Dia dos Fiéis em pandemia: cemitérios fechados ou com cinco pessoas por campa

Face à pandemia de covid-19, as autarquias estão a tomar medidas preventivas para controlar a afluência de pessoas aos cemitérios durante o Dia dos Fiéis Defuntos.

O Dia dos Fiéis Defuntos acontece a 2 de novembro e milhares de portugueses deslocam-se até aos cemitérios para honrar e relembrar aqueles que já não estão entre nós. No entanto, em tempos de pandemia, as circunstâncias mudaram e temos um novo normal.

Neste dia, há cemitérios que não vão abrir de todo, enquanto alguns optam por ter um máximo de cinco pessoas por campa ou visitas de 15 minutos.

Segundo o jornal Público, entre 31 de outubro e 2 de novembro, muitas câmaras municipais e freguesias optaram por manter os portões dos cemitérios fechados.

Barcelos, Espinho, Esposende, Estarreja, Famalicão, Guimarães, Gondomar, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Póvoa de Varzim, Santa Maria da Feira, Vila do Conde, Trofa, S. João da Madeira e Vale de Cambra são exemplos de alguns cemitérios que não abrirão portas.

Por outro lado, Amares, Braga, Cascais, Coimbra, Gaia, Marinha Grande, Olhão, Porto, Vila Pouca de Aguiar, Vila Real, Vila Verde e Viana do Castelo, por exemplo, vão permanecer abertos.

“Não foi uma decisão fácil”, admite Luísa Salgueiro, presidente da Câmara de Matosinhos, um dos municípios cujos cemitérios não vão abrir. “Foi concertada com a autoridade de saúde pública e resulta da situação [epidemiológica]”. Para compensar, alargou-se o horário durante a semana das 7h à 20h.

Alguns municípios decidiram antecipar as restrições, como é o caso de Gondomar, que já este fim de semana não abrirá os 25 cemitérios. “Não tem havido grande contestação”, salienta o autarca Marco Martins.

O padre Manuel Barbosa, porta-voz do Conferência Episcopal Portuguesa, repete o pedido de equilíbrio entre “os imperativos de proteger a saúde pública e o respeito pelos direitos dos cidadãos”. Assim, o padre apela a que os cemitérios estejam abertos, mesmo que com medidas suplementares de proteção.

Os municípios que decidiram manter os cemitérios abertos reiteram o uso de máscara, a higienização das mão, o distanciamento físico e o cumprimento dos circuitos de entrada e saída.

Muitos definiram um tempo limite de permanência. Em Braga, só se pode estar no cemitério durante uma hora. Em Vila Verde, são apenas 15 minutos, por exemplo. Algumas autarquias até pediram às forças de segurança para controlar a situação.

“Tudo tem risco, a questão é como vivemos com ele para que seja o menor possível”, comenta, por sua vez, o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, onde os cemitérios manter-se-ão abertos, com um máximo de cinco pessoas por campa.

Já o autarca de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, diz que “não podemos andar a dizer que é preciso restabelecer uma certa normalidade e fechar os cemitérios no único dia em que as floristas podem recuperar”.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar quem não estiver vacinado contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …