Túmulo no Vaticano pode ter a resposta para um homicídio com 35 anos

luciogalluzzi / Flickr

Emanuela Orlandi desapareceu em 1983

A 22 de junho de 1983, Emanuela Orlandi, filha de um funcionário do Vaticano, estava a sair de uma aula de música na Piazza Navona quando foi vista pela última vez, sem que sejam conhecidas as causas do desaparecimento.

Agora, o Vaticano pode estar disposto a abrir uma sepultura que pode dar resposta ao caso, depois de uma carta anónima enviada à família ter apontado para um local onde Orlandi terá sido secretamente enterrada. “Olhe para onde o anjo está a apontar”, diz a carta com a suposta resolução do mistério.

O caso que gerou várias teorias da conspiração – desde casos de corrupção e fraude financeira no Vaticano, a envolvimento da máfia e abusos sexuais -, pode agora ter reposta na sequência desta carta anónima, segundo avança o Corriere della Sera.

A indicação é a de que o corpo de Emanuela Orlandi estará enterrado num cemitério germânico – destinado a cadáveres da Áustria, da Alemanha e da Holanda.

Em cima da tumba descrita está a estátua de um anjo de mármore cuja mão aponta para o chão. A família de Emanuela Orlandi já pediu ao Vaticano para examinar os registos relacionados com o local e para abrir a campa, para confirmar se os restos mortais de Emanuela foram lá enterrados.

A tumba em causa tem também uma inscrição dedicada a um príncipe alemão Gustavo von Hohenlohe, que foi feito arcebispo pelo Papa Pio IX, em 1857. Segundo o jornal italiano, a campa terá sido já aberta no passado e o porta-voz do Vaticano já disse à família que está a estudar o pedido.

Emanuela Orlandi desapareceu com 15 anos e era filha de um funcionário do Vaticano, sendo cidadã daquela cidade-estado que é a capital da Igreja Católica.

Uma das primeiras diz que Orlandi foi sequestrada pela máfia para forçar a libertação do turco Mehmet Ali Agca, que tentou assassinar o Papa João Paulo II em 1981. Outra das teorias dá conta de que terá sido também sequestrada, mas como moeda de troca para recuperar um empréstimo feito ao Vaticano. Por fim, existe ainda uma terceira via que defende que Emanuela terá sido raptada para integrar uma rede de abusos sexuais.

Em novembro do ano passado o caso voltou a reavivar-se quando foram descobertas ossadas junto à Embaixada do Vaticano em Roma. Não foi a primeira vez que a descoberta em Roma de alguns ossos faz pensar no desaparecimento de Orlandi.

Em 2012, encontraram-se restos ósseos não identificados ao lado do túmulo, na basílica de San Apolinar, de Enrico De Pedis, chefe do “Bando de la Magliana”, a máfia de Roma durante os anos 70 e 80.

No entanto, depois de realizados os testes que deram negativo, o caso continua por resolver.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Dente de rinoceronte deu aos cientistas a mais antiga informação genética já registada

Cientistas conseguiram extrair de um dente com 1,7 milhões de anos (de um rinoceronte já extinto) aquela que é a informação genética mais antiga alguma vez registada. Entre o período de há 2,5 milhões e 700 mil …

SNS "é âncora para os portugueses e sabe resistir às pressões"

A ministra da Saúde elogiou o Sistema Nacional de Saúde no dia em este cumpre 40 anos. A data só não está a ser assinalada com mais vigor devido à proximidade das eleições, explicou …

Um terço dos diplomados no curso de Aeroespacial vai trabalhar para o estrangeiro

A nota mínima de entrada no curso de Engenharia Aeroespacial do Técnico bateu um novo recorde. As oportunidades e os salários levam os diplomados para o estrangeiro. O único curso de Engenharia Aeroespacial no ensino superior …

Morreu o cantor Roberto Leal

Morreu o cantor Roberto Leal, confirmou o antigo secretário de Estado das Comunidades e da Administração Local. Tinha 67 anos e lutava contra um cancro. A notícia foi avançada pelo antigo secretário de Estado das Comunidades …

Estudo mostra que o canguru gigante tinha uma parecença com os pandas

O já extinto canguru gigante tinha uma característica muito semelhante com o panda-gigante dos dias modernos: grandes mandíbulas que lhe permitiam comer alimentos que outros animais não conseguiam. Há mais de 40 mil anos, o sudoeste …

Assunção Cristas contra o "ditador" verde e André Silva contra a "despesista" demagoga

O debate deste sábado, transmitido pela RTP3, sentou frente-a-frente os líderes do CDS e do PAN. Assunção Cristas contou quantas vezes o programa do adversário usa a palavra "proibir" e André Silva acusou os centristas …

Poluição no rio Lis arrasta-se há mais de 20 anos

A poluição na bacia hidrográfica do rio Lis arrasta-se há mais de duas décadas, com o contributo das descargas ilegais das suiniculturas, mas a construção da estação de tratamento de efluentes suinícolas tem sido adiada …

No Quénia, há meninas a faltar às aulas por não terem acesso a tampões

No Quénia, há adolescentes que não têm dinheiro para comprar pensos higiénicos ou tampões. Por isso, faltam às aulas. O Expresso conta a história de uma menina queniana, de 14 anos, que não aguentou ser humilhada …

As sestas podem ser boas amigas do coração

Fazer uma sesta uma ou duas vezes por semana pode reduzir o risco de ataque cardíaco ou AVC. No entanto, se fizer mais sestas do que o recomendado, os benefícios desaparecem. Uma equipa de cientistas decidiu …

Qual o tamanho mínimo para que um planeta possa ser habitável? Cientistas responderam

Uma equipa de cientistas de Harvard revelou o tamanho crítico abaixo do qual um planeta nunca pode ser habitável, mesmo que esteja numa área com uma distância à sua estrela que permita a existência de …