Mistério de Emanuela Orlandi persiste. Túmulos do Vaticano estavam vazios

luciogalluzzi / Flickr

Emanuela Orlandi desapareceu em 1983

Os túmulos de duas princesas alemãs abertos no Vaticano em busca de Emanuela Orlandi, a adolescente desaparecida em 1983, estavam vazios. 

Segundo o Observador, que cita o jornal italiano Corriere della Sera, os túmulos das duas princesas alemãs foram abertos esta quinta-feira e estavam vazios, fazendo aumentar ainda mais o mistério sobre o desaparecimento da jovem italiana e, agora, do local onde estarão os restos mortais das princesas.

“A pesquisa teve um resultado negativo: não foram encontrados restos humanos, nem urnas funerárias”, anunciou em comunicado o diretor da sala de imprensa do Vaticano, Alessandro Gisotti.

Logo depois da abertura dos túmulos, a advogada da família, Laura Sgro, mostrou surpresa com o resultado. “Os túmulos estão vazios. Estamos todos surpreendidos”.

As famílias das duas princesas – Sophie von Hohenlohe (morta em 1836) e Charlotte-Frédérique de Mecklembourg (morta em 1840)concordaram com as buscas e já “foram informadas sobre o resultado”, afirmou ainda a fonte do Vaticano.

Estão em curso verificações nos arquivos para conhecer a natureza das obras realizadas naquele cemitério, algumas das quais datam do fim do século XIX e outras dos anos 1960 e 1970.

 

Na semana passada, o Vaticano anunciou que iam ser abertos dois túmulos, no Cemitério Teutónico. Esta é a primeira vez que a instituição religiosa colabora ativamente com as investigações, segundo os progenitores.

Tudo porque, em março, o irmão da adolescente, Pietro Orlandi, recebeu uma nova pista: uma carta com a fotografia de uma escultura de um anjo e uma mensagem no verso – “Olha para onde o anjo está a apontar”.

O anjo apontava para um cemitério na vizinhança da Basílica de São Pedro, onde são enterrados os católicos alemães no Vaticano. Na altura, o irmão tinha dito que se não fosse encontrado lá nada, “a história não pode acabar aqui”.

De acordo com o jornal online, Pietro já tinha procurado diretamente a ajuda do Papa Francisco em 2013, pouco depois de este se tornar líder da Igreja Católica, mas a resposta que obteve foi apenas “a Emanuela está no céu”. O irmão não desiste porque, afirma, “enquanto não encontrar o corpo da Emanuela, é meu dever continuar a procurá-la como se estivesse viva”.

Emanuela Orlandi, de 15 anos, filha de uma funcionária do Vaticano, nunca voltou a casa depois de uma aula de música em Roma, no ano de 1983, e o caso é um dos mistérios mais longos de Itália.

O caso Orlandi está revestido de várias facetas misteriosas, nas quais se cruzam todo o tipo de teorias que juntam a máfia italiana, a Igreja Católica, uma rede de abusos sexuais e até mesmo o turco Ali Agca, que em 1981 tentou assassinar o Papa João Paulo II.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Há um novo método para medir buracos negros

Os buracos negros supermassivos são os maiores buracos negros, com massas que podem exceder mil milhões de sóis. Apenas esta primavera foi divulgada a primeira imagem do buraco negro supermassivo no centro da galáxia M87, …

E Tudo o Vento Levou… há 80 anos

E Tudo o Vento Levou celebra este domingo 80 anos de vida, marcando a data da sua estreia nos Estados Unidos. Oito décadas depois, o filme mantém-se como uma das maiores obras primas do cinema …

O problema impossível mais simples do mundo está a levar matemáticos à loucura

Matemáticos avisam os seus colegas para se manterem longe da conjetura de Collatz. No entanto, Terence Tao decidiu arriscar, e está muito perto de resolver aquele que muitos chamam de o problema impossível mais simples …

Soldados da Guerra Civil dos EUA pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias

Investigadores encontraram evidências que indicam que soldados da Guerra Civil norte-americana pintavam o cabelo para ficar melhor nas fotografias. Escavações em Camp Nelson, no Kentucky, revelaram restos de um estúdio de fotografia com 150 anos, o …

Chuva, vento forte e neve. Mau tempo vai agravar-se nas próximas 48 horas

A Proteção Civil alertou este domingo para um agravamento do estado do tempo nas próximas 48 horas, com períodos de chuva, possibilidade da queda de neve nas terras alta do norte e centro e ainda …

Descoberta nova espécie de aranha-violinista no Vale do México

Cientistas identificaram, no México, uma nova espécie de aranha com um veneno que, apesar de não ser fatal, é capaz de causar necrose na pele humana. Uma equipa de cientistas da Universidade Nacional Autónoma do México …

Já sabemos sobre o que conversam os orangotangos

Um novo estudo da Universidade de Exeter, em Inglaterra, desvendou a linguagem secreta dos orangotangos, descobrindo o que significam 11 sinais vocais e 21 gestos. Os investigadores passaram dois anos a filmar mais de 600 horas …

COP25 aprovou conclusões. Não há acordo para regulação dos mercados de carbono

A cimeira da ONU sobre o clima terminou hoje em Madrid assinalando a urgência para conter as alterações climáticas, mas a mais longa cimeira sobre o clima de sempre sem chegar a acordo nos pontos …

Afinal, os deuses da Antiguidade eram às cores (e já as podemos ver)

https://vimeo.com/379277357 Nos nossos livros da escola e em museus de todo o mundo, as obras de arte da antiga Grécia e Roma não têm cores: são simples, puro e branco mármore. Mas será este apenas um mito? …

A sede do petróleo está a levar os povos indígenas do Equador à extinção

Os povos indígenas do Equador estão sob ameaça dos interesses do território em que habitam. Quase metade das reservas equatorianas de petróleo estão debaixo do Parque Nacional Yasuní. Os interesses dos políticos e dos grandes magnatas …