Estados Unidos compram quase todo o stock mundial de remdesivir para três meses

Mohamed Hossam / EPA

Os Estados Unidos compraram à empresa Gilead Sciences praticamente toda a reserva para três meses do medicamento remdesivir, o primeiro aprovado no país no tratamento de covid-19.

Em comunicado esta terça-feira divulgado, o departamento de saúde dos Estados Unidos informa que “assegurou mais de 500 mil ciclos de tratamento do medicamento para hospitais americanos até setembro”, o que equivale a “100% da produção prevista da Gilead para julho (94.200 ciclos), 90% da produção em agosto (174.900 ciclos) e 90% da produção em setembro (232.800 ciclos), além de uma verba para ensaios clínicos”.

Num ciclo de tratamento são utilizadas em média 6,25 ampolas de remdesivir, acrescenta o departamento de serviços de saúde e humanos (HHS, na sigla em inglês).

“O Presidente [Donald] Trump conseguiu um acordo espantoso para assegurar que os americanos tenham acesso à primeira terapêutica autorizada para a covid-19”, disse o secretário do HHS Alex Azar. “Na medida do possível, queremos assegurar que qualquer paciente americano que precise de remdesivir possa obtê-lo”, acrescentou.

A antecipação norte-americana significa que, nos próximos três meses, nenhum outro país terá acesso a este medicamento antiviral, cuja utilização foi recentemente recomendada pela Agência Europeia do Medicamento para adultos e jovens com mais de 12 anos que sofram ainda de pneumonia e necessitem de receber oxigénio.

Cada frasco de remdesivir da farmacêutica Gilead vai custar 347 euros, segundo uma carta publicada no site da empresa por Daniel O’Day, CEO da Gilead Sciences.

Tendo em conta que, em média, os tratamentos com o medicamento têm demorado cinco dias, ao longo dos quais cada paciente recebe seis frascos, no total cada doente tratado deverá custar 2.082 euros, refere ainda o jornal Observador.

De acordo com o diário britânico The Guardian, há muitos especialistas, cientistas, médicos e ativistas preocupados com esta ação unilateral dos Estados Unidos, alertando que esta poderá ser um exemplo do que acontecerá quando se criar a vacina contra a covid-19.

“Os [Estados Unidos] têm acesso à maior parte do stock de remédios [de remdesivir], e por isso não sobra nada para a Europa”, disse Andrew Hill, investigador da Universidade de Liverpool, citado pelo jornal inglês.

O medicamento já é utilizado em Portugal, sob condições estritas, e a Comissão Europeia poderá aprovar a recomendação da agência esta semana.

A pandemia do novo coronavirus já provocou quase 507 mil mortos e infetou mais de 10,37 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Os Estados Unidos são o país com mais mortos (126.512) e mais casos de infeção confirmados (mais de 2,61 milhões).

Seguem-se Brasil (59.594 mortes, mais de 1,40 milhões de casos), Reino Unido (43.730 mortos, mais de 312.500 casos), Itália (34.767 mortos e mais de 240 mil casos), França (29.843 mortos, mais de 201 mil casos) e Espanha (28.355 mortos, mais de 249 mil casos). Em Portugal, morreram 1.576 pessoas das 42.141 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • Porque é que tinham que prestar contas a quem quer que fosse? A Gilead é uma empresa Americana. Numa situação como a que vivemos, faz todo o sentido que dê preferência a satisfazer a procura interna antes de exportar.

  1. Não digo que não, mas entre as várias milhares de farmacêuticas mundiais, não há nenhuma que fabrique o medicamento equivalente com a mesma composição? E depois, não é nenhuma cura, é apenas tratamento.

    • A hidrocloroquina era baratíssima. não dava lucro sem aumentar exponencialmente o preço.
      O redemsivir já vai dar muito lucro, principalmente ao Fauci.
      Pesquisem e verão.
      As máscaras continuam caíndo.

      • E estudar primeiro um pouco aquilo de que fala antes de vir aqui mandar postas de pescada? Hidrocloroquina?! O que é isso? Não seria antes hidroxicloroquina?
        E depois “caíndo”?! Ou seria “caindo”?!
        Arrume melhor as ideias e depois volte cá.

RESPONDER

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …

Fair-play financeiro. UEFA mantém restrições ao FC Porto

A UEFA informou, esta sexta-feira, que o FC Porto "cumpriu parcialmente as metas estabelecidas para a época 2019/20" a nível do fair-play financeiro e que vai manter as restrições impostas ao clube azul e branco. "O …