Estado de emergência acaba a 2 de maio. “Não é o fim do surto”, avisa Marcelo

Manuel de Almeida / Lusa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou esta terça-feira que não renovará o estado de emergência, que terminará assim a 2 de maio.

Em declarações aos jornalistas depois de reunir com especialistas em epidemias, o chefe de Estado confirmou que, para já, o estado de emergência não será renovado por causa da pandemia de covid-19, mas deixou um aviso: “Não há facilitismos”.

O fim do estado de emergência não é o fim do surto“, frisou.

Marcelo Rebelo de Sousa disse ainda esperar não ter que voltar a decretar estado de emergência no país, mas, se necessário for, votará a ponderar a situação. “Espera-se não se necessário recorrer ao estado de emergência, se for necessário será ponderado”

De acordo com o Presidente da República, esta decisão foi tomada juntamente com o primeiro-ministro, António Costa, e continuará a ser avaliada por especialistas, que há cerca de um mês aconselham e ajudam a guiar as decisões do Governo.

“Aquilo que ouvimos foi no fundo chamar a atenção para esta terceira fase e como é importante ir acompanhado a par e passo o que é feito, avaliando e quando necessário intervindo”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

Segundo o chefe de Estado, que falava aos jornalistas no Infarmed, em Lisboa, Portugal vai entrar agora numa “terceira fase” do combate à propagação da covid-19, que “continua a ser de controlo da situação”, mas com “uma retoma ou uma abertura – qualquer dos termos se pode aplicar – por pequenos passos”.

A reunião desta terça-feira no Infarmed antecede o Conselho de Ministros de quinta-feira, onde o Governo irá decidir quais os setores da economia que vão retomar a atividade no dia 4 de maio e nas quinzenas seguintes.

Calamidade pública em cima da mesa

Na passada sexta-feira, o Governo admitiu estar a equacionar declarar a situação de calamidade pública por causa da pandemia de covid-19 a partir de 3 de maio, quando cessar a vigência do terceiro período de estado de emergência em Portugal.

Esta informação sobre o período seguinte ao previsível fim do estado de emergência foi transmitida à agência Lusa por fonte oficial do Executivo, depois de o jornal online Observador ter avançado com esta notícia.

Ao falar ontem sobre essa hipótese, António Costa insistiu que “o fim do estado de emergência não significa o regresso à normalidade” em Portugal, nem “o fim da emergência que constitui a covid-19″.

Portugal regista esta terça-feira 948 mortos associados à covid-19, mais 20 do que na segunda-feira, e 24.322 infetados (mais 295), indica o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Comparando com os dados de segunda-feira, em que se registavam 928 mortos, constatou-se um aumento de óbitos de 2,2%. Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (24.322), os dados da DGS revelam que há mais 295 casos do que na segunda-feira, representando uma subida de 1,2%.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Pois não sr. Presidente! O surto só acaba com a remoção completa dos virús e parasitas, incluindo os de génese político-adiministrativa.

RESPONDER

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …

"Alexa, estou com calor." Já é possível controlar o ar condicionado de um Lamborghini apenas com a voz

A Amazon está a dar um grande passo na indústria automóvel ao integrar a Alexa no Huracán EVO da Lamborghini, não apenas para fazer perguntas, mas dando ao assistente virtual a capacidade de controlar as …

Nova tecnologia pode enviar luz solar para o subsolo

Investigadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, na Singapura, inventaram um novo dispositivo que pode ajudar o país a iluminar a sua crescente infraestrutura subterrânea. A Singapura é um dos países que tem apostado cada vez mais …

Livro lança "caça ao tesouro" a urna de ouro oferecida por Inglaterra a França antes da Entente Cordiale

Um novo enigma literário está prestes a chegar às estantes de livros com uma recompensa incomum. Pistas em "The Golden Treasure of the Entente Cordiale" podem levar leitores no Reino Unido e França a um …

Para evitar casos de burnout, LinkedIn deu uma semana de férias aos quase 16 mil funcionários

O LinkedIn decidiu dar uma semana de férias (remunerada), que começou esta segunda-feira, a todos os seus funcionários espalhados pelo mundo. O objetivo? Desconectar, recarregar baterias e prevenir casos de burnout.  "Queríamos ter a certeza de …

Pequenos nadadores-robô curam-se a si próprios (e em movimento)

Uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que conseguem curar-se a si mesmos magneticamente. O tecido vivo pode curar-se autonomamente de muitos ferimentos, mas fornecer habilidades semelhantes a sistemas artificiais, como …

Tondela 0-2 FC Porto | Missão cumprida com serviços mínimos

Missão cumprida. O FC Porto fez poupanças no jogo com o Tondela, mas levou os três pontos para casa, graças a um triunfo por 2-0. Os “dragões” foram claramente superiores no primeiro tempo, marcaram por Toni …

Portugal pode atingir linha vermelha dos 120 novos casos por 100 mil habitantes em dois meses

Portugal pode atingir uma taxa de incidência de de 120 casos por 100 mil habitantes daqui a dois ou mais meses se se mantiver o atual ritmo de crescimento deste indicador. Esta é a conclusão de …

Akon ainda não construiu a "Wakanda da vida real", mas o Uganda já lhe está a dar terrenos para a segunda

O artista de R&B Akon ainda não concretizou a sua visão ambiciosa de uma cidade “futurística” alimentada por uma criptomoeda chamada “Akoin” e construída num terreno que lhe foi dado pelo governo senegalês. Contudo, o …

O Budismo é a religião da paz. E não foi por acaso que conseguiu esta reputação

No ocidente, muitas pessoas associam o budismo à paz. No entanto, os budistas têm vindo a envolver-se em conflitos violentos desde o surgimento da religião. Num artigo assinado no The Conversation, Nick Swann, professor de Estudos …