/

Director da campanha do PS demite-se

2

ascenso.simoes / Facebook

Ascenso Simões, director da campanha dos PS nas Legislativas 2015

Ascenso Simões, director da campanha dos PS nas Legislativas 2015

Ascenso Simões, director da campanha do Partido Socialista para as Legislativas 2015, anunciou na sua página no Facebook ter informado o secretário geral do PS, António Costa, da sua decisão de cessar as suas funções.

No seu post no rede social, Ascenso Simões diz que quem é responsável por uma máquina deve assumir todas as falhas que ela demonstra e tirar ilações de tudo o que seja “reconhecido publicamente como erro”.

Cessação de funções |
Acabei de informar o secretário-geral do Partido Socialista da minha decisão de cessar as funções de diretor de campanha.
Quem é responsável por uma máquina deve assumir todas as falhas que ela demonstra, deve tirar ilações de tudo o que, publicamente, se reconhece como erro.
Tenho um passado que não quero manchar, tenho pelo meu partido de mais de 35 anos um dever de lealdade.
E tenho pelo meu país o respeito de sempre ter feito política assumindo todas as responsabilidades de a fazer com elevação e com decência.
Fico agora mais livre para ser um simples militante que tudo vai fazer para que o PS se consagre como uma verdadeira força de progresso e de modernização da economia portuguesa.
Ascenso Simoes

A demissão do responsável de campanha do PS surge na sequência das sucessivas polémicas que nas últimas semanas foram causadas pelos cartazes do Partido Socialista.

Depois das críticas surgidas há duas semanas à volta dos cartazes “evangélicos” da campanha “É Tempo de Confiança“, no passado dia 5 um cartaz da campanha “Não brinquem com os números, respeitem as pessoas“ apresentou uma desempregada sem trabalho há cinco anos – ou seja, que perdeu o emprego durante o governo de José Sócrates.

Já esta sexta-feira, um outro cartaz da mesma campanha gerou polémica por ter apresentado o caso e a foto de uma jovem, Maria João Pinto, que não só não está desempregada como não autorizou o uso da sua foto nos cartazes da campanha.

DR

“Não estou desempregada desde 2012. Não me podem envolver assim. Estes dados são mentira”, garantiu Maria João Pinto, “estou revoltadíssima”.

Em nota oficial enviada à comunicação social, o Partido Socialista pediu esta sexta-feira desculpas públicas às pessoas envolvidas nos cartazes do partido.

O ex-deputado Duarte Cordeiro, vice-presidente da Câmara Municipal de Lisboa, é o novo director de campanha do PS.

ZAP

2 Comments

  1. …E outros cartazes, outras frases promo a António Costa financiadas por Carlos Silva e Sócrates!!! Outros entrosamentos…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.