Estado Islâmico está a captar jihadistas que falem espanhol e português, diz especialista

(dr) Dabiq Magazine

O codiretor do think tank Observatorio Internacional de Seguridad, na Espanha, Chema Gil, revelou que o auto-proclamado Estado Islâmico está a captar jihadistas que falem espanhol e português.

“Nos últimos dias vimos que o Daesh e os grupos a ele aliados estão a fazer uma captação aberta de jihadistas que trabalhem a área da comunicação em espanhol, em português e noutros idiomas. Espanha, e toda a Península Ibérica, mantém-se dentro dos objetivos do grupo”, disse o especialista em entrevista ao Diário de Notícias.

O especialista prossegue relembrando que a Península Ibérica é um território importante para o Daesh: “Desde logo porque fazemos parte de um imaginário muito importante para o jihadismo. A ideia do Al-Andaluz, de uma terra que consideram do Islão e que é preciso recuperar para o islão”.

A estes fatores, explica Chema Gil, é de notar que quer Portugal quer a Espanha participam de todas as coligações internacionais contra o terrorismo.

Chema Gil explicou que os jihadistas procuram perfis de perfis de mujahedins que falem espanhol e português através de perfis na Internet. Este tipo de captação é frequente, alerta, mas não é de todo uma novidade.

Apesar de considerar que o nível de alerta em Espanha é “adequado” – mesmo tendo em conta os atentados levados a Catalunha no ano passado -, Chema Gil diz que é uma ilusão acreditar que o terrorismo jihadista está a ser vencido só porque as suas estruturas foram destruídas em países como o Iraque e a Síria.

“O facto de o Daesh estar a ser vencido em zonas como o Iraque e a Síria não quer dizer que desapareça. É um grupo de cariz mundial. Podem até desaparecer as suas estruturas no Iraque ou na Síria, mas já temos o Daesh na Nigéria, na Líbia, no Sahel, no Sara”.

Por tudo isto, “não devemos confiar que vencer as estruturas pseudomilitares no Iraque e na Síria vai levar à vitória sobre o fenómeno terrorista. Trata-se de uma ideologia e continua a expandir-se”, explicou.

Chema Gil aponta que há jihadistas inspirados pelo Daesh e nas suas estruturas de todo o mundo, do Canadá ao Chile, de Portugal à Espanha, da Noruega à África do Sul. Esta dispersão pelo território mundial significa que “não soubemos lutar com as ideias, com a palavra”, nota o especialista.

“A ideologia jihadista não parou de se expandir desde que, nos anos 1980, nasceu a Al-Qaeda. Achar que estamos a vencer pode ser uma simples ilusão. Pense-se que, só em julho, o terrorismo do Daesh e da Al-Qaeda fez mais de 1200 mortos em todo o mundo. Não são na Europa. Mas nós não olhamos para o resto do mundo”, lamenta.

O codiretor do observatório explica que os jihadistas olham para o mundo como “um lugar de influência” e não consideram que “há vítimas que são mais que as outras”, por isso é-lhes indiferente o lugar onde se dá o ataque. Afinal, o “fenómeno é o mesmo”.

Questionado sobre se as políticas antiterroristas preventivas funcionam, Chema Gil deixa críticas à Espanha e a todos os governos na generalidade, relembrando que alguns deles nem sequer sabem da implementação deste tipo de planos.

“Temos uma mediocridade política em todos os partidos, sem exceção, que devemos criticar com dureza. Os partidos políticos que governam as autarquias, que são os mesmos que governam o Estado, não são capazes de implementar o plano. Há uma mediocridade vergonhosa por parte de muitos políticos em Espanha”, reiterou.

Chema Gil falou em declarações ao Diário de Notícias na semana em que se assinala o primeiro aniversário dos atentados dos atentados de Las Ramblas e de Cambrils. Os atentados terroristas, a 17 de agosto do ano passado, fizeram 16 mortos, entre os quais duas portuguesas, e 120 feridos.

Nesta sexta-feira, vão decorrer em Espanha cerimónias de homenagens às vítimas, que vão contar com a presença de Felipe VI. A presença do monarca causou polémica, suscitando críticas de alguns setores separatistas.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Estao a recrutar para a “religiao da paz”. Mandem mail ao Marcelo Rebelo de Sousa que o homem gosta de ser amigo de todos

  2. O pouco que sei de história,é que os árabes vieram para o território que hoje é Portugal depois dos Romanos e que os Romanos foram donos do território que hoje é Portugal até ás nossas fronteiras feitas pelo D.Afonso Henriques,o resto foram invasões de muitos povos mas quem foi o verdadeiro dono foi o império romano,pois foram os Romanos que chegaram e trouxeram leis e administração .O território que hoje é Portugal sempre esteve no mapa do império romano, e foi com Roma que o D.Afonso Henriques teve que fazer as fronteiras.

    • Pouco?!
      Claramente, de história não sabes nada, portanto devias evitar escrever disparates!…
      O Imperio Romano “só” acabou 500 anos antes do D. Afonso Henriques nascer!!

    • Exactamente! Na essência somos todos romanos com uma pitada de germânico em quase toda a Europa! E por via dos impérios europeus todo o mundo tem estruturas politicas e administrativas baseadas nas romanas! Nós somos romanos! Mais Portugal tem a forma que tem devido a uma das divisões administrativa romanas, faltando nesse desenho a união Lusitana e galega, para estar completa.

  3. E em vez de anunciarem no linkedin ou no olx tem plataformas noticiosas a tratar de publicitar o recrutamento…

RESPONDER

Jovens bolivianos forçaram picada de viúva-negra. Queriam ser como o Homem-Aranha

Três irmãos bolivianos de 8, 10 e 12 anos acabaram hospitalizados depois de fazerem com que uma viúva negra os picasse para que ficassem com super-poderes como o Homem Aranha. "Pensando que a [picada] lhes …

Bloco exige retirada de norma "insultuosa" no apoio a recibos verdes

O Bloco de Esquerda (BE) exigiu este domingo ao Governo que retire do formulário de apoio para os trabalhadores independentes uma norma "insultuosa" que lhes exige o compromisso de retomarem a atividade no prazo de …

Espetada de porco 2.0. Novameat propõe carne impressa em 3D para o jantar

A Novameat, uma empresa espanhola de tecnologia alimentar, apresentou um novo produto: carne de porco à base de plantas impressa em 3D, a que batizaram de espetada de porco 2.0. A Novameat quer apoiar um sistema …

Uber acusada de exploração de trabalhadores em Itália

Um tribunal de Milão ordenou a nomeação de um administrador judicial para a Uber Itália durante um ano, após ter determinado que o serviço de entrega de refeições da empresa explorava os trabalhadores. De acordo com …

Pinto de Costa: "Se Rui Moreira tivesse avançado, não me candidatava"

Pinto da Costa revelou que não teria avançado para a recandidatura à presidência do FC Porto se o presidente da Câmara do Porto tivesse entrado na corrida. "Se o Rui Moreira se tivesse candidatado, embora …

"Ficamos chocados." Cientistas redescobrem abelha azul que pensavam estar extinta

Um tipo de abelha azul reapareceu recentemente na Florida, nos Estados Unidos, depois de ter sido vista pela última vez em 2016. Além de azul, a espécie é nova e extremamente rara. Os cientistas estavam convencidos …

Missão da Space X acoplou com sucesso. Astronautas da NASA já chegaram à EEI

A cápsula Dragon que transporta os astronautas da agência espacial norte-americana (NASA) já acoplou à Estação Espacial Internacional, após terem partido no primeiro voo privado rumo ao espaço, neste sábado. Foi às 15:17 (hora de Lisboa) …

Venezuela vai aliviar quarentena com método próprio

Nicolás Maduro anunciou que, a partir de segunda-feira, a Venezuela vai aplicar um modelo próprio de quarentena preventiva da covid-19, que combina cinco dias de flexibilização disciplinada com dez de confinamento obrigatório. “É o modelo cinco …

Uma escultura gigante de uma ave está a espalhar gargalhadas numa cidade da Austrália

Um escultor australiano aproveitou o tempo de quarentena devido à pandemia de covid-19 para construir uma kookaburra eletrónica com quase quatro metros de altura, que até faz os mesmos movimentos e barulhos que o famoso …

Termina o prazo para limpar terrenos. Fiscalização arranca segunda-feira

O prazo para a limpeza de terrenos florestais termina este domingo, após prorrogação, por duas vezes, devido à pandemia da covid-19. Em caso de incumprimento, os proprietários ficam sujeitos a contraordenações, com coimas entre 280 e …