Estado obriga enfermeiros a devolver aumentos salariais

Os enfermeiros podem ser obrigado a devolver aumentos salariais no valor de quase 2 mil euros, que receberam desde o ano passado. O dinheiro advém do descongelamento das progressões nas carreiras da Função Pública.

Cerca de 200 enfermeiros já foram chamados a devolver os aumentos salariais resultantes do descongelamento das progressões nas carreiras da Função Pública. O Ministério da Saúde exige a devolução de 1950 euros no espaço de um ano e meio.

Segundo o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), mais de 20 mil enfermeiros podem ter de vir a fazer o mesmo. Vários hospitais já notificaram os seu trabalhadores da ordem do Estado.

A notícia avançada esta terça-feira pelo Jornal de Notícias explica que a devolução advém de uma circular da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), de fevereiro deste ano, que começou a ser aplicada por quatro centros hospitalares: Trás-os-Montes e Alto Douro, Guimarães, Penafiel e IPO do Porto.

A ACSS defende que o reposicionamento da tabela salarial, entre 2011 e 2015, já contou como progressão e que, portanto, deve ser reiniciada a contagem de pontos. Desta forma, os enfermeiros não podem ter as suas carreiras descongeladas.

Quando os enfermeiros atingem os dez pontos, passam para uma posição remuneratória mais avançada. Contudo, com a contagem de pontos reiniciada, deixam de beneficiar deste patamar salarial.

Em declarações à Rádio Renascença, Paulo Anacleto, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, explica que “muitas instituições agora estão a dar o dito pelo não dito e estão a pedir a devolução do dinheiro pago” após o descongelamento das carreiras.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Ja sabem como é… quem se mete com o PS… apanha!
    Com já lhes comeram o isco nas eleicoes, agora borram no anzol dos enfermeiros.
    E ha de haver mais injustiças destas pois é preciso garganhol para meter no Novo Banco e nao tarda vem aí o buraco negro do Montepio.

  2. devolve palerma, agora devolve. quem trabalha está cada vez mais pobre, cada vez paga mais impostos e não pode contar com saúde nem educação nem segurança. os RSI andam ai ao alto, a passear nos cafés, a viver na habitação social renovada com jardins tratados, e com bons carros à porta. é assim o PS e a esquerdalha que está a aproveitar o trabalho de contenção e reformas que FMI e PAF estavam a implementar (e muito ficou por fazer) para apresentar números de macro economia aparentemente bons mas unicamente de conjutura. quem vota PS é a função publica e os RSI, o resto é abstenção porque não acreditam em nenhum partido.

    • Toda a razão meu caro Pedro Alexandre… apenas um reparo, a abstenção nada representa a nível político e se alguma coisa representa é apenas a maior facilidade em este governo ter ganho as eleições… se só votarem 50% basta ‘comprar’ 26% dos votos… quanto menos eleitores votarem, mais fácil e barato é ganhar as eleições. A ÚNICA forma de mudar este governo é copiar o que tem acontecido noutros países da Europa, dar lugares parlamentares a partidos menos corrompidos como PAN, Chega, Aliança, etc porque só dando esses lugares a estes ultimos é que o PS / PSD perdem poder, só com os 50% de abstenção a votar é que podemos mudar de rumo! PS: Não esquecer que défice é muito diferente de dívida (e esta já ultrapassa os 230 mil milhões, o valor do nosso PIB)

    • Podemos depreender, então, que o Pedro Alexandre se absteve. Não votou no PS mas também não votou contra. Simplesmente não quis saber. Como tem moral para reclamar agora?

  3. bem feito, votem nestes mentirosos ainda agora foram as eleições e já estão a pedir para trás o que deram ,viva o Costinha mais habilidoso que conheçi.

  4. Eu não devolvo nada! Não faz sentido, depois de Tanta luta, Ter conseguido algo, e voltar ao início..

    Vamos ter que voltar a Fazer colectas para as futuras manifs?

RESPONDER

Papa Francisco critica negacionistas da covid-19 e fala da morte de George Floyd

O papa Francisco, num livro esta segunda-feira publicado, criticou os opositores ao uso de máscaras ou outras restrições impostas para conter a pandemia de covid-19, sublinhando que nunca se manifestariam contra a morte do afro-americano …

Fenprof reconhece abertura da tutela do Ensino Superior para negociar apesar de divergências

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) reconheceu esta segunda-feira a abertura do Governo para negociar algumas questões do Ensino Superior, depois de uma reunião em que a tutela e a organização sindical nem sempre estiveram …

Bombeiros vão receber verba adicional de três milhões de euros

As associações humanitárias de bombeiros vão receber uma verba adicional de três milhões de euros em 2021 para fazer face aos constrangimentos financeiros devido à pandemia de covid-19, segundo uma proposta do PS hoje aprovado. Este …

Media Capital desafia ERC e elege Mário Ferreira como presidente

Os acionistas da Media Capital elegeram, esta terça-feira, o empresário Mário Ferreira presidente da dona da TVI. A assembleia-geral esteve inicialmente convocada para 28 de outubro, tendo sido suspensa, retomando hoje os trabalhos e com uma …

Estado de emergência. Maioria dos portugueses concorda com novas medidas de restrição

Uma sondagem da Intercampus para o Correio da Manhã revela que a maioria dos portugueses concorda com o regresso ao estado de emergência e com as restrições impostas pelo Governo. De acordo com o Correio da …

Taarabt é o terceiro jogador do Benfica infetado com covid-19

O internacional marroquino também testou positivo à covid-19, dois dias antes de o Benfica, que já tinha previstas oito baixas no plantel, defrontar o Rangers para a Liga Europa.  Depois de Darwin Nuñez e Julian Weigl …

Oposição israelita pedirá dissolução do parlamento e novas eleições

O líder da oposição israelita, Yair Lapid, anunciou na segunda-feira que apresentará na próxima semana uma iniciativa para dissolver o Knesset (parlamento) e convocar eleições, num contexto de tensão na coligação governamental, noticiou a agência …

PSD de Castelo Branco pede demissão da deputada do PS Hortense Martins

O PSD de Castelo Branco pediu esta segunda-feira a demissão da deputada socialista Hortense Martins, alegando que não tem condições para representar o distrito, depois de condenada a pagar o arquivamento de um processo onde …

Bruxelas anuncia sexto contrato para vacinas, desta vez com a Moderna

A presidente da Comissão Europeia anunciou, esta terça-feira, um novo contrato para assegurar vacinas contra a covid-19, desta feita com a norte-americana Moderna, que fornecerá até 160 milhões de doses. "Estou feliz por anunciar que aprovámos …

Shinzo Abe investigado por alegado uso ilegal de fundos para financiar eventos privados

Procuradores no Japão estão a investigar o gabinete pessoal do antigo primeiro-ministro Shinzo Abe pela alegada utilização ilegal de fundos para financiar eventos privados, para os quais foram convidados apoiantes do líder japonês entre 2013 …