Estado obriga enfermeiros a devolver aumentos salariais

Os enfermeiros podem ser obrigado a devolver aumentos salariais no valor de quase 2 mil euros, que receberam desde o ano passado. O dinheiro advém do descongelamento das progressões nas carreiras da Função Pública.

Cerca de 200 enfermeiros já foram chamados a devolver os aumentos salariais resultantes do descongelamento das progressões nas carreiras da Função Pública. O Ministério da Saúde exige a devolução de 1950 euros no espaço de um ano e meio.

Segundo o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), mais de 20 mil enfermeiros podem ter de vir a fazer o mesmo. Vários hospitais já notificaram os seu trabalhadores da ordem do Estado.

A notícia avançada esta terça-feira pelo Jornal de Notícias explica que a devolução advém de uma circular da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), de fevereiro deste ano, que começou a ser aplicada por quatro centros hospitalares: Trás-os-Montes e Alto Douro, Guimarães, Penafiel e IPO do Porto.

A ACSS defende que o reposicionamento da tabela salarial, entre 2011 e 2015, já contou como progressão e que, portanto, deve ser reiniciada a contagem de pontos. Desta forma, os enfermeiros não podem ter as suas carreiras descongeladas.

Quando os enfermeiros atingem os dez pontos, passam para uma posição remuneratória mais avançada. Contudo, com a contagem de pontos reiniciada, deixam de beneficiar deste patamar salarial.

Em declarações à Rádio Renascença, Paulo Anacleto, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, explica que “muitas instituições agora estão a dar o dito pelo não dito e estão a pedir a devolução do dinheiro pago” após o descongelamento das carreiras.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Ja sabem como é… quem se mete com o PS… apanha!
    Com já lhes comeram o isco nas eleicoes, agora borram no anzol dos enfermeiros.
    E ha de haver mais injustiças destas pois é preciso garganhol para meter no Novo Banco e nao tarda vem aí o buraco negro do Montepio.

  2. devolve palerma, agora devolve. quem trabalha está cada vez mais pobre, cada vez paga mais impostos e não pode contar com saúde nem educação nem segurança. os RSI andam ai ao alto, a passear nos cafés, a viver na habitação social renovada com jardins tratados, e com bons carros à porta. é assim o PS e a esquerdalha que está a aproveitar o trabalho de contenção e reformas que FMI e PAF estavam a implementar (e muito ficou por fazer) para apresentar números de macro economia aparentemente bons mas unicamente de conjutura. quem vota PS é a função publica e os RSI, o resto é abstenção porque não acreditam em nenhum partido.

    • Toda a razão meu caro Pedro Alexandre… apenas um reparo, a abstenção nada representa a nível político e se alguma coisa representa é apenas a maior facilidade em este governo ter ganho as eleições… se só votarem 50% basta ‘comprar’ 26% dos votos… quanto menos eleitores votarem, mais fácil e barato é ganhar as eleições. A ÚNICA forma de mudar este governo é copiar o que tem acontecido noutros países da Europa, dar lugares parlamentares a partidos menos corrompidos como PAN, Chega, Aliança, etc porque só dando esses lugares a estes ultimos é que o PS / PSD perdem poder, só com os 50% de abstenção a votar é que podemos mudar de rumo! PS: Não esquecer que défice é muito diferente de dívida (e esta já ultrapassa os 230 mil milhões, o valor do nosso PIB)

    • Podemos depreender, então, que o Pedro Alexandre se absteve. Não votou no PS mas também não votou contra. Simplesmente não quis saber. Como tem moral para reclamar agora?

  3. bem feito, votem nestes mentirosos ainda agora foram as eleições e já estão a pedir para trás o que deram ,viva o Costinha mais habilidoso que conheçi.

  4. Eu não devolvo nada! Não faz sentido, depois de Tanta luta, Ter conseguido algo, e voltar ao início..

    Vamos ter que voltar a Fazer colectas para as futuras manifs?

Procurador do MP investigado por ajudar traficante a fugir da prisão

Carlos Figueira, procurador do Ministério Público de Lisboa, está a ser investigado pela Polícia Judiciária por corrupção. O magistrado é suspeito de ter ajudado um traficante a fugir da prisão. Um procurador do Tribunal de Execução …

Refugiados em greve de fome por falta de condições em campo bósnio

Centenas de refugiados de um campo improvisado em Vucjak, na Bósnia, estão em greve de fome pelo segundo dia consecutivo para protestar contra a situação degradante em que se encontram. Os refugiados no campo improvisado …

Ex-aliada de Bolsonaro denuncia grupo difusor de notícias falsas ligado ao Presidente

A deputada brasileira Joice Hasselmann, ex-líder do Governo de Jair Bolsonaro no congresso, denunciou na quarta-feira a atuação de um grupo difusor de "fake news" (notícias falsas) ligado ao atual Presidente, Jair Bolsonaro, e que …

Banco BiG: EUA e China vão chegar a acordo, mas não será duradouro

No "Outlook" para 2020, os analistas do banco BiG defendem que será improvável que Estados Unidos e China cheguem a um consenso suficiente para reverter as taxas aduaneiras impostas. De acordo com os analistas do banco …

Alemanha expulsa dois diplomatas russos. Rússia vai tomar medidas

Dois diplomatas russos, acusados pelo Ministério Público alemão de falta de cooperação na investigação de um homicídio, foram expulsos da Alemanha. A Rússia já reagiu e avisou que tomará medidas. Esta quarta-feira, a Alemanha expulsou "com …

Segurança Social demora quase cinco meses a pagar pensões

Em 2018, os beneficiários da Segurança Social tiveram de esperar, em média, 147 dias - cerca de cinco meses -, entre o dia que se aposentaram e o momento que começaram a receber a pensão …

Empresas fechadas e 28 mil despedimentos. Setor têxtil pode atravessar crise

Até 2025, a indústria têxtil em Portugal pode ver um terço das empresas a fecharem e 28 mil trabalhadores a serem despedidos. Este é o pior cenário equacionado no setor nos próximos anos. O setor da …

Ministério Público arquiva queixa de Aguiar-Branco contra Ana Gomes por difamação

Aguiar Branco tinha levantado um processo de difamação a Ana Gomes por declarações sobre alegadas ligações entre o seu escritório de advogados e o grupo Martifer. O Ministério Público (MP) arquivou a queixa apresentada pelo ex-ministro …

66 louvores a funcionários. Centeno é o ministro mais "agradecido" de todo o Governo

Mário Centeno e os seus secretários de Estado publicaram em Diário da República 66 louvores. O seu gabinete garante que não há qualquer significado político associado - nem mesmo uma despedida anunciada. O louvor é dado …

Os glaciares da Nova Zelândia estão a mudar de cor

À medida que o Hemisfério Sul entra no verão, acontece uma temporada catastrófica de incêndios florestais na costa leste da Austrália. Há casas destruídas, coalas a morrer e um fumo espesso que cobre o estado …