Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti.

Os ossários estavam perto dos túmulos onde se pensava que estavam enterradas a princesa Sofia von Hohenlohe, falecida em 1836, e Carlota Federica de Mecklemburgo, que morreu em 1840.

Ambos túmulos foram abertos e encontrados vazios no passado dia 11 de julho, durante as operações de busca de Emanuela Orlandi, uma jovem de 15 anos, filha de um empregado da Santa Sé, desaparecida em 1983 e cujo cadáver uma carta anónima indicava que estaria ali.

No entanto, os túmulos, ao serem abertos, foram encontrados vazios, pelo que agora as buscas visam os restos mortais das duas princesas. Acredita-se que estas podem ter sido transferidas para outro local, após o seu enterro.

O professor Giovanni Arcudi e a sua equipa, na presença de um perito da família Orlando, iniciou este sábado a análise dos restos dos dois ossários, embora até ao momento “não seja possível prever” a duração da mesma, disse o porta-voz. As operações foram concluídas seis horas depois, tendo sido extraídos todos os restos dos ossários e foram submetidos a uma primeira avaliação.

Na manhã de 27 de julho será realizada uma “profunda análise morfológica” dos mesmos, referiu o porta-voz do Vaticano, que reiterou a disponibilidade da Santa Sé em ajudar a família Orlandi na sua busca do cemitério alemão, “apesar de se basear numa mera indicação anónima”.

A família procura respostas há 36 anos, sobretudo no Vaticano, que até agora tinha rejeitado qualquer tipo de investigação sobre o que aconteceu a Emanuela, quando em 22 de junho de 1983 desapareceu sem deixar rasto após sair da aula de flauta na escola de música de San Apolinar, em Roma.

A última pista que tinham era a de investigar o cemitério alemão no interior do Vaticano, depois de no ano passado terem recebido uma carta anónima com uma foto da sepultura com a frase “Procura onde o anjo indica”. A indicação é a de que o corpo estará enterrado num cemitério germânico, destinado a cadáveres da Áustria, da Alemanha e da Holanda.

Em novembro de 2018, a descoberta de ossos humanos debaixo do solo de um porão da Nunciatura da Santa Sé, em Roma, fez aumentar as hipóteses de resolver o caso mas, sem sucesso, uma vez que os resultados deram negativo. Em 2012, também já tinham sido encontrados restos mortais não identificados ao lado do túmulo, na basílica de San Apolinar, de Enrico De Pedis, chefe do “Bando de la Magliana”, máfia da capital italiana durante a década de 70 e 80.

O caso Orlandi está revestido de várias facetas misteriosas, nas quais se cruzam todo o tipo de teorias que juntam a máfia italiana, a Igreja Católica, uma rede de abusos sexuais e até mesmo o turco Ali Agca, que em 1981 tentou assassinar o Papa João Paulo II.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …

Ainda há esperança para os gorilas mais raros do mundo. Foram fotografados com crias

Os gorilas do rio Cross, os mais raros do mundo, foram fotografados na Nigéria com algumas crias, aumentando a esperança para esta espécie de primatas. A fotografias foram divulgadas por uma organização não-governamental nigeriana, a …

"Já sofreu muito". Trump comuta pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comutou a pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone, que foi condenado em fevereiro a 40 meses de prisão, anunciou sexta-feira a Casa Branca. Roger …

Armas, droga, sucata e prostituição financiam neonazis portugueses (mas lucros não vão todos para a causa)

Os grupos neonazis portugueses são "bastante desorganizados" e financiam-se com dinheiro obtido em negócios ilícitos, como o tráfico de armas, de droga e de mulheres para prostituição e a sucata. Mas os ganhos obtidos não …