Desconto para emigrantes vale menos do que regime para estrangeiros

José Sena Goulão / Lusa

O secretário-geral do Partido Socialista, António Costa

António Costa anunciou recentemente medidas de incentivo para emigrantes que quisessem regressar a Portugal. No entanto, e à exceção dos patrões, ninguém mais parece ter ficado convencido. Choveram críticas e, por isso, o primeiro-ministro continua com o rol de justificações – que já chegou ao Facebook.

A medida, que até já tinha sido anunciada no Congresso do Partido Socialista, chegou a semana passada ao debate político, mas, ao contrário do que o Governo tinha antecipado, o anúncio não parece ter convencido, aponta a revista Sábado. Desde logo, a medida foi considera avulsa, injusta e pouco eficaz.

O desconto de 50% no IRS, apenas interessa a quem tem salários mais altos. No entanto, quem tem remunerações mais altas encontra mais vantagens no regime dos residentes não habituais (RNH) do que na solução que está prometida para o Orçamento do Estado para 2019 – ou seja, o desconto anunciado por Costa vale menos do que regime para estrangeiros, segundo o Diário de Notícias.

À luz das taxas aplicadas aos vários escalões de rendimento e à taxa adicional de solidariedade que incide sobre o rendimento que excede os 80 mil euros e os 250 mil euros anuais (2,5% e 5%, respetivamente), Manuel Faustino, fiscalista e antigo diretor do IRS, disse, em declarações ao DN, não ter dúvidas: o regime dos RNH é “mais apelativo”.

O regime dos RNH entrou em vigor em 2009 e foi clarificado em 2012, ano a partir do qual ganhou um forte impulso. No final de 2016, últimos dados disponibilizados, tinha sido concedido este estatuto a 10.684 pessoas. Além de isentar do pagamento de IRS os rendimentos de pensões, o regime permite a profissionais ligados a atividades de elevado valor acrescentado pagar uma taxa reduzida de 20% de imposto.

Rol de justificações

Com isto, chegaram críticas de todo o lado, desde a esquerda até à direita, tornando-se difícil perceber com que partidos poderia o executivo de António Costa contar para conseguir aprovar a medida no Parlamentos. As confederações patronais foram as únicas a manifestar apoio ao líder do PS.

Ciente da falta de apoio, António Costa tem explicado que a medida não está completamente fechada, podendo ainda sofrer alterações ou melhoramentos. Nesta sexta-feira, o primeiro-ministro volta a abordar o tema através de um vídeo partilhado no Facebook do Partido Socialista, no qual aproveita para esclarecer alguns pontos sobre a medida.

Incentivos ao regresso de emigrantes

A propósito das medidas de incentivo ao regresso de emigrantes portugueses, António Costa – em mensagem vídeo – esclarece alguns dos pontos que têm gerado mais comentários.#JuntosFazemosPortugalMelhor#PortugalMelhor

Publicado por Partido Socialista em Sexta-feira, 31 de Agosto de 2018

“Uma crítica que tenho ouvido é que esta proposta não resolve tudo. Claro que não”, assume desde logo António Costa, consciente de que só o aumento do emprego pode ajudar a convencer quem emigrou a voltar e explicando que foi por isso que fez do emprego a sua prioridade na governação.

O Chefe do governo salienta ainda que os salários são um fator importante para os que tencionam voltar: “Não temos dúvida de que é necessária uma nova política salarial”, afirma, recordando uma entrevista que deu recentemente ao semanário Expresso.

Costa recusa que a medida apresentada seja discriminatória, uma vez que o Governo também “procurado corresponder aos compromissos” assumidos com quem continuou no país nos momentos da crise, repondo rendimentos e direitos.

O primeiro ministro recorda que Portugal atravessou, entre 2011 e 2015, um pico de emigração como não tinha visto desde os anos 60, apontando, o que faz com que o Executivo acredite ser importante criar incentivos ao regressos dos emigrantes. No entanto, “claro que esta medida não obriga ninguém a voltar”, explica.

“Vou continuar atento. E, seguramente, como muitos já propuseram, é possível daqui até à versão final do Orçamento do Estado melhorar esta proposta, de forma a que possa corresponder àquele que tem de ser o nosso objetivo: Portugal tem de continuar a crescer e por isso tem de aproveitar os seus recursos, tem de apostar na inovação e tem de aumentar os seus recursos humanos. É isso que queremos fazer”, disse em declarações ao Diário de Notícias.

A medida conta do próximo Orçamento do Estado e prevê que os emigrantes que regressem a Portugal vão ter um desconto de 50% no IRS.

Esta será uma das medidas emblemáticas do OE: os emigrantes que regressem a Portugal só vão pagar metade do IRS e poderão deduzir custos de instalação como despesas com a viagem de regresso e habitação

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Mais uma brincadeira com emigrantes! Para que estes voltem não há necessidade de andar a inventar soluções disparatadas, basta seguir o caminho certo, criar condições para que o nível de vida dos portugueses seja equiparado aos seus parceiros europeus, ou seja seguir o mesmo caminho que estes seguiram.

  2. António Costa, popularucho, populista e cínico.
    Só contempla emigrantes que saíram no tempo do PPC. Os que saíram nos governos Sócrates ou Costa, não têm direito a nada.
    Mas esta mordomia é anti constitucional, já que descrimina portugueses pelo tempo e pela localização.
    Mas saberá António Costa ( e os geringonços ), que todos os emigrantes que arrendaram a sua casa em Portugal ao emigrarem para a sobrevivência, estão a pagar uma taxa obscena de 28% sobre as rendas, para lá dos juros bancários que já pagam, e dos juros que o banco entrega ao estado !?!?
    LADRÃO !!

  3. Ja estou la, esperem por mim que chego amanha! Vou deixar os Estados Unidos, aonde vivo ha mais de 43 anos e aonde ganho 65 dolares a hora, como eletricista, para ir viver na miseria. Portugal, por muito lindo que seja, nunca mais passara, para a minha familia, de pais de ferias. Passo ai duas semanas por ano e fico farto.

RESPONDER

Além de sermos bons ouvintes, também deveríamos tentar comunicar com extraterrestres

Desde há muito tempo que os seres humanos são fascinados pela ideia de não estarmos sozinhos no Universo. Um cientista sugere que para além de tentar escutar sinais extraterrestres, deveríamos também investir em enviar mensagens …

"Parasitas": O Melhor Filme dos Óscares chega à televisão

Parasitas vai passar na televisão esta sexta-feira (3), às 21h30, no canal TVCine Top. A produção de Bong Joon-ho angariou, nesta última award season, inúmeras nomeações, tendo sido Palma de Ouro no Festival de Cinema …

Países entram numa "guerra secreta" por ventiladores, admite agente da Mossad

Muitos países estão a utilizar os seus serviços de informações para a compra de material de saúde encomendado por outros, sobretudo ventiladores, para enfrentar a crise do novo coronavírus, disse um agente da Mossad, encarregado …

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …

Bill Gates deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia

Num artigo publicado no jornal norte-americano Washington Post, o fundador da Microsoft, Bill Gates, deixa três recomendações para os Estados Unidos combaterem a pandemia de covid-19, que já fez 43 mil mortes em todo o …