Críticas de Sócrates são “dinheiro em caixa” para Costa

Mário Cruz / Lusa

O comentador da SIC, Luís Marques Mendes, disse, este domingo, que o artigo de opinião do ex-primeiro ministro no Expresso beneficia António Costa. “Sócrates é um ativo tóxico” e “não tem razão na crítica que faz”, defende.

As críticas de José Sócrates a António Costa, num artigo de opinião no jornal Expresso, parecem ter sido feitas “de encomenda”, defendeu este domingo o comentador da SIC Luís Marques Mendes, para quem as palavras do ex-primeiro-ministro beneficiaram o atual chefe do Governo.

“Aquilo encomendado não sairia melhor. É dinheiro em caixa para António Costa. Ele ganha votos e ganha credibilidade com uma crítica de José Sócrates. Primeiro, porque Sócrates é hoje, goste-se ou não, um ativo tóxico. Para as pessoas que tentavam colar José Sócrates a Costa até dá jeito porque demonstra que estão nos antípodas um do outro”, disse.

No sábado, José Sócrates escreveu que é “insuportável assistir, sem reagir” aos “ataques” que o primeiro-ministro faz “à história do PS e aos anteriores governos socialistas”, nomeadamente às maiorias absolutas. As declarações surgem depois de António Costa ter afirmado, numa entrevista à TVI, que “os portugueses têm má memória das maiorias absolutas, quer as do PSD quer a do PS”.

Marques Mendes considera que “José Sócrates nem sequer tem razão na crítica que faz ao primeiro-ministro”. Segundo o comentador, Costa não criticou a maioria absoluta de Sócrates, mas “constatou que os portugueses têm uma impressão menos boa das maiorias absolutas”.

Além das críticas de Sócrates, a sondagem da Pitagórica para o Jornal de Notícias e TSF foi outra “ajuda” a Costa, dando-lhe quase 44% dos votos nas legislativas de outubro.

Já a rentreé do PSD foi “agridoce”. Apesar das “boas iniciativas”, Rui Rio deparou-se com uma sondagem “demolidora”, que lhe dá 20% dos votos. Ainda assim, Marques Mendes acredita que “o PSD vai ter um resultado acima dos 25%”. Mas deixa conselhos a Rio: o líder social-democrata deve ter uma campanha mobilizadora, ser assertivo nos debates e passar uma mensagem clara. “Não pode andar a mudar de mensagem todos os dias”.

O CDS está “num beco ainda mais complicado do que o do PSD”, uma vez que “está muito em baixo nas sondagens” e não está a “conseguir ir buscar votos” aos sociais-democratas.

Sobre a rentreé de bloquistas, Marques Mendes elogiou o “profissionalismo” do partido de Catarina Martins. “O objetivo do Bloco é clarinho: quer ir para o Governo ou, se não for, é pelo menos ter votação para influenciar as políticas do PS.”

“Tradicionalmente” o combate político era entre PS e PSD, “neste momento há uma bipolarização PS/Bloco de Esquerda”. “O Bloco de Esquerda é o grande obstáculo à maioria absoluta” dos socialistas, afirmou. Por isso, o debate da campanha entre Costa e Catarina Martins será o “mais decisivo”.

O comentador teceu elogios ao “genuíno” Jerónimo de Sousa, embora considere que esta campanha eleitoral será “a última campanha” do líder dos comunistas para eleições legislativas. “Depois de Jerónimo de Sousa, o PCP vai esvaziar ainda mais.”

Quer o partido de António Costa “tenha ou não tenha maioria absoluta, um governo do PS nos próximos anos terá uma vida infernal”, porque “vamos ter menos economia” e porque “não vai haver estado de graça”, mas uma contestação social.

Já da entrevista deste domingo de Costa à agência Lusa, na qual o primeiro-ministro anuncia não ter ambições de ser Presidente da República, Marques Mendes conclui que António Costa tem a “ambição de ter um cargo europeu”.

Debates eleitorais começam esta segunda-feira

Em relação aos debates, que começam esta segunda-feira, Marques Mendes disse que Jerónimo de Sousa fez bem em bater o pé e dizer que só participa nos debates feitos em canal aberto. “É uma posição digna e corajosa”.

Já Santana Lopes “tem razão quando diz que a vida dos partidos novos é dura” por dificuldade de acesso à comunicação social. “Há partidos pequenos e novos que estão a surpreender pela positiva: o Livre à esquerda; a Iniciativa Liberal à direita. Ambos com boas cartadas, nas ideias e nos protagonistas. E, atenção, a Iniciativa Liberal já aparece nas sondagens. Pode ser o PAN de há 4 anos, ou seja, a surpresa destas eleições”.

Quanto aos debates, Marques Mendes disse que o mais mediático será entre António Costa e Rui Rio, no dia 16 de setembro. “É o que suscita mais expectativas, atenção e mediatismo.”

O mais decisivo politicamente será entre António Costa e Catarina Martins esta sexta-feira, dia 6 de setembro. “De um lado, a ambição da maioria absoluta; do outro lado, a grande opositora da maioria absoluta, que quer impedi-la porque quer ir para o Governo”.

Já o mais melindroso será entre Rio e Cristas, na quinta feira, dia 5 de setembro. “É uma espécie de debate entre irmãos, sendo que ambos estão em coma induzido depois das eleições europeias”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …