Estivadores: “Há limites para tudo” , diz António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou que sexta-feira haverá “um grande esforço negocial” para tentar resolver a greve dos estivadores, mas avisou que há “limites para tudo” e que será encontrada uma solução – mesmo que não seja negociada.

“Esta sexta-feira faremos um grande esforço negocial ao longo do dia, mas há limites para tudo, e se a solução não for uma solução negociada, terá que ser encontrada outra, como a que já tivemos que recorrer para permitir a retirada dos contentores que lá estavam retidos”, disse António Costa.

“Perante cada dificuldade, o Governo tem tido capacidade de a resolver“, assegurou o primeiro-ministro.

“E é assim que também faremos relativamente à situação da greve dos estivadores, que se arrasta há quatro anos. O funcionamento do Porto de Lisboa é capital para o conjunto da economia do país”, disse António Costa, em declarações esta quinta-feira aos jornalistas.

Os operadores do Porto de Lisboa anunciaram na segunda-feira a intenção de avançar com um despedimento coletivo por redução da atividade, depois de ter sido recusada uma proposta de acordo de paz social.

No dia seguinte, o presidente do Sindicato dos Estivadores, António Mariano classificou de “terrorismo psicológico” e “atentado ao Estado de direito” o anúncio desse despedimento coletivo, assim como a presença da PSP no Porto de Lisboa para acompanhar a retirada de contentores retidos.

A greve dos estivadores é a todo o trabalho suplementar em qualquer navio ou terminal, recusando trabalhar além do turno, aos fins de semana e feriados.

A paralisação tem sido prolongada através de sucessivos pré-avisos devido à falta de entendimento entre estivadores e operadores portuários sobre o novo contrato coletivo de trabalho.

De acordo com o último pré-aviso, a greve vai prolongar-se até 16 de junho.

/Lusa

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. AHhhaaaá dito por este pastor de esquerda não é de levar a sério… nem ele sabe o q são limites na Assembleia. É por eset e por outras (olhos bugalhudos Centralina Martins ou de brinco na orelha de porco PS q isto vai como vai está como está na hora da Morte e já nem existe o Chaves para sustentar os Maduros=Sócas. Façam o favor de se safarem… seus Marcelos !!

  2. Dezembro de 2015. Paulo Portas pergunta a António Costa, no Parlamento, o que vai fazer para resolver a greve (anunciada) dos estivadores do porto de Lisboa. A greve, dizia o então líder do CDS, ia por em causa as exportações e afastar armadores do porto da capital. O primeiro-ministro não perdeu tempo e atirou: “Há limites para a alergia à greve, ao direito à greve e à função dos sindicatos em Portugal”.

  3. Fora com os estivadores comunas que estão a arruinar a economia do país e nos vão por todos a pagar os prejuízos que causam. Deviam emigrar para a Coreia do Norte, que é um dos poucos países comunistas que ainda restam. O Kim Jong-un tratava deles.

Professores regressam à greve ao trabalho extraordinário

A paralisação poderá comprometer as avaliações intercalares dos alunos, alertam os sindicatos que pedem o cumprimento do horário de 35 horas semanais. A greve dos professores ao trabalho extraordinário regressa esta segunda-feira às escolas, sem data …

Caos na Síria. Bombardeamentos turcos levam à fuga de centenas de militantes do Daesh presos

Cerca de 800 militantes do Daesh fugiram neste domingo da prisão de Ain Issa, de acordo com a administração autónoma curda, que acusa a Turquia de ter dado “cobertura aérea” para que a fuga fosse …

Supremo Tribunal espanhol reativa mandado de detenção europeu contra Puigdemont

Um juiz do Supremo Tribunal de Justiça espanhol, Pablo Llarena, aceitou o pedido do Ministério Público e reativou o mandado de detenção europeu para a extradição de Carles Puigdemont. O ex-Presidente do governo regional da Catalunha …

A partir de agora, os saldos têm mesmo que ser saldos

Já estão em vigor as alterações à lei relativa aos saldos e promoções. As novas normas definem que um produto vendido em saldo ou promoção não pode ter um preço mais alto do que o …

Marcelo Rebelo de Sousa critica "instrumentalização do medo" pelo poder

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse hoje haver demasiados poderes com medo que o medo acabe, considerando a "instrumentalização do medo" para acorrentar os outros como um problema na ordem do dia. “Há …

CGTP ameaça Costa: “Ou dá resposta às reivindicações ou conta com contestação” nas ruas

O secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, defendeu a alteração das leis laborais e o aumento do salários na próxima legislatura, avisando que caso estas reivindicações não sejam atendida, o Governo terá forte contestação nas ruas. Arménio …

Das eleições resultou um "Governo instável" e Marcelo foi "o grande ganhador sem ter participado"

Para Luís Marques Mendes, o PS teve mais votos, mas tem piores condições para governar. Além disso, na opinião do comentador político, foi Marcelo quem ganhou estas eleições, por não ter havido maioria absoluta. O Partido …

"Querem que pique a bolha?" Conselheiros do Banco de Portugal compararam Montepio ao caso BES

Numa "discussão acesa" no Banco de Portugal, conselheiros da entidade de supervisão compararam a situação do Banco Montepio ao caso BES, com referências a um "esquema de Ponzi", em pirâmide, e a ideia de que …

CGD e Novo Banco vão atrás da fortuna de Paulo Maló

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) e o Novo Banco vão tentar executar o património pessoal de Paulo Maló, médico e empresário que fundou a Malo Clinic, empresa especializada em medicina dentária, escreve o Jornal …

Comandante que desviou dinheiro da Proteção Civil recebe avença do Estado

Gil Martins foi condenado de desviar mais de cem mil euros da Proteção Civil. Ainda assim, o antigo comandante recebe uma avença de mil euros brutos por mês. O ex-comandante nacional da Autoridade Nacional de Emergência …