Estivadores: “Há limites para tudo” , diz António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou que sexta-feira haverá “um grande esforço negocial” para tentar resolver a greve dos estivadores, mas avisou que há “limites para tudo” e que será encontrada uma solução – mesmo que não seja negociada.

“Esta sexta-feira faremos um grande esforço negocial ao longo do dia, mas há limites para tudo, e se a solução não for uma solução negociada, terá que ser encontrada outra, como a que já tivemos que recorrer para permitir a retirada dos contentores que lá estavam retidos”, disse António Costa.

“Perante cada dificuldade, o Governo tem tido capacidade de a resolver“, assegurou o primeiro-ministro.

“E é assim que também faremos relativamente à situação da greve dos estivadores, que se arrasta há quatro anos. O funcionamento do Porto de Lisboa é capital para o conjunto da economia do país”, disse António Costa, em declarações esta quinta-feira aos jornalistas.

Os operadores do Porto de Lisboa anunciaram na segunda-feira a intenção de avançar com um despedimento coletivo por redução da atividade, depois de ter sido recusada uma proposta de acordo de paz social.

No dia seguinte, o presidente do Sindicato dos Estivadores, António Mariano classificou de “terrorismo psicológico” e “atentado ao Estado de direito” o anúncio desse despedimento coletivo, assim como a presença da PSP no Porto de Lisboa para acompanhar a retirada de contentores retidos.

A greve dos estivadores é a todo o trabalho suplementar em qualquer navio ou terminal, recusando trabalhar além do turno, aos fins de semana e feriados.

A paralisação tem sido prolongada através de sucessivos pré-avisos devido à falta de entendimento entre estivadores e operadores portuários sobre o novo contrato coletivo de trabalho.

De acordo com o último pré-aviso, a greve vai prolongar-se até 16 de junho.

/Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. AHhhaaaá dito por este pastor de esquerda não é de levar a sério… nem ele sabe o q são limites na Assembleia. É por eset e por outras (olhos bugalhudos Centralina Martins ou de brinco na orelha de porco PS q isto vai como vai está como está na hora da Morte e já nem existe o Chaves para sustentar os Maduros=Sócas. Façam o favor de se safarem… seus Marcelos !!

  2. Dezembro de 2015. Paulo Portas pergunta a António Costa, no Parlamento, o que vai fazer para resolver a greve (anunciada) dos estivadores do porto de Lisboa. A greve, dizia o então líder do CDS, ia por em causa as exportações e afastar armadores do porto da capital. O primeiro-ministro não perdeu tempo e atirou: “Há limites para a alergia à greve, ao direito à greve e à função dos sindicatos em Portugal”.

  3. Fora com os estivadores comunas que estão a arruinar a economia do país e nos vão por todos a pagar os prejuízos que causam. Deviam emigrar para a Coreia do Norte, que é um dos poucos países comunistas que ainda restam. O Kim Jong-un tratava deles.

RESPONDER

Estado paga subsídio de refeição em teletrabalho. No privado, os patrões estão confusos

Mesmo à distância, os funcionários públicos mantêm o direito ao subsídio de refeição. No privado, a confusão mantém-se e os patrões estão divididos. De acordo com o secretário-geral da UGT, alguns patrões do privado estão a …

UEFA não quer campeonatos a seguir o exemplo belga

A UEFA reprovou a decisão da Liga de futebol da Bélgica que, esta quinta-feira, recomendou que se dê por terminada a época e se atribua o título ao Club Brugge.  Numa carta conjunta com a Associação de Clubes …

Boris Johnson em cheque. Desta vez, por causa da quantidade ínfima de testes

A pandemia de covid-19 está a ser um calvário político para Boris Johnson. O primeiro-ministro britânico tem sido alvo de várias críticas, sendo que a última tem a ver com a quantidade ínfima de testes …

EUA com pior recorde mundial diário de mortes. 10 milhões perderam o emprego

Os Estados Unidos registaram, esta quinta-feira, 1169 mortes em 24 horas causadas pela covid-19, o pior recorde mundial diário, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins. O número recorde de mortes em 24 horas …

Real Madrid sonda Maximiano. Sporting quer blindá-lo com cláusula de 60 milhões

O Real Madrid está atento a Luís Maximiano, o guarda-redes de 21 anos do Sporting. Os 'leões' querem blindar o jogador com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. O Real Madrid está interessado …

Lares britânicos recomendam idosos a assinar cláusula de "não-reanimação"

Lares britânicos recomendaram aos mais velhos que assinassem uma cláusula de "não-reanimação" para que as camas dos hospitais não fossem ocupadas por pessoas com uma menor probabilidade de sobreviver. No Reino Unido, surgem denúncias de que …

Costa admite segunda onda de covid-19. E dá 4 de maio como limite para normalizar ensino

Esta sexta-feira, em entrevista à Rádio Renascença, o primeiro-ministro disse que não é altura de se "baixar a guarda" e assegurou que a decisão mais difícil é a da reabertura das escolas. Para vencer esta batalha …

Encontradas centenas de garrafas de cerveja tóxica da era vitoriana

Mais de 600 garrafas de cerveja com cerca de 140 anos foram encontradas no Reino Unido. Muitas ainda continham cerveja, que estava contaminada com elevados níveis de chumbo. Uma equipa de arqueólogos encontrou mais de 600 …

Há um fármaco, ainda em teste, que bloqueia efeitos da covid-19

Investigadores conseguiram decifrar como o SARS-CoV-2 interage e infeta as células humanas do rim e, a partir daí, começaram a testar o potencial do fármaco. Investigadores de um estudo internacional identificaram um fármaco, em fase clínica …

Europa quer usar Mecanismo Europeu de Estabilidade (e Centeno pode ir buscar 6 mil milhões)

O jornal espanhol El País revelou algumas das medidas de apoio às economias da Zona Euro que estão a ser preparadas pelo Eurogrupo. Portugal pode aceder a 6,3 mil milhões de euros. Os ministros da Finanças …