“Dança quem está na roda”, diz Marcelo sobre ausência do BE e PAN na China

José Sena Goulão / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República classificou esta segunda-feira a ausência do BE e do PAN (Pessoas-Animais-Naturez) a na sua visita de Estado à República Popular da China como “um sinal da liberdade que existe em Portugal”.

Em declarações aos jornalistas, me Xangai, Marcelo Rebelo de Sousa referiu que “não é a primeira vez que acontece” e defendeu que “assim deve ser, a escolha deve ser livre”.

Questionado sobre se não ficaria mais confortável se na China estivesse acompanhado por todos os partidos com representação parlamentar, respondeu: “Não, eu fico confortável com aqueles que vêm. Sabem, o povo português diz uma coisa: dança quem está na roda”.

“Portanto, quem quer estar na roda, está na roda. Quem está na roda, dança. Quem não quer estar na roda, não dança daquela vez, dança da próxima”, completou.

Por seu lado, o deputado único do PAN, André Silva, mostrou-se “positivamente surpreendido” com o Chefe de Estado por ter abordado a questão dos direitos humanos na visita à China, mas criticou a incoerência da diplomacia portuguesa nesta questão.

Numa entrevista à agência Lusa, que será divulgada no fim-de-semana, o deputado do PAN considerou que Marcelo Rebelo de Sousa “tem estado acima daquilo que tem sido a sensibilidade dos partidos políticos” na questão dos direitos humanos e também noutras matérias, aproveitando para criticar a posição do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

“É absolutamente incoerente quando Santos Silva diz que não dá lições de direitos humanos à China, mas depois vai dá-los à Venezuela. É conforme dá ou não jeito aos interesses económicos portugueses”, argumentou o deputado que se recusou a integrar a comitiva da visita de Estado do Presidente português à China em sinal de protesto.

André Silva lembrou que a China tem “cada vez mais interesses económicos em Portugal e na Europa”, mas as diplomacias portuguesas e europeias estão a perder a oportunidade de colocar na agenda a questão dos direitos humanos.

“Penso e sinto que estamos a perder uma oportunidade para que Portugal e a Europa possam forçar o debate dos direitos humanos e da autodeterminação do povo tibetano juntamente com o regime chinês”, sustentou.

O PAN “estará disponível para ir a qualquer viagem”, à China ou a qualquer outro país, “desde que haja abertura, que não há, do regime chinês para falar dos direitos humanos”, salientou. “Seria hipócrita ir à China deixar-me fotografar com os dirigentes chineses e para falar das relações seculares, mas perante uma recusa total em falar dos direitos humanos”, defendeu. André Silva admitiu que Marcelo “falou bem”, mas recordou que o Presidente português “não teve qualquer resposta” por parte do seu homólogo chinês”.

No sábado, em Pequim, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu o “respeito efetivo pelos direitos humanos” a nível global, numa intervenção perante o Presidente da China, Xi Jinping, e o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres.

Marcelo Rebelo de Sousa prossegue esta terça-feira em Xangai a sua visita de Estado à República Popular da China, com uma agenda que inclui um seminário económico luso-chinês, em que deverão ser assinados acordos bilaterais.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bill Gates é o homem mais admirado do mundo. Ronaldo também está na lista

O cofundador da Microsoft já não é o homem mais rico do mundo, mas continua a ser o mais admirado. Cristiano Ronaldo é o 7.º. Na semana passada, Bill Gates perdeu o lugar que ocupava há …

Volvo vai chamar à oficina mais de 500 mil carros até ao fim do ano

O problema detetado no motor dos carros poderá afetar os automóveis a diesel de quatro cilindros, construídos entre 2014 e 2019, nas marcas V40, o V60, V70, S80 e XC60. A Volvo retirou cerca de 70 …

A baunilha é mais cara do que a prata (e há já quem mate pelo "ouro verde")

A baunilha, que era vendida em 2015 por cerca de 90 euros o quilograma, disparou no ano passado para 535 euros, ultrapassando assim o valor da prata. Esta subida que quase sextuplicou o valor da …

"Nova Expo". 300 milhões para requalificar zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada

O projeto que vai requalificar a zona ribeirinha entre Pedrouços e Cruz Quebrada conta com um investimento de 300 milhões de euros. À zona ocidental de Lisboa já lhe chamam de "nova Expo". A zona ribeirinha …

Descoberta imensidão de tesouros arqueológicos ao largo da Galiza. São mais de 1.600 objetos

Trabalhos de arqueologia subaquática ao largo das costas galegas permitiram descobrir nas últimas três décadas um total de 1600 objetos arqueológicos. As peças afundaram-se ao longo dos séculos durante inúmeros naufrágios e ali se foram acumulando. …

27 anos depois, Clã anunciam saída de dois elementos

Mais de um quarto do século após a sua formação, a banda do Porto vê dois dos seus elementos fundadores partirem. Os Clã anunciaram a saída de dois dos seus elementos através de um comunicado publicado …

Reduzir o uso de ar condicionado pode ajudar a salvar vidas

Há muitas pessoas a precisar da ajuda preciosa do ar condicionado para sobreviver a temperaturas cada vez mais altas. Contudo, aquele que pensamos ser o nosso maior aliado pode ser, na verdade, o nosso pior …

Porto vai ter policiamento gratificado em "zonas particularmente sensíveis"

Rui Moreira diz que nos últimos 20 anos não houve investimento na polícia e afirma que o espaço público "não pode ser apropriado por gangues". O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, anunciou esta segunda-feira …

Altos níveis de ferro associados a um menor risco de doença cardíaca

Diferentes níveis de ferro podem ter efeitos dispares na nossa saúde. Uma equipa de cientistas descobriu uma associação entre altos níveis de ferro e um menor risco de doença cardíaca. A tarefa não foi propriamente fácil …

Quénia. Ministro das Finanças preso por suborno e fraude

O Ministro das Finanças do Quénia, Henry Rotich, e vários funcionários do seu ministério foram presos esta segunda-feira por suborno e fraude num projeto de construção de duas barragens que envolve milhões de dólares. Em declarações …