DGPC investiga estragos no Convento de Cristo durante filme de Terry Gilliam

Concierge.2C / wikimedia

Convento de Cristo em Tomar

Convento de Cristo em Tomar

A Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) anunciou que vai abrir um inquérito para apurar a veracidade sobre alegados estragos provocados no Convento de Cristo, em Tomar, durante a rodagem do filme de Terry Gilliam “O Homem que Matou D. Quixote”.

“Na sequência de algumas situações e acontecimentos tornados públicos sobre o Convento de Cristo, em Tomar, a DGPC informa que vai abrir um inquérito para apurar a sua veracidade”, afirma o organismo que tutela o monumento numa resposta enviada à Lusa.

A posição surge após testemunhas não identificadas terem dito, em reportagem no “Sexta às 9”, da RTP1, que a rodagem do filme deixou “o claustro de D. João II todo partido”, “pedras danificadas”, “árvores totalmente cortadas pela raiz”, “telhas partidas por todo o lado” e levou à realização de “uma fogueira de 20 metros de altura”.

O Bloco de Esquerda (BE) reagiu requerendo a audição no parlamento, com carácter de urgência, do ministro da Cultura, manifestando a “perplexidade” com a informação divulgada pela RTP.

“Os relatos incluem a realização de uma fogueira, pedras centenárias partidas ou com arestas fracturadas, pelo facto de se terem fixado adereços e panos às colunas e outras estruturas, cantarias e telhas destruídas“, salienta o BE.

“Nas imagens televisivas, é ainda visível um aglomerado com dezenas de botijas de gás conectadas à rede de tubos que terá assegurado o fogo, na enorme pira”, acrescenta o partido.

Os deputados referem ainda testemunhos que relataram o ter-se gerado “uma enorme onda de calor provocada pelo fogo nas imediações da janela do Capítulo, jóia da arquitectura manuelina e ícone mundial do Convento de Cristo, pondo em risco tanto o monumento, como o grande número de figurantes presentes no local”.

Para os deputados, “mesmo que se paguem e que se reparem os estragos, irão fazê-lo com recurso a argamassas ou remendos, ou seja, os danos são irrecuperáveis“.

Terry Gilliam já reagiu às críticas, através do seu perfil do Facebook, garantindo que “não foram cortadas árvores, não foram partidas pedras”.

“Tudo o que fizemos lá foi para proteger o edifício de danos e conseguimos”, salienta ainda o realizador, frisando que não houve qualquer “desrespeito” pelo monumento que considera “um dos mais gloriosos” que já viu.

Sobre a fogueira diz que foi “inspirada pelas Las Fallas em Valência”, “um festival religioso onde todos os objectivos negativos do último ano eram sacrificados”.

O BE pede que sejam apuradas “responsabilidades, para que não se repitam situações similares que ponham em causa e em definitivo o património cultural português”.

O ministro da Cultura deverá ser questionado já sobre o assunto nesta terça-feira, dia em que está marcada uma audição parlamentar para discussão das políticas culturais e sobre o acto de vandalismo ocorrido recentemente no parque arqueológico de Foz Côa, onde um ciclista desenhou uma bicicleta numa gravura de 10 mil anos.

O Bloco lembra que o Convento de Cristo mereceu a classificação de Património da Humanidade pela UNESCO, sendo “um monumento de referência da época do Renascimento que integra a conhecida Janela do Capítulo da sacristia manuelina”, sendo “um ícone do património nacional e parte importante da sua história”.

Este filme de Terry Gilliam, sobretudo conhecido por ser um dos “Monty Python”, o grupo de humoristas britânicos, já esteve envolvido noutras polémicas, nomeadamente com o produtor português Paulo Branco.

“O Homem que Matou D. Quixote” é uma comédia co-produzida por Portugal, Espanha, França, Bélgica e Inglaterra que contou com um orçamento de 16 milhões de euros.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Provas contra Trump "são claras". "Ele usou o cargo para fins pessoais", diz Nancy Pelosi

A presidente da Câmara dos Representantes e líder da maioria democrata na câmara norte-americana, Nancy Pelosi, declarou na quinta-feira que considera já haver provas suficientes para afirmar que o Presidente deve ser destituído. Contudo, segundo avançou …

Benfica tem seis jogadores de malas feitas. Um deles chegou em julho

Há seis jogadores que poderão estar de saída do emblema da Luz, sendo que um deles, Caio Lucas, chegou em julho ao clube. O agente de Samaris já veio negar a saída do seu cliente. Bruno …

"Poderia juntar-se a Mourinho". Bale criticado por comportamento "infantil"

A atitude do internacional galês Gareth Bale continua a render críticas. Desta vez foi o antigo presidente do Real Madrdi Rámon Calderón, que considerou o comportamento do futebolista infantil. Em causa esta a atitude do …

Norte quer fundos de Bruxelas para ligação ao TGV espanhol

Pela primeira vez, a região norte do país antecipou a lista de prioridades para os fundos europeus, escreve o Jornal de Notícias, que dá conta uma das propostas passa por usar os fundos de Bruxelas …

Falta de médicos leva IPO de Lisboa a adiar consulta de paciente com 90 anos para 2021

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa adiou a consulta de um paciente nonagenário que estava marcada para janeiro de 2020 para o ano seguinte, isto é, para janeiro de 2021 devido à falta …

Eis a Cybertruck, a "pickup" elétrica da Tesla que já tem bilhete para Marte

A Tesla lançou o seu modelo de carrinha "pickup" elétrica, Cybertruck, com uma autonomia máxima de 800 quilómetros. Musk diz que vai haver uma versão especial que será a carrinha oficial de Marte. Após uma longa …

Rio não responde a críticas de adversário. "Estou na Croácia, não estou no Montenegro"

O presidente do PSD seguiu a regra de não falar de política interna fora do país e só abriu uma exceção para falar da manifestação dos polícias. Depois do discurso que tinha feito no Congresso do …

Hospitais públicos têm mais de 650 milhões de euros de dívidas em atraso

As dívidas em atraso dos hospitais pertencentes ao Serviço Nacional de Saúde têm vindo a crescer desde o início do ano. Em setembro, o valor fixava-se nos 650 milhões de euros. Hospitais públicos acumulam 651,6 milhões …

Bolsonaro quer isentar polícias de punições por crimes cometidos em serviço

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse na quinta-feira que enviou ao Congresso Nacional um projeto de lei para isentar agentes das forças armadas e das polícias de eventuais punições criminais durante operações de segurança. De …

Dragões de Ouro. O "patinho feio" galardoado e o miúdo blindado a ouro

O FC Porto realizou esta quinta-feira a cerimónia anual de entrega dos Dragões de Ouro. O destaque foi para Marega, que recebeu o prémio de futebolista do ano. Fábio Silva venceu o prémio de revelação …