DGS justifica ajuste directo em contrato de preservativos: técnico colocou um pisco por engano

A Direcção-Geral de Saúde adquiriu, por ajuste directo, 150 mil preservativos femininos e um milhão de embalagens de gel lubrificante, violando a lei dos contratos públicos. E a culpa foi de um técnico.

A compra de 150 mil unidades de preservativos femininos e de um milhão de unidades de gel lubrificante à empresa Hemicare, feita pela Direcção-Geral de Saúde (DGS) no âmbito das campanhas de prevenção do VIH/SIDA, está reportada na base de dados do governo, com as informações dos contratos públicos adjudicados e foi denunciada pelo blogue Má Despesa Pública.

No registo do contrato especifica-se que este foi celebrado a 20 de Janeiro de 2014 por um valor de 169.500 euros e por ajuste directo. Aquele montante obrigava a entidade a lançar um concurso público, para auscultar eventuais propostas mais vantajosas para a DGS – os contratos por ajuste directo só podem ser realizados até ao valor de 74.999 euros.

Segundo o CM, o Ministério da Saúde explica esta violação da lei com um “lapso” de um técnico, que ao efectuar o registo na base de contratos públicos online “não clicou na hipótese de compra ao abrigo do acordo-quadro”, colocando por engano “o pisco na hipótese de ajuste directo”.

A este diário, o Ministério garantiu ainda que será feita a correcção do “lapso”.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Que desculpa mais parva! Agora, as compras por ajuste directo estão à mercê de “erros” de piscos de funcionários, que ninguém superior verifica nem aprova. Querem que nós acreditemos?!… LOL
    Mas se for mesmo assim, então a culpa é do superior que deixou passar o erro e aprovou o pagamento.
    Viva a gestão da coisa pública! Paga, Zé Otário!

    • Não só a desculpa è parva, é mesmo a gozar com o pessoal.

      Se o problema è o “pisco”, porque é que o software não se encarrega disso?
      O montante está “abaixo” do pisco, passa, se não está não passa.
      O ‘gamano’ que estiver ao terminal haverá de dar-se conta de se ter enganado no “pisco”…..

  2. A ser verdade esta noticia só confirma maaaaaiis uma vez país que temos (corruptos e ou incompetentes a governar-nos) se a adjudicação for avante, pois se (por exemplo) não nos perdoam uma multa de excesso de velocidade porque temos de saber e cumprir a lei, então a empresa que concorreu a este fornecimento também deveria saber que o concurso não era legal por não cumprir os requisitos da lei podendo vir a ser considerado nulo.

  3. Não percebi… Afinal a compra foi por ajuste directo, ou foi por concurso? Pelo que li… A compra foi por concurso.. Houve sim foi um erro no registo da mesma na base de dados online dos concursos públicos…

    … é se assim foi… Também não é assim nada de escandaloso.. é apenas um erro de um funcionário a fazer um registo em base se dados… acontece a qualquer um! Como profissional no ramo consigo entender perfeitamente o cenário onde isso possa acontecer.. não entendo o drama!

    Para mais… Tendo sido concurso público.. Tem tb de haver registo anterior do mesmo.

  4. Nós precisamos de mtos preservativos … já que o PS só nos quer f***r (e há mtos portugueses que gostam disso).

  5. São mais Técnicos que trabalhadores na Direcção-Geral de Saúde!
    Quem seria o técnico? não estávão todos de folga?.

Responder a RR Cancelar resposta

Associados podem ser chamados a resolver "buraco" do Montepio

Os cerca de 630 mil associados e pensionistas da Associação Mutualista Montepio Geral correm o risco de virem a ser chamados para resolver as perdas da instituição financeira, escreve o jornal Público. De acordo com o …

Bolívia divulga vídeo que sugere que Morales incitou bloqueios à entrada de alimentos

Arturo Murillo, ministro do Governo da Bolívia, divulgou na manhã de quarta-feira um vídeo que sugere que o antigo presidente do país, Evo Morales, incitou os bloqueios à entrada de alimentos que fragiliza o país. Os …

Christine Lagarde foi conselheira de duas empresas sediadas em paraísos fiscais

Christine Lagarde, presidente do Banco Central Europeu (BCE) desde outubro, foi conselheira de duas filiais da empresa de advocacia Baker & McKenzie (BM) entre 2003 e 2005, ambas sediadas em países considerados à data paraísos …

Provas contra Trump "são claras". "Ele usou o cargo para fins pessoais", diz Nancy Pelosi

A presidente da Câmara dos Representantes e líder da maioria democrata na câmara norte-americana, Nancy Pelosi, declarou na quinta-feira que considera já haver provas suficientes para afirmar que o Presidente deve ser destituído. Contudo, segundo avançou …

Benfica tem seis jogadores de malas feitas. Um deles chegou em julho

Há seis jogadores que poderão estar de saída do emblema da Luz, sendo que um deles, Caio Lucas, chegou em julho ao clube. O agente de Samaris já veio negar a saída do seu cliente. Bruno …

"Poderia juntar-se a Mourinho". Bale criticado por comportamento "infantil"

A atitude do internacional galês Gareth Bale continua a render críticas. Desta vez foi o antigo presidente do Real Madrdi Rámon Calderón, que considerou o comportamento do futebolista infantil. Em causa esta a atitude do …

Norte quer fundos de Bruxelas para ligação ao TGV espanhol

Pela primeira vez, a região norte do país antecipou a lista de prioridades para os fundos europeus, escreve o Jornal de Notícias, que dá conta uma das propostas passa por usar os fundos de Bruxelas …

Falta de médicos leva IPO de Lisboa a adiar consulta de paciente com 90 anos para 2021

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa adiou a consulta de um paciente nonagenário que estava marcada para janeiro de 2020 para o ano seguinte, isto é, para janeiro de 2021 devido à falta …

Eis a Cybertruck, a "pickup" elétrica da Tesla que já tem bilhete para Marte

A Tesla lançou o seu modelo de carrinha "pickup" elétrica, Cybertruck, com uma autonomia máxima de 800 quilómetros. Musk diz que vai haver uma versão especial que será a carrinha oficial de Marte. Após uma longa …

Rio não responde a críticas de adversário. "Estou na Croácia, não estou no Montenegro"

O presidente do PSD seguiu a regra de não falar de política interna fora do país e só abriu uma exceção para falar da manifestação dos polícias. Depois do discurso que tinha feito no Congresso do …