Dilma “inconformada” com detenção de Lula

Antonio Cruz / Agência Brasil

Lula da Silva e Dilma Rousseff

Lula da Silva e Dilma Rousseff

A presidente do Brasil afirmou sentir-se inconformada com a atitude da Polícia Federal em deter o ex-presidente Lula da Silva.

Num comunicado divulgado esta sexta-feira, citado pela agência Lusa, Dilma Rousseff manifestou o seu “integral inconformismo” com o facto do ex-presidente ter sido “submetido a uma desnecessária condução coercitiva para prestar um depoimento”, visto que o mesmo já “compareceu voluntariamente para prestar esclarecimentos perante as autoridades competentes”.

A presidente considera “necessário que as investigações prossigam” mas alertou as autoridades para terem mais respeito pelos direitos individuais.

O ex-presidente Lula da Silva foi ontem detido, para prestar o seu depoimento no âmbito da investigação da operação Lava Jato, em São Paulo.

O Ministério Público brasileiro suspeita que Lula tenha obtido, de forma ilegal, favores, doações e o pagamento de serviços de palestras que chegam aos 7,2 milhões de euros.

O MP suspeita ainda que esse dinheiro tenha sido dado por empresas ligadas ao escândalo de corrupção na Petrobras, em troca do favorecimento nos contratos firmados por estas entidades com a petrolífera.

“Quem não deve não teme”

Horas depois de ter sido detido pelas autoridades brasileiras, Lula falou aos mais de cinco mil militantes que o esperavam na sede do Partido dos Trabalhadores, em São Paulo.

Segundo o Expresso, o ex-presidente disse estar “vivo” e preparado para disputar a Presidência em 2018.

“A partir de hoje, a resposta que posso dar é ir para as ruas e dizer: ‘estou vivo e sou mais honesto do que vocês‘”, afirmou.

Lula criticou ainda a atitude da Polícia Federal brasileira, considerando-a “desnecessária”, visto já ter colaborado outras vezes com as autoridades.

“Se o juiz Moro ou o Ministério Público quisessem me ouvir, era só ter-me mandado um ofício e eu ia como sempre fui porque não devo e não temo“, acusou, citado pelo Observador.

Em declarações aos jornalistas, o ex-presidente afirmou que se sentiu como “um prisioneiro” durante a ação da polícia.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Mexia não vai deixar que chineses interfiram no plano estratégico da EDP

O presidente da EDP, António Mexia, garantiu que não vai deixar que nenhum acionista impeça o desenvolvimento do plano estratégico da empresa, deixando o aviso à China Three Gorges. Em entrevista concedida ao Jornal Económico, António …

Impostos indiretos subiram com Governo de Costa e são já 55% da carga fiscal

Os impostos indiretos têm vindo a aumentar em Portugal. Dados da Direção-Geral do Orçamento mostram que o peso da tributação indireta no total da receita fiscal do subsector Estado, em 2018, ascendeu a 55,4%, o …

Espanha pode ficar isenta de cumprir caudais do rio Tejo por causa da falta de chuva

Os caudais do Tejo podem ficar ainda mais baixos dentro de semanas. Com a falta de chuva, Espanha deverá invocar a exceção prevista na Convenção de Albufeira para não libertar os valores mínimos de água …

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …