Estado obriga enfermeiros a devolver aumentos salariais

Os enfermeiros podem ser obrigado a devolver aumentos salariais no valor de quase 2 mil euros, que receberam desde o ano passado. O dinheiro advém do descongelamento das progressões nas carreiras da Função Pública.

Cerca de 200 enfermeiros já foram chamados a devolver os aumentos salariais resultantes do descongelamento das progressões nas carreiras da Função Pública. O Ministério da Saúde exige a devolução de 1950 euros no espaço de um ano e meio.

Segundo o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), mais de 20 mil enfermeiros podem ter de vir a fazer o mesmo. Vários hospitais já notificaram os seu trabalhadores da ordem do Estado.

A notícia avançada esta terça-feira pelo Jornal de Notícias explica que a devolução advém de uma circular da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), de fevereiro deste ano, que começou a ser aplicada por quatro centros hospitalares: Trás-os-Montes e Alto Douro, Guimarães, Penafiel e IPO do Porto.

A ACSS defende que o reposicionamento da tabela salarial, entre 2011 e 2015, já contou como progressão e que, portanto, deve ser reiniciada a contagem de pontos. Desta forma, os enfermeiros não podem ter as suas carreiras descongeladas.

Quando os enfermeiros atingem os dez pontos, passam para uma posição remuneratória mais avançada. Contudo, com a contagem de pontos reiniciada, deixam de beneficiar deste patamar salarial.

Em declarações à Rádio Renascença, Paulo Anacleto, do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, explica que “muitas instituições agora estão a dar o dito pelo não dito e estão a pedir a devolução do dinheiro pago” após o descongelamento das carreiras.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Ja sabem como é… quem se mete com o PS… apanha!
    Com já lhes comeram o isco nas eleicoes, agora borram no anzol dos enfermeiros.
    E ha de haver mais injustiças destas pois é preciso garganhol para meter no Novo Banco e nao tarda vem aí o buraco negro do Montepio.

  2. devolve palerma, agora devolve. quem trabalha está cada vez mais pobre, cada vez paga mais impostos e não pode contar com saúde nem educação nem segurança. os RSI andam ai ao alto, a passear nos cafés, a viver na habitação social renovada com jardins tratados, e com bons carros à porta. é assim o PS e a esquerdalha que está a aproveitar o trabalho de contenção e reformas que FMI e PAF estavam a implementar (e muito ficou por fazer) para apresentar números de macro economia aparentemente bons mas unicamente de conjutura. quem vota PS é a função publica e os RSI, o resto é abstenção porque não acreditam em nenhum partido.

    • Toda a razão meu caro Pedro Alexandre… apenas um reparo, a abstenção nada representa a nível político e se alguma coisa representa é apenas a maior facilidade em este governo ter ganho as eleições… se só votarem 50% basta ‘comprar’ 26% dos votos… quanto menos eleitores votarem, mais fácil e barato é ganhar as eleições. A ÚNICA forma de mudar este governo é copiar o que tem acontecido noutros países da Europa, dar lugares parlamentares a partidos menos corrompidos como PAN, Chega, Aliança, etc porque só dando esses lugares a estes ultimos é que o PS / PSD perdem poder, só com os 50% de abstenção a votar é que podemos mudar de rumo! PS: Não esquecer que défice é muito diferente de dívida (e esta já ultrapassa os 230 mil milhões, o valor do nosso PIB)

    • Podemos depreender, então, que o Pedro Alexandre se absteve. Não votou no PS mas também não votou contra. Simplesmente não quis saber. Como tem moral para reclamar agora?

  3. bem feito, votem nestes mentirosos ainda agora foram as eleições e já estão a pedir para trás o que deram ,viva o Costinha mais habilidoso que conheçi.

  4. Eu não devolvo nada! Não faz sentido, depois de Tanta luta, Ter conseguido algo, e voltar ao início..

    Vamos ter que voltar a Fazer colectas para as futuras manifs?

Investigadores desenvolvem tecnologia que permite datar as impressões digitais

Encontrar as impressões digitais numa cena de crime nem sempre é suficiente para haver condenação, podendo os suspeitos alegar que as mesmas foram deixadas antes de o crime ocorrer. Essa realidade pode estar prestes a …

Coronavírus abala mercados mundiais. Petróleo derrapa mais de 3%

A preocupação com as consequências económicas da propagação do coronavírus na China está a ter um efeito devastador nos mercados. A derrapagem nos mercados acontece numa altura em que o número de mortos pelo surto de …

Prémio Tyler 2020: Defensores de políticas verdes ganham "Nobel do Meio Ambiente"

O Prémio Tyler 2020, também conhecido como o "Nobel do Meio Ambiente", foi atribuído à bióloga Gretchen Daily e ao economista ambiental Pavan Sukhdev, foi hoje anunciado. A bióloga especialista em conservação e o economista são …

Subsídios estão a ser pagos e aumento de 15% no ordenado "não é realista", diz a Ryanair

A Ryanair está a pagar os subsídios de férias e Natal, afirmou hoje um responsável da companhia, salientando que o sindicato dos tripulantes de cabine tenta “forçar” aumentos salariais de 15%, o que “não é …

Tia de Kim Jong-un faz a primeira aparição pública em mais de seis anos

Kim Kyong-hui, tia paterna do líder norte-coreano Kim Jong-un, reapareceu em público este sábado pela primeira vez em mais de seis anos, escreve a BBC. A emissora britânica, que avança a notícia citando a Agência Central …

Coronavírus. Madeira está a preparar-se para eventual surto

Região da Madeira “já está a delinear” quartos com pressão negativa e áreas isoladas, além de “fármacos, oxigénio, fatos protetores, máscaras e capacidade laboratorial”. O presidente do Instituto de Saúde (Iasaúde) da Madeira anunciou esta segunda-feira …

Luanda Leaks. Isabel dos Santos vai processar o consórcio de jornalistas

Depois de Rui Pinto ter assumido a autoria da divulgação dos documentos do caso Luanda Leaks, Isabel dos Santos avança que vai processar o consórcio de jornalistas. A empresária angolana Isabel dos Santos vai processar o …

Portugal vende cinco F-16 à Roménia por 130 milhões de euros

O ministério da Defesa Nacional oficializou hoje, na Base Aérea de Monte Real, no distrito de Leiria, a venda de cinco aviões militares F-16 à Roménia, num negócio de 130 milhões de euros. "Com este processo …

Pedro Proença e a violência no futebol: "É chegada a altura de o Governo assumir responsabilidades"

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol (LPFP), Pedro Proença, disse esta segunda-feira, depois de uma reunião no Ministério da Administração Interna (MAI), que o governo deve assumir responsabilidades sobre os recentes casos de violência …

Reconhecimento facial vai ser testado no acesso a serviços públicos online

O Governo quer criar um sistema de reconhecimento facial para usar a chave móvel digital, ferramenta que já permite aceder a vários serviços online do Estado. O Governo está a planear criar um sistema de reconhecimento …