Director da PJ Militar e comandante da GNR de Loulé detidos no caso do roubo de Tancos

Paulo Novais / Lusa

Entrada dos Paióis Nacionais do Polígono Militar de Tancos

A Polícia Judiciária deteve, nesta terça-feira, o director da Polícia Judiciária Militar, coronel Luís Augusto Vieira, e o comandante da GNR de Loulé, sargento Lima Santos, numa investigação relacionada com o furto de armas de guerra em Tancos.

A TSF adianta que, até ao momento, já foram detidas cinco pessoas no âmbito deste processo que levou também a buscas em vários locais nas zonas da Grande Lisboa, Algarve, Porto e Santarém.

A estação acrescenta que “há oito mandatos de detenção para levar a cabo ainda esta terça-feira”.

Segundo um comunicado da Procuradoria-Geral da República (PGR), neste inquérito “investigam-se as circunstâncias em que ocorreu o aparecimento, em 18 de Outubro de 2017, na região da Chamusca, de material de guerra furtado em Tancos“.

Em causa, adianta o comunicado, estão “factos susceptíveis de integrarem crimes de associação criminosa, denegação de justiça, prevaricação, falsificação de documentos, tráfico de influência, favorecimento pessoal praticado por funcionário, abuso de poder, receptação, detenção de arma proibida e tráfico de armas“.

Entretanto, fonte da GNR disse à agência Lusa que estão a decorrer buscas no Núcleo de Investigação Criminal da Guarda em Loulé, em busca de provas sobre o comportamento de três militares desta força policial.

Na Operação Húbris, participaram cinco magistrados do Ministério Público e cerca de uma centena de investigadores e peritos da Polícia Judiciária.

Segundo a PGR, o inquérito corre termos no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), sendo o Ministério Público coadjuvado pela Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT).

Os detidos serão presentes ao Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

O furto de material militar dos paióis de Tancos – instalação entretanto desactivada – foi revelado no final de Junho de 2017. Entre o material furtado estavam granadas anti-tanque, explosivos de plástico e uma grande quantidade de munições.

Em 18 de Outubro, a Polícia Judiciária Militar recuperou, na zona da Chamusca, quase todo o material militar que tinha sido furtado da base de Tancos, à excepção das munições de 9 milímetros.

Contudo, entre o material encontrado, num campo aberto a 21 quilómetros da base de Tancos, havia uma caixa com cem explosivos pequenos, de 200 gramas, que não constava da relação inicial do material que tinha sido furtado, o que foi desvalorizado pelo Exército e atribuído a falhas no inventário.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. Caça às bruxas… para lavar a barra suja do ministro da defesa, que é politicamente responsável pelo que se passou.
    Os dois bodes expiatórios agora detidos, dificilmente terão alguma responsabilidade na habitual bagunça em que vivem as instalações militares do país.
    Mais importante do que andar a descobrir culpados (que serão muitos mais a começar nos anteriores e actual ministro e nos generais) era necessário apresentar ao país as medidas concretas para esta pouca vergonha não voltar a acontecer.
    Não foi a primeira. Quem não se lembra do roubo das pistolas Glock até hoje sem resposta ??

    • Só palermices!…
      Pois, coitadinhos… e foram logo escolher um Coronel para bode expiatório!…
      Brilhante…
      O que interessa são os responsáveis de facto; os responsáveis políticos só interessam aos outros políticos – que são tão bons ou piores do que estes!!
      Ou agora, se calhar, os ministros (ou generais) é que vão fazer segurança aos paióis e controlar a armas – enquanto os comandantes das unidades só vão lá dormir a sesta!…
      As pistolas Glock furtadas eram da PSP e nada tem a ver com os militares ou com o Ministério da Defesa!!

  2. Sempre pensei que os assaltantes estavam dentro do próprio exército. E possivelmente isso vai-se confirmar. Por isso é que o Ministro respetivo até tinha vergonha de contar a história ao chefe supremo das forças armadas. A confirmar-se, devia também ser corrido.

  3. É de uma gritante irresponsabilidade e má fé o vosso título!…

    Independentemente de tudo o resto, “abreviar” no título “Comandante da GNR de Loulé” (um sargento), para apenas “Comandante da GNR”, transmitindo a ideia subliminar de se poder tratar do “Comandante (Geral) da GNR” (um General), é de uma falta de honestidade que só vos diminui como órgão de Comunicação Social!… Espero que corrijam este erro crasso, com a mesma notoriedade do vosso título inclassificável!…

  4. Passado tanto tempo andam agora a encontrar pistas? Quanto a mim o único culpado foi o básico lá do quartel que normalmente faz a limpeza da parada, foi aos paióis fazer limpeza meteu tudo em sacos do lixo e no dia seguinte passou o carro do lixo e levou tudo para a lixeira que pelos vistos até é lá na zona onde foram encontradas armas, daí ao ar angélico do senhor ministro da tutela em não querer molestar o pobre soldado.

  5. O Sr Ministro da Defesa Nacional andou, anda e andará a apanhar bonés desde sempre.

    Os militares fazem o que querem e bem lhes apetece e o Ministro ainda os Condecora por tudo e por nada.

    Lembram-se das “brilhantes” conclusões a que a investigação da PJM tinha chegado?

    Isto não são umas F Armadas, é um grupo de bandoleiros.

Cofre de antigo caçador de vampiros vai a leilão no Reino Unido. Está repleto de objetos

O cofre de um caçador de vampiros do século XIX vai ser leiloado em Dervyshire, no Reino Unido, informou a leiloeira Hansons. Em causa está uma caixa antiga, forrada a seda vermelha e decorada com …

Bombeiro morre no combate a um incêndio na Serra da Lousã

Um bombeiro morreu este sábado durante o combate a um incêndio na Serra da Lousã, disse à agência Lusa o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes. O autarca desconhece as circunstâncias em que ocorreu a …

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …