenta hoje uma prova de fogo. Esta segunda-feira, o Governo da Suécia pode cair se o Parlamento aprovar a moção de censura. Segundo …

Conseguirão os humanos compreender baleiês? Cientistas acreditam que sim

Uma equipa de investigadores está a tentar recolher e decifrar os sons emitidos por cachalotes, para compreender a sua linguagem. Os cachalotes estão entre os animais mais barulhentos do planeta, produzindo sons de rangidos, batidas e …

NASA regressa a Vénus para perceber se o planeta já foi habitável no passado

A NASA está a regressar a Vénus para aprender como é que o planeta se tornou um deserto quente e venenoso — e se o planeta já foi habitável no passado. A NASA está finalmente a …