Cronista do “Observador” é o autor do falso plano de desconfinamento (mas não sabe quem o divulgou)

Carlos Macedo e Cunha, cronista convidado do jornal digital Observador, é o autor do plano de desconfinamento que foi posto a circular nas redes sociais, mas garante desconhecer como é que o documento se tornou público.

Esta quinta-feira, começou a circular nas redes sociais um alegado plano de desconfinamento que teria início já no mês de março. O Governo já veio avisar que o documento é falso e vai fazer uma denúncia ao Ministério Público (MP).

O documento falso apresenta várias datas para o desconfinamento, como o fim do confinamento geral; a reabertura de estabelecimentos como os cabeleireiros e a retoma do ensino presencial. Mas nenhuma destas informações é verdadeira.

De acordo com o Observador, o autor do ficheiro foi Carlos Macedo e Cunha, colunista convidado do mesmo jornal digital.

O semanário Expresso nota que, abrindo as propriedades do documento, pode ver-se que este é originário de um ficheiro Excel cuja autoria é de Carlos Macedo e Cunha e que foi criado poucos minutos depois da meia-noite desta quinta-feira.

Em declarações ao Observador, Macedo e Cunha admitiu a autoria do documento, que afirma ter sido partilhado num “grupo fechado de amigos”. “Alguém se aproveitou indevidamente do facto de termos pegado naquele template”, disse.

Questionado sobre por que o ficheiro é coincidente com o plano de desconfinamento apresentado em abril de 2020, o autor justifica que fez “download de vários planos” da Austrália, Nova Zelândia e usou o plano de desconfinamento do ano passado “enquanto versão pré-draft”.

Macedo e Cunha justificou a opção pelo desenho em formato de tabela por ser “mais simples de partilhar com todas estas entidades que muito respeitamos”.

Segundo Macedo e Cunha, o objetivo passava por fazer uma discussão mais alargada e enviar posteriormente os contributos para os “grupos parlamentares, Presidente da República e primeiro-ministro”.

“Usei o template [do plano de desconfinamento publicado a 30 de abril de 2020 pelo Governo] para começar o trabalho entre nós. Mandei num grupo fechado a um conjunto de amigos”, justificou. Segundo o colunista, fariam parte do grupo de Whastapp alguns membros do ThinkTank informal “INFO | Covid-19”.

O grupo reúne especialistas das mais variadas áreas: o círculo “mais restrito” tem 15 pessoas, o mais alargado cerca de 100.

Questionado sobre a utilização dos logótipos oficiais do Governo num documento de trabalho, Macedo e Cunha disse que só constava a imagem do governo no ficheiro que foi partilhado nas redes sociais e que o documento final que seria enviado à Assembleia da República nada teria a ver com o que foi difundido.

Em declarações ao jornal Público, o colunista garantiu desconhecer como é que o documento se tornou público. “Não sei quem foi”, assegurou.

“Não era suposto ter sido divulgado e terá sido certamente por lapso e de forma não intencional”, afirmou ao Expresso. “A minha atividade profissional não me permite ter muito tempo para contribuir para a cidadania mas, quando posso, faço isto como bom cidadão e vontade de ajudar. Vamos lá levar o país para a frente e colocar a economia crescer. Não percamos mais tempo com fake news”.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. … ser apanhado a falsificar um documento com o logotipo do governo… imagino o quanto lhe convém que não se perca mais tempo. Pode até ser inocente (o mais provável) mas a responsabilização perante o cargo que ocupa tem de existir e ter consequências, para não abrir precedentes.

RESPONDER

Abominável (e falso) Homem das Neves. Líder russo usou Yeti para atrair turistas para a Sibéria

Um dos líderes regionais mais antigos de Vladimir Putin confessou ter encenado avistamentos falsos de Yetis numa tentativa de encorajar o turismo na Sibéria. Aman Tuleev, um dos líderes regionais de longa data do Presidente russo …

Irão já está a enriquecer urânio a 60%

O Irão avisou e já está a cumprir. Menos de uma semana depois de ter acusado Israel de um ataque contra a sua principal central nuclear, o país diz estar a enriquecer urânio com uma …

Salvini vai a julgamento em Itália por bloqueio de migrantes em navio

Matteo Salvini, líder do partido de extrema-direita italiano Liga, vai ser julgado por acusações de sequestro pela sua decisão de impedir o desembarque de 147 migrantes resgatados no Mediterrâneo pela Open Arms, em agosto de …

Maldivas ponderam oferecer vacinas aos turistas

As Maldivas estão a ponderar dar aos turistas a vacina contra covid-19 quando chegarem para férias, de modo a incentivar o turismo. As Maldivas estão prontas para enfrentar a concorrência acessa assim que o turismo reabrir …

SOS Racismo diz que SEF atentava contra direitos dos imigrantes e aplaude extinção

O Governo decidiu extinguir o SEF e substituí-lo pelo novo Serviço de Estrangeiros e Asilo, com diferentes moldes de funcionamento. A associação SOS Racismo congratulou-se este sábado com a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras …

Vem aí a Transporter, a van elétrica (e totalmente autónoma) para serviços de entregas

A Mobileye, uma subsidiária da Intel, fechou uma parceria com a startup Udelv para lançar um serviço de entregas em grande escala e com veículos totalmente autónomos já em 2023. A Mobileye, uma subsidiária da Intel …

Ensino à distância roubou a muitos universitários a licenciatura de que estavam à espera

A pandemia de covid-19 obrigou o ensino superior a reinventar-se e se alguns cursos conseguiram adotar o modelo online sem prejuízos, noutros casos o ensino a distância impediu aulas práticas, roubando aos estudantes a licenciatura …

Fernando Medina de pedra e cal em Lisboa. Carlos Moedas não ameaça socialista

Numa sondagem feita pela Intercampus para o jornal Novo, a coligação PSD-CDS surge mais de 20 pontos percentuais abaixo do provável recandidato socialista.  Fernando Medina poderá reforçar em cinco pontos percentuais a votação que teve em …

No Brasil, mais de 40 pessoas foram vacinadas por engano contra a covid-19

O caso está a gerar polémica no Brasil, uma vez que, entre o grupo vacinado, está uma grávida e crianças com idades entre os seis meses e seis anos. Um total de 46 pessoas que precisavam …

O último adeus ao príncipe Filipe, duque de Edimburgo

O funeral do príncipe Filipe, que faleceu há uma semana com 99 anos, esteve em preparação durante 18 anos. O próprio duque de Edimburgo esteve envolvido no seu último adeus, que se realizou este sábado …